Este Ferrari 365 GT 2+2 esteve mais de 40 anos fechado numa garagem

Clássicos 03 Fev 2024

Este Ferrari 365 GT 2+2 esteve mais de 40 anos fechado numa garagem

Por Tiago Nova

Os Ferrari 365 são uma série de modelos GT da marca do Cavalino Rampante, datando a sua estreia ao Salão de Genebra de 1966. Todos eles têm em comum o motor Colombo V12 de 4,4L de cilindrada, daí a sua designação correspondente à capacidade unitária de cada cilindro. Apesar de mecanicamente iguais, as suas carroçarias e interiores mudam bastante, existindo modelos de dois e de 2+2 lugares.


Em 1967 aparece o 365 GT 2+2, apresentado no Salão de Paris, que substituiu o Ferrari 330 GT 2+2 e o 500 Superfast. Ao contrário destes, que utilizavam eixo rígido com molas de lâminas na traseira, o 365 GT 2+2 está já equipado com uma suspensão independente nas quatro rodas, sendo o primeiro Ferrari com esse esquema. Além disso, a suspensão traseira tem um sistema hidropneumático de ajuste de altura desenvolvido em conjunto com a Koni. A travagem é também de discos nas quatro rodas.


O motor que equipa este modelo é o Tipo 245 com apenas uma árvore de cames em cada cabeça, que debita 320cv de potência às 6.600rpm e tem a si acoplada uma caixa manual de cinco velocidades, que conduz a potência até às rodas traseiras.


O 365 GT 2+2 foi desenhado por Aldo Brovarone na Pininfarina e era bastante luxuoso, com interior integralmente forrado a pele, direcção assistida, travões com servofreio, vidros eléctricos e, em opção, poderia ser equipado com ar condicionado. As carroçarias eram produzidas à mão na Pininfarina e enviadas para a Ferrari para serem terminadas. Foi logo considerado o modelo mais vendido da marca, com 800 exemplares construídos até 1971, quando a produção terminou.


Presente neste artigo está um Ferrari 365 GT 2+2 adquirido através da Garage Francorchamps em 1968, sendo o quarto exemplar vendido na Bélgica e o 84º produzido. Foi terminado na cor Céleste Métallisé, com interior em pele Franzi preta e jantes de raios Borrani.


O primeiro proprietário manteve-o durante dez anos, altura em que o vende a um médico francês, em 1978. Em 1981, esse médico teve de ir trabalhar para outro país e deixou o seu Ferrari 365 GT 2+2 guardado na garagem, mantendo-se aí cerca de 42 anos.


No passado dia 26 de Novembro de 2023, foi levado a leilão num evento organizado pela Aguttes, sendo vendido por pouco mais de 136 mil euros.


Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube