Ferrari 500 Mondial destruído em incêndio vendido por 1,9 milhões de dólares

Clássicos 24 Ago 2023

Ferrari 500 Mondial destruído em incêndio vendido por 1,9 milhões de dólares

O Ferrari 500 Mondial foi apresentado a 20 de Dezembro de 1953 nas 12h de Casablanca, conduzido por Alberto Ascari e Luigi Villoresi, prova que terminariam em segundo lugar. A sua designação provém da capacidade cúbica de cada cilindro e o “Mondial” foi a comemoração dos vários campeonatos ganhos por Ascari. Tornou-se um modelo bastante competitivo, vencendo ainda corridas uma década após a sua apresentação.


O modelo era equipado com um motor de quatro cilindros em linha Tipo 500 desenvolvido por Aurelio Lampredi, com 2,0L de cilindrada retirado do 500 F2, duas velas por cilindros e dois carburadores duplos Weber, produzindo 170cv. O motor Lampredi era um aliado perfeito do seu baixo peso, de apenas 720kg, possuindo ainda o Mondial uma suspensão bastante avançada, com eixo De Dion na traseira.


No total apenas 29 exemplares foram produzidos, sendo que na primeira série foram carroçados pela Pinin Farina, na época ainda com o nome em separado. Dos 13 500 Mondial Spider produzidos pela carroçadora italiana, cinco são da primeira série, com os faróis cobertos, de onde o exemplar presente neste artigo é o segundo produzido.


Foi vendido novo à equipa Scuderia Guastalla de Franco Cornacchia, pintado na cor Rosso Corsa e interior Similpelle Beige, para ser conduzido por Franco Cortese, terminando em quarto da classe nas Mille Miglia de 1954. Em Junho de 1955, para o Grande Prémio de Imola, Cornacchia confiou os comandos do 500 Mondial ao português João Rezende Dos Santos, abandonando na volta de formação devido a problemas mecânicos.


Em 1958 foi para os EUA e recebeu um motor V8 americano em 1962. Foi severamente danificado por um acidente, seguido de incêndio, mantendo-se desde daí no estado lastimável que se encontra hoje.


No passado fim de semana foi levado a leilão, através de um evento organizado pela RM Sotheby’s aquando do Monterey Car Week, sendo vendido por cerca de 1,9 milhões de dólares (o equivalente a aproximadamente 1,72 milhões de euros). Juntamente com o automóvel, seguiu um motor Lampredi mas de 3,0L de cilindrada e a caixa de velocidades original do chassis, assim como o eixo traseiro, entre outros componentes.


Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube