Um de apenas dois RUF CTR com tracção integral

Clássicos 02 Dez 2022

Um de apenas dois RUF CTR com tracção integral

A RUF pode parecer só mais uma preparadora de automóveis Porsche, mas na realidade é uma fabricante de automóveis, com número de chassis próprios, utilizando modelos da Porsche como base aproveitando apenas os seus chassis. Além disso, também desenvolve peças de alta performance e restaura Porsche clássicos.

Um dos seus modelos mais conhecidos é o RUF CTR, conhecido por “Yellowbird”, nome dado durante um teste da revista americana “Road and Track” ao protótipo do modelo. A sigla CTR significa Grupo C Turbo RUF e este modelo foi lançado em 1987. Até 1996, altura em que cessou a produção do CTR, a RUF produziu apenas 29 unidades, a que se somam alguns outros Porsche 911 de clientes alterados para as mesmas especificações.

Com base na primeira geração do 911, mais especificamente na versão Carrera 3.2 de 1987, devido ao seu baixo peso e melhor aerodinâmica, a carroçaria via os seus painéis substituídos por uns mais leves, construídos em alumínio e pára-choques construídos em poliuretano, reduzindo assim o peso em 200 quilos.



O RUF CTR está equipado com um motor boxer de seis cilindros, alargado dos 3,2 litros para os 3,4 litros de cilindrada, além da adição do sistema de injecção DME da Bosch utilizado no Porsche 962, dois turbos e dois intercoolers, debitando assim uma potência de 469cv às 5950rpm e 553Nm de binário às 5100rpm. O valor da potência é dito que este foi o menor valor medido em banco de potência de todos os motores, sendo que a média de potências ronda os 500cv. Acoplado ao motor está uma caixa manual de cinco velocidades, desenvolvida e produzida pela própria RUF, que envia a potência para as rodas traseiras.

No entanto, nem todos os CTR tinham apenas tracção traseira, pois os irmãos americanos Steve e David Beddor, necessitavam de um automóvel capaz de fazer ralis através dos desertos e das montanhas e se as especificações do CTR chegavam, a tracção traseira não.

Dessa forma, encomendaram à RUF dois CTR produzidos com base no 911 Carrera 4 964 de 1990, que contou com modificações na ordem dos 285 mil dólares. Estas modificações incluíram um motor de 3,4 litros e uma caixa de seis velocidades manuais, que enviava a potência para as quatro rodas, nascendo assim os dois CTR equipados com tracção integral.

Presente neste artigo está um desses exemplares, pintado na cor Polar White, que foi mantido pelos irmãos Beddor até 2001, altura que o venderam a Steven Dix.

Este exemplar vai agora a leilão, no dia 10 de Dezembro, num evento da RM Sotheby’s em Miami, sem valor mínimo de reserva e um valor estimado de venda situado entre os 350 e os 380 mil euros.

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
previous arrow
next arrow
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
previous arrow
next arrow

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube