Renault Colorale: O precursor dos SUV modernos

Clássicos 02 Abr 2023

Renault Colorale: O precursor dos SUV modernos

Por Irineu Guarnier

Na pequena Guaíba, às margens do lago do mesmo nome, no Sul do Brasil, a Renault Colorale Prairie 1951 azul é conhecida por quase todos os moradores. O veículo está na cidade desde 1954, quando foi adquirido pelo ex-mecânico Cezar Hagel Maciel, que comprava e revendia pães pelo município com a caminhonete, até abrir sua própria padaria e a utilizar para a compra de trigo, sal e outros insumos.

Depois de cumprir uma longa e produtiva missão como “carro do padeiro”, a Colorale Prairie, já aposentada, esteve estacionada por muitos anos na garagem do atual proprietário, o empresário Cezar Augusto Maciel, filho e herdeiro do antigo proprietário, ao lado do hospital de Guaíba, motivo pelo qual também ficaria conhecida como o “carro do hospital”.

Carro do padeiro ou do hospital, a Renault Colorale Prairie chegou ao Brasil no início da década de 1950 desmontada, em caixas CKD, e foi montada pela empresa CIREI, que já montava veículos da marca norte-americana Dodge em suas instalações em Porto Alegre, capital do estado do Rio Grande do Sul, desde 1944, e, a partir de 1946, também se tornara concessionária da marca francesa Renault.



O pai do atual proprietário trabalhou nas oficinas da CIREI, conhecia bem o processo de montagem da Colorale, e acabou comprando o automóvel de um cliente de sua oficina em Guaíba, no ano de 1954. A manutenção da máquina não era problema para ele, visto que conhecia em detalhes a sua mecânica simples e robusta.  O carro permaneceu em uso na família Maciel até 1988, quando outro veículo foi adquirido. Enquanto viveu, o proprietário não permitia que ninguém além dele mexesse na Colorale. Parado, o automóvel se degradou.

Em 2010, após o seu falecimento, o filho Cezar começou a pensar no restauro, cujo início acabou acontecendo em 2013. “Esta aparência que ela possui hoje, além de trazê-la à vida, é uma homenagem ao homem que a manteve durante todos esses anos e que tanto fez pela cidade e pelas Renault Colorale”, conta o filho. “Hoje”, acrescenta, “tantos as gerações mais velhas como as mais novas da cidade comemoram a sua volta”.

Admirada por todos que a vêem nos encontros de antigomobilismo e premiada em concursos nacionais, como o 27º Encontro Sul-Brasileiro de Veiculos Antigos, realizado pelo Veteran  Car Club do Brasil/Porto Alegre em 2018, a Colorale de Maciel é uma das cinco existentes em todo o Brasil – uma verdadeira raridade.

Carro de passeio e para todo o tipo de trabalho (também possuía versões furgão e picape), pode ser considerada precursora dos modernos SUVs. O nome – uma fusão das palavras “coloniale” e “rurale – está associado à intenção da Renault, que a projetou para ser usada nas colônias francesas da África e Ásia. É equipada com o “famoso motor 85” fleathead, à gasolina, de 48 HP a 2.800 RPM, com 2.383 cc e válvulas laterais, e com câmbio de quatro velocidades. Alta e espaçosa, serviu por muito tempo como táxi em Lisboa.

O restauro deste exemplar durou cinco anos. A Colorale foi  totalmente desmontada, todos os seus componentes foram recuperados, e depois cuidadosamente remontada. As muitas peças sobressalentes guardadas pelo antigo proprietário facilitaram a restauração. “Esta ação precavida do meu pai ajudou em muito na substituição e recuperação de peças e partes no restauro. As poucas peças que não conseguimos substituir com o estoque doméstico foram confeccionadas ou refeitas por hábeis torneiros mecânicos. O mais difícil, porém, foi suportar o longo tempo do processo de restauração e a ansiedade de vê-la de volta a vida”, conta Cezar.  

Utilizada regularmente para passeios, a Renault Colorale Prairie 1951 não sai mais da família Maciel.  Pedro, filho de Cezar, que ajudou o pai na restauração, também já é adepto do antigomobilismo e está comprometido com a missão de conservar o carro do avô com muito zelo.  O melhor do antigomobilismo é isso: a história que cada veículo carrega consigo.

03-2
04-1
02-2
06-1
05-2
11-1
10-2
09-1
07-1
08-1
01-2
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
03-2
04-1
02-2
06-1
05-2
11-1
10-2
09-1
07-1
08-1
01-2
previous arrow
next arrow



Fotografias: Eduardo Scaravaglione


Irineu Guarnier Filho é brasileiro, jornalista especializado em agronegócios e vinhos, e um entusiasta do mundo automóvel. Trabalhou 16 anos num canal de televisão filiado à Rede Globo. Actualmente colabora com algumas publicações brasileiras, como a Plant Project e a Vinho Magazine. Como antigomobilista já escreveu sobre automóveis clássicos para blogues e revistas brasileiras, restaurou e coleccionou automóveis antigos.

Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube