Ford Sierra RS500 Cosworth que foi vendido por mais de 600 mil euros

Mercado 07 Mar 2023

Ford Sierra RS500 Cosworth que foi vendido por mais de 600 mil euros

A Ford sempre foi uma marca muito presente no desporto motorizado, tanto em ralis como em pistas. No entanto, no início dos anos 80, as provas de velocidade estavam um pouco esquecidas, pois a marca concentrava todas as suas energias para desenvolver uma máquina para o Grupo B de ralis. Em 1983, Stuart Turner foi escolhido como presidente da Ford Motorsport e um dos seus objectivos era trazer de novo a Ford para a competição ao mais alto nível, tanto nos ralis como na velocidade. Aproveitando o sucesso da colaboração entre a Ford e a Cosworth no desenvolvimento dos motores DFV de Fórmula 1, Turner contactou a Cosworth, que já tinha desenvolvido um protótipo com base no motor Pinto, com cabeça de duas árvores de cames e 16 válvulas, nascendo o motor YAA. Este motor demonstrou ser o ideal para aplicar na versão de competição do Sierra, já que o próprio trazia de fábrica uma versão com o motor Pinto, mas atmosférico. Pouco tempo depois, a Cosworth adicionou o turbo ao motor YAA que já tinha desenvolvido, nascendo o YAB.


A Ford acordou com a Cosworth a compra de 15 mil motores, apesar de só necessitar de cinco mil unidades para homologação. Assim nasceu o Ford Sierra RS Cosworth, equipado com o motor YBB de 2,0 litros e quatro cilindros, com turbo Garrett TO3, para desenvolver 204cv na sua versão de estrada e mais de 350cv nos exemplares de competição. Acoplado ao motor está uma caixa manual de cinco velocidades da Borg-Warner. O Sierra RS Cosworth foi o primeiro automóvel de produção a ultrapassar a barreira dos 100cv por litro de cilindrada. Exteriormente, foram várias as alterações elaboradas para melhorar a aerodinâmica e reduzir a elevação da traseira, sendo este o objectivo da icónica asa traseira, desenhada por Frank Stephenson. Todo o desenvolvimento do automóvel foi elaborado pela Ford Special Vehicle Engineering.


No entanto, como a competição com as marcas rivais estava bastante “acesa”, a Ford lançou logo uma versão de homologação melhorada, para poder aplicar algumas alterações nos seus automóveis de competição, sendo esta a versão Sierra RS500 Cosworth. Das 5545 unidades produzidas, 500 foram levadas para a Aston Martin Tickford em Março de 1987, para a conversão em RS500, produzidos somente com volante à direita e em três cores.


Lançado em Agosto de 1987, o RS500 tinha um turbo Garrett T04, um intercooler maior, uma parede dos cilindros mais espessa, dois injectores por cilindros Weber IW025, assim como uma segunda régua de injecção, no entanto, nas versões de estrada só estavam activos um injector em cada cilindro e uma régua de injecção, os restantes, apesar de montados, não funcionavam. Além disso, teve muitos mais melhoramentos, como os sistemas de lubrificação, arrefecimento, injecção, indução e na suspensão. Com estes melhoramentos, o motor passou a debitar 227cv às 6000rpm e 277Nm às 4500rpm. Exteriormente, tem alterações muito subtis, somente com três emblemas a indicar a versão, assim como um pequeno lip na frente e no spoiler traseiro.


Presente neste artigo está aquele que deverá ser o melhor exemplar do Sierra RS500 Cosworth com apenas oito mil quilómetros percorridos. No passado dia 25 de Fevereiro foi levado a leilão através da Silverstone Auctions, aquando do Race Retro, sendo vendido por 590.500 libras, quase 670 mil euros, um valor recorde para o modelo, superando em três vezes o recorde anterior.


rec12135-1_1
rec12135-1_2
rec12135-1_3
rec12135-1_4
rec12135-1_5
rec12135-1_7
rec12135-1_8
rec12135-1_9
rec12135-1_13
rec12135-1_21
previous arrow
next arrow
rec12135-1_1
rec12135-1_2
rec12135-1_3
rec12135-1_4
rec12135-1_5
rec12135-1_7
rec12135-1_8
rec12135-1_9
rec12135-1_13
rec12135-1_21
previous arrow
next arrow
Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube