Competição 11 Jun 2024

As 24 de Le Mans de 1955

Dia 11 de Junho de 1955. Correm-se as 24 Horas de Le Mans, com 300.000 espectadores a assistir à corrida. São 18 horas, quando o Mercedes-Benz de Pierre Levegh se desintegra em direcção às bancadas, depois de embater no Austin-Healey de Lance Macklin, espalhando os destroços pela multidão. É uma tragédia que cobrará 83 vidas e provocará mais de uma centena de feridos.

Após uma reunião de emergência e votação dos directores da Mercedes-Benz por telefone em Estugarda, Alfred Neubauer (o director de equipa) recebe finalmente a chamada com a aprovação da retirada da marca alemã da prova pouco antes da meia-noite. Aguardou até à 1h45 da manhã, quando muitos espectadores já tinham saído, entrou na pista e chamou discretamente os seus carros para as boxes, que na altura corriam em primeiro e terceiro lugar. A retirada foi brevemente anunciada através do sistema de som.

Com realização de Quentin Baillieux e argumento de Julien Lilti, recorde connosco Le Mans 1955, a edição fatídica daquela que é, por muitos, considerada a mais bela prova motorizada do mundo.

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube