Jaguar Clube de Portugal organizou passeio a Olivença

Eventos 15 Dez 2022

Jaguar Clube de Portugal organizou passeio a Olivença

No último fim-de-semana de Novembro, desafiando as previsões de grande instabilidade climatérica, 22 Jaguares de associados do Jaguar Clube de Portugal tiveram a sorte de viajar mais de 500 quilómetros por terras alentejanas e conseguir a proeza de apenas apanhar chuva no regresso, já à entrada de Lisboa.

Partidos às 10h de 26 de Novembro da Bomba Galp do Eixo N/S em Telheiras, este “pelotão” seguiu por Vila Franca de Xira, Infantado, Coruche e Mora. Outros seis Jaguares vieram de Évora para o encontro num café na Praia Fluvial do Gameiro, em Mora às 12 horas, onde foram tiradas fotografias na barragem sobre o rio Raia.

Após uma curta pausa, devido ao programa ambicioso, rumou-se à Adega Villa Santa em Estremoz de João Portugal Ramos, onde foi servido um almoço de perdiz estufada, precedido de aperitivos regionais de grande qualidade e variedade, servidos num terraço com vista assombrosa sobre Estremoz. Serviram-se vinhos de topo especialmente selecionados para o grupo, que escolheu tirar a fotografia de família na adega, primorosamente decorada com barricas de carvalho francês.



Depois de sobremesas requintadas, o grupo foi acolhido no mercado do Rossio de Estremoz pelo seu Presidente da Câmara, José Pena Sadio. O referido autarca decidira fechar a Rua dos Cafés em exclusivo para o Clube poder estacionar os automóveis e ir tranquilamente ver o Museu Berardo de Azulejos. José Pena Sadio acompanhou os “jaguaristas” até à porta do referido museu depois de ter agradecido a visita dessa “missão cultural e desportiva”, tendo pedido que regressassem.

O Museu do Azulejo surpreendeu os participantes pela qualidade da sua instalação em 34 salas de um palácio restaurado e adaptado para o efeito. A riqueza dos azulejos merece uma visita bem mais prolongada do que os 45 minutos impostos à competentíssima guia da Câmara Municipal. A guia do grupo explicou, no pouco tempo que lhe foi atribuído, todas as técnicas de azulejaria ao longo dos tempos, exemplificando os vários estilos e épocas com pormenores de grande interesse histórico e didático, respondendo sem hesitar a todas as perguntas. Os participantes acharam valer a pena retornar a Estremoz para melhor conhecer os tesouros desta maravilhosa cidade.

Caía já o anoitecer quando a caravana encetou a pitoresca e sinuosa estrada de acesso à Serra d’Ossa, onde se situa o grande Hotel Convento de São Paulo, onde pernoitou.

Já confortavelmente instalado, o grupo desceu a monumental escadaria e atravessou o imponente claustro para participar no jantar nos Passos Perdidos, antecedido de um cocktail de boas-vindas. A acompanhar a sobremesa atuou Victor Gois, cantor de Elvas que conseguiu o feito notável de pôr os participantes a acompanhá-lo numa viagem pela música portuguesa dos últimos 50 anos.

No dia seguinte, os associados do Jaguar Clube de Portugal, despediram-se do lindíssimo convento para encetar o programa do segundo e último dia do passeio, pelas 9h30. Após passagem pelo Redondo a comitiva seguiu estradas muito pitorescas e pouco frequentadas para se reagrupar na Ponte Nova da Ajuda sobre o Guadiana. Daí seguiu em direção à Praça de Santa Maria do Castelo onde o Alcalde de Olivença a acolheu.

Depois de umas breves palavras de boas-vindas do Alcalde, seguiram-se visitas imperdíveis às Igrejas de Santa Maria do Castelo e de Santa Maria Madalena com as explicações do guia Joaquin Fuentes. Este foi constantemente chamando a atenção dos visitantes para pormenores da história e da arte sacra portuguesas. Visitou-se ainda a riquíssima capela da Santa Casa da Misericórdia, onde decorria uma missa seguida por muitos fiéis. Passou-se seguidamente pela porta Manuelina da Câmara Municipal e cruzou-se as ruas de calçada portuguesa que foram mantidas e renovadas. O mesmo aconteceu com as ruas que mantêm o seu nome original em português através de placas toponímicas tais como “antiga rua Duque de Cadaval”.

O almoço foi servido no museu El Convento, cujo restaurante do mesmo nome apresentou “croquetas” e outras entradas, tais como o proverbial presunto de Olivença. Antes de iniciar a refeição, Raquel Sandes, amiga de longa data do Clube e fadista consagrada, nascida e residente em Olivença, encheu o restaurante com a sua voz em quatro canções acompanhadas à guitarra por um artista argentino.

Foi mais um fim-de-semana intenso, variado e bem passado a juntar à já longa lista de eventos organizados pelo Jaguar Clube de Portugal.

Estremoz Olivença 1º Premio
Estremoz Olivença 2º Premio MORA
Estremoz Olivença 3º Premio
Visita-Jaguar-Clube-Portugal.1
Visita-Jaguar-Clube-Portugal.2
Visita-Jaguar-Clube-Portugal.3
Visita-Jaguar-Clube-Portugal.4
Visita-Jaguar-Clube-Portugal.5
Visita-Jaguar-Clube-Portugal.6
Visita-Jaguar-Clube-Portugal.7
Visita-Jaguar-Clube-Portugal.8
Estremos Olivença
previous arrow
next arrow
Estremoz Olivença 1º Premio
Estremoz Olivença 2º Premio MORA
Estremoz Olivença 3º Premio
Visita-Jaguar-Clube-Portugal.1
Visita-Jaguar-Clube-Portugal.2
Visita-Jaguar-Clube-Portugal.3
Visita-Jaguar-Clube-Portugal.4
Visita-Jaguar-Clube-Portugal.5
Visita-Jaguar-Clube-Portugal.6
Visita-Jaguar-Clube-Portugal.7
Visita-Jaguar-Clube-Portugal.8
Estremos Olivença
previous arrow
next arrow
Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube