Macan estabelece novos padrões: O primeiro SUV 100% elétrico da Porsche

Modernos 27 Jan 2024

Macan estabelece novos padrões: O primeiro SUV 100% elétrico da Porsche

Dez anos depois do lançamento, o Porsche Macan chega à segunda geração, agora de forma totalmente eléctrica. Com o seu design progresssivo e intemporal, a típica performance Porsche, a autonomia e o elevado sentido prático diário, os novos Macan 4 e Macan Turbo pretendem satisfazer os requisitos dos clientes Porsche que optam por um SUV. “Estamos a elevar o Macan a um nível completamente novo – com a excepcional E-Performance, o novo Driver Experience e um design impressionante”, afirmou Oliver Blume, Chairman of the Executive Board da Porsche AG, durante a estreia em Singapura. “Com o Macan totalmente eléctrico, o nosso objectivo é oferecer o modelo mais desportivo do seu segmento”, afirma Jörg Kerner, Vice President Product Line Macan.

A Porsche utiliza a mais recente geração de motores elétricos PSM nos eixos dianteiro e traseiro, de forma a alcançar uma excelente eficiência, bem como uma ótima reprodutividade da potência. Os números demonstram uma E-Performance de classe superior: em combinação com o Launch Control, o Macan 4 debita até 300kW (408cv) de potência em Overboost, enquanto o Macan Turbo orgulha-se de atingir 470kW (639cvc). O binário máximo é de 650 e 1.130 Nm, respetivamente. Estes números garantem uma excelente performance: o Macan 4 acelera dos 0 aos 100 km/h em 5,2 segundos, enquanto o Macan Turbo demora apenas 3,3 segundos. Os dois modelos atingem velocidades máximas de 220 e 260 km/h, respetivamente.

Nova Premium Platform Electric com arquitetura de 800 Volts


Os motores eléctricos do novo Macan são alimentados por uma bateria de iões de lítio, instalada na parte inferior da carroçaria, com uma capacidade bruta de 100kWh, dos quais até 95 podem ser utilizados activamente. A bateria de alta voltagem (HV) é um componente central da nova Premium Platform Electric (PPE) com arquitectura de 800 Volts, plataforma essa que a Porsche utiliza pela primeira vez. A potência de carregamento DC é de até 270kW e a bateria pode ser carregada dos 10 aos 80 por cento em aproximadamente 21 minutos num posto de carregamento rápido adequado.

Nos postos de carregamento de 400 Volts, um interruptor de alta tensão na bateria permite o carregamento em fases separadas, ou seja, divide a bateria de 800 Volts em duas partes iguais, cada uma com tensão nominal de 400 Volts. Isto permite um carregamento particularmente eficiente, sem um booster de alta voltagem adicional, de até 135kW. O carregamento AC até 11kW é possível numa wallbox doméstica. Durante a condução, podem ser recuperados até 240kW de energia, através dos motores eléctricos. A Integrated Power Box (IPB) também contribui para a eficiência dos novos modelos Macan, ao mesmo tempo que permite poupar peso e espaço. A inovadora e compacta IPB combina três componentes – o carregador de bordo AC, o conversor de calor de alta voltagem e o conversor DC/DC. A autonomia combinada em ciclo WLTP é de até 613 quilómetros no Macan 4 e 591 no Macan Turbo.

Proporções desportivas e linhas de estilo coupé

Graças às proporções mais vincadas e ao ADN de design da Porsche, os novos Macan possuem um visual mais dinâmico e dominante. “Com o Macan totalmente eléctrico, estamos a apresentar o primeiro Porsche que se torna eléctrico a partir de uma identidade de produto já estabelecida”, afirma Michael Mauer, Vice President Style Porsche. “O novo Macan é claramente reconhecível pela sua identidade de marca como parte da família de produtos Porsche. As proporções clássicas da Porsche foram desenvolvidas e adaptadas da melhor forma aos desafios de um veículo elétrico. Isto reforçou ainda mais a aparência desportiva, moderna e dinâmica do Macan.

O design não deixa dúvidas: o Macan continua a ser o automóvel desportivo do seu segmento, mesmo na forma eléctrica”. A curvatura do capot e os guarda-lamas pronunciados conferem ao SUV de entrada na gama um aspecto dinâmico mesmo quando parado. O novo modelo está equipado com jantes de até 22 polegadas e com pneus de maiores dimensões nas jantes traseiras. Os faróis estão divididos em duas partes: as unidades de luz superiores, constituídas pelas luzes diurnas de quatro pontos, realçam a largura do automóvel. Os módulos principais dos faróis com tecnologia LED Matrix, disponíveis como opcional, estão posicionados numa zona inferior.

A característica flyline da Porsche forma uma unidade com o óculo traseiro. Em combinação com as portas sem molduras e com as já conhecidas sideblades, o resultado é um design elegante e desportivo. Os guarda-lamas traseiros, fortemente pronunciados, conferem à traseira um visual musculado, na qual o logótipo Porsche se encontra agora ao centro da faixa de luz 3D.

Aerodinâmica ativa e passiva para uma maior autonomia

A Porsche combina o seu ADN de design com uma aerodinâmica optimizada. Graças à Porsche Active Aerodynamics (PAA), com elementos activos e passivos e um coeficiente aerodinâmico de 0,25, o novo Macan é um dos SUV mais aerodinâmicos do mercado – com efeitos positivos na autonomia e consumo de energia. O sistema PAA inclui o spoiler traseiro adaptativo, flaps activos de arrefecimento nas entradas de ar dianteiras e cobertura flexível na parte inferior da carroçaria completamente selada. As Air curtains por baixo do módulo dos faróis e a extremidade dianteira inclinada otimizam o fluxo de ar. Na traseira, os rebordos laterais e o difusor asseguram a eficiência aerodinâmica.

Primeiro Macan com eixo traseiro direcional e amortecedores de duas válvulas

A Porsche desenvolveu o Macan com um grande foco na dinâmica de condução típica da marca e numa sensação de direcção característica. “Graças à posição do banco particularmente desportiva e ao baixo centro de gravidade, bem como à sua impressionante dinâmica de condução e precisão de direcção, o novo Macan proporciona uma verdadeira sensação de automóvel desportivo”, explica Jörg Kerner, Product Line Vice President.

Tanto o Macan 4 como o Macan Turbo têm tracção integral, sendo os dois motores eléctricos controlados quase em tempo real. O Porsche Traction Management (ePTM), controlado de forma electrónica, atua cerca de cinco vezes mais rápido do que um sistema de tracção integral convencional e pode reagir a uma derrapagem em 10 milissegundos. Para além disso, a distribuição da tracção integral é regulada pelo modo de condução seleccionado. O Porsche Torque Vectoring Plus (PTV Plus), um bloqueio do diferencial traseiro com controlo eléctrico, também contribui para a tracção, estabilidade de conducção e dinâmica lateral do Macan Turbo. Os modelos Macan com suspensão pneumática – de série no Macan Turbo – estão equipados com o controlo eletrónico do amortecimento do Porsche Active Suspension Management (PASM). Este controlo também pode ser integrado, como opcional, com a suspensão de molas de aço.

Agora o PASM também inclui amortecedores com tecnologia de duas válvulas e, graças ao mapa de amortecimento mais alargado, há uma maior diferenciação entre conforto e performance. Pela primeira vez, o Macan tem como opcional o eixo traseiro direccional, sistema esse que permite um ângulo de viragem de até 5 graus. Permite um círculo de viragem compacto de 11,1 metros, o que facilita as manobras e melhora a agilidade no trânsito das cidades, enquanto garante uma estabilidade excepcional durante a condução a velocidades mais elevadas. Já a direcção no eixo dianteiro é consistente e precisa, típica da Porsche. Desde 2014, a Porsche já entregou mais de 800.000 unidades do Macan em todo o mundo. Esta história de sucesso deverá continuar com este sucessor totalmente eléctrico, modelo esse que é produzido de forma neutra em carbono na fábrica da Porsche em Leipzig. Os novos modelos já estão disponíveis para encomenda e serão entregues aos primeiros clientes durante o segundo semestre do ano.

Fonte: Porsche

Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube