RM Sotheby’s leva a leilão três automóveis de Grupo B

Mercado 28 Out 2022

RM Sotheby’s leva a leilão três automóveis de Grupo B

Para celebrar o seu 16º aniversário, a RM Sotheby’s irá realizar um leilão no próximo dia 5 de Novembro, em Londres, na fantástica Marlborough House, construída por John Churchill, o 1º Duque de Marlborough. Este leilão tem a parceria do Royal Automobile Club, que organiza o London to Brighton Veteran Car Run, que irá para a estrada no dia seguinte.

De entre os 54 lotes que irão a leilão, destacamos os três automóveis de Grupo B que pertencem à The Gran Turismo Collection, os quais iremos descrever de seguida.

Audi Sport Quattro S1 E2 (1985)


1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
previous arrow
next arrow
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
previous arrow
next arrow


O Audi Sport Quattro S1 que irá a leilão é um E2, ou seja, a segunda evolução do Sport Quattro S1 introduzida em Agosto de 1985 com algumas alterações. Esta versão vinha equipada como um turbo KKK maior, fazendo com que o motor de cinco cilindros em linha e 20 válvulas à cabeça debitasse 550cv. Num teste efectuado na época, o Sport Quattro S1 E2 chegou aos 160km/h em apenas 8,9 segundos.

Outra grande melhoria do E2 era o seu peso e a sua distribuição, com muitas das peças pesadas colocadas na traseira do automóvel. Além do peso a aerodinâmica também foi bastante alterada neste modelo, com as várias peças elaboradas em túnel de vento e produzidas em Carbono-Kevlar para o peso de fixar nos 1100kg, o mínimo requerido pelos regulamentos.

A unidade que vai a leilão foi registada a 5 de Novembro de 1985 com a matrícula IN-NP 31 com a carroçaria produzida pela Matter, com o número RE10. Foi conduzido pela dupla Hannu Mikkola e Arnie Hertz no Lombard RAC Rally de 1985, assumiu a liderança da prova até ser forçado a desistir devido a problemas no motor. Posteriormente, foi utilizado como automóvel de testes e treino para o Rally de Portugal de 1986.

Após o cancelamento do Grupo B, este Audi Sport Quattro S1 E2 foi vendido a Michael Gabel que procedeu a algumas alterações para poder circular com ele nas ruas, como as janelas de vidro e o travão de mão. Em 1998 foi vendido a Eckhard Homan, utilizando-o nas demonstrações de Slowly Sideways. Posteriormente, passaria para as mãos de Armin Schwarz, que o manteve até 2012.

Apenas 20 exemplares do Audi Sport Quattro S1 E2 foram construídos e pensa-se que só existam 15 nos dias de hoje e desses apenas seis competiram no WRC. Esta é a oportunidade única de adquirir um dos melhores exemplares, com um valor de venda estimado entre os 2.050.000 e os 2.650.000 de euros.

Lancia Delta S4 (1985)


1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
previous arrow
next arrow
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
previous arrow
next arrow


Com o nome de código de desenvolvimento da Abarth SE038, o Delta S4 foi um automóvel desenvolvido de uma forma completamente diferente do anterior 037. Assente num chassis tubular coberto com uma carroçaria construída em materiais compósitos de carbono-Kevlar, o motor foi colocado na zona central e era de quatro cilindros e 1,8 litros, com sistema de sobrealimentação de compressor e turbo, produzindo 480cv, potência essa transmitida para as quatro rodas.

Presente neste artigo está o chassis 215, utilizado no Rallye de Monte-Carlo de 1986 com as cores da Martini por Henri Toivonen e Sergio Cresto com vários acidentes pelo meio. No entanto, após as reparações necessárias efectuadas, a vitória iria sorrir à dupla do chassis 215. Infelizmente, esta seria a última vitória de Toivonen e Cresto. Após este rali, este Delta S4 foi utilizado como automóvel de reserva do Rally de Portugal de 1986.

Após o fim do grupo B, este Delta S4 iria para o Rallycross, onde Illide Romagna iria ficar em segundo no European Autocross Championship de 1988. Posteriormente foi vendido a um coleccionador nipónico, até vir para a colecção britânica em 2019. O seu valor de venda estimado situa-se entre os 2.050.000 e os 2.650.000 de euros.

Lancia 037 Evolution 1 (1982)


1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
previous arrow
next arrow
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
previous arrow
next arrow


Produzido com base no Lancia Beta Montecarlo, o 037 foi o último Grupo B a ter apenas duas rodas motrizes, desenvolvido pela Abarth com o código SE037. Utiliza um motor de quatro cilindros com um compressor volumétrico Volumex, produzindo cerca de 300cv, para 960 quilos.

O chassis 319 presente no leilão foi um dos três automóveis da equipa oficial utilizados em 1982 com as cores da Martini, utilizado pela primeira vez no Rally Costa Smeralda, com Markku Alén e Ilkka Kivimäki e utilizado também no Rali Vinho Madeira com Andrea Zanussi.

Posteriormente, foi utilizado por Walter Röhrl em 1983 no Campeonato Alemão de Ralis, com as cores da Würth, tendo alguns ralis esporádicos pela equipa oficial. Em 1986, foi utilizado no Campeonato de Ralis de França com Jean-Michel Blanchi aos seus comandos. Ficou na colecção do francês Guy Domet, vindo para a colecção britânica em 2019.

Este é um dos mais importantes exemplares do 037, pois foi o primeiro Evolution 1 a competir e o seu valor de venda estimado situa-se entre os 1,1 e os 1,4 milhões de euros.


TAGS: Audi Sport Quattro Grupo B Hannu Mikkola Lancia 037 Lancia Delta S4 Mar Matter Rali Vinho Madeira Rally de Portugal Rallye Monte-Carlo RM Sotheby's


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment