Alfa Romeo Classiche: Um programa de certificação, autenticação e restauro

Clássicos 25 Nov 2022

Alfa Romeo Classiche: Um programa de certificação, autenticação e restauro

“Quando entrei na Alfa Romeo no início de 2021, tive contacto imediato com o Museo Storico Alfa Romeo”, diz o CEO Jean-Philippe Imparato. “Quando visitamos este museu, entendemos duas coisas. A primeira é que ninguém pode construir um futuro se não conhecermos e nos conectarmos com o passado, não funciona. A segunda é que temos uma enorme responsabilidade, com a ligação entre o futuro e a história, e para as pessoas que apoiaram a marca em períodos difíceis.”

Os proprietários de Alfa Romeo podem obter um Certificado de Origem da marca desde 2016, mas agora o programa vai ser aumentado e passa a oferecer um Certificado de Autenticidade e serviços de restauro.

O Certificado de Autenticidade envolve a análise detalhada de um automóvel e a verificação dos seus dados de produção e especificações técnicas nos arquivos da empresa. Uma equipa especializada verifica a autenticidade do automóvel, dos seus componentes e do funcionamento das principais partes mecânicas. Este processo pode ser feito na Officine Classiche em Mirafiori, Torino, ou na casa do proprietário.



Os serviços do restauro estão disponíveis, com serviços que variam desde uma manutenção simples a restauros completos que vão desde porcas a parafusos.

Este serviço encontra-se aberto a qualquer Alfa Romeo, não sendo necessário ter 30. Os especialistas têm acesso aos documentos de produção, na sua totalidade desde 1943, ano em que alguns registos foram perdidos devido ao bombardeamento em Arese.

Os serviços de restauro vão ser realizados principalmente na sede da FCA Heritage em Turim e não englobam carros de corrida ou automóveis modificados devido a questões legais. Mas para aqueles que não podem levar o seu automóvel para a Itália a Alfa Romeo Classic pode ajudar em qualquer conto do mundo, com informações e treino de equipas locais especializados.

A Alfa Romeo Classic já implementou um sistema – com alto custo – para preservar peças que de outra forma seriam descartadas, principalmente nos modelos de 1990 a 2000.

A Alfa Romeo Classic vai lançar um site dedicado exclusivamente a este tema, mas o Certificado de Origem irá ter um valor de 120 euros, enquanto que o Certificado de Autenticidade vai depender da viatura, e pode variar entre os 800 e os 4000 euros.


TAGS: Alfa Romeo Alfa Romeo Classiche Clássicos


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment