O Almada Extreme Sprint contou com 32 mil pessoas

Competição 08 Out 2022

O Almada Extreme Sprint contou com 32 mil pessoas

A quarta edição do Almada Extreme Sprint na sua quarta edição, conseguir entusiasmar os muitos milhares de pessoas presentes. Este evento organizado pelo Clube de Motorismo de Setúbal e pela Câmara Municipal de Almada, com o apoio de muitos e importantes patrocinadores, foi até agora uma das suas melhores edições.

Os números da última contagem, apontam para 32.000 pessoas durante os dois dias, com especial incidência no Domingo, dia 2 de Outubro, em que uma verdadeira enchente de público “invadiu” os terrenos da antiga Lisnave, desejosa de ver pilotos e máquinas, mas também aproveitar de forma plena, toda as ofertas diversificada que o Clube de Motorismo de Setúbal tinha à sua disposição.

Para acompanhar e divulgar a parte competitiva da prova, nada menos do que 68 Orgãos de Comunicação Social acreditados, desde imprensa escrita, fotógrafos, produtores de vídeo e televisão, que estão a fazer chegar ao CMS, todos os frutos do seu trabalho, que a organização promete divulgar em breve nas páginas oficiais. A organização já adiantou que, no momento, já tem cerca de mais de 60 álbuns de fotos e filmes, que, num futuro próximo, colocarão à disposição de todos os seus seguidores.



Em termos competitivos não se poderia esperar melhor com duelos em todas as categorias e classes, sendo que no Sprint, a dupla Carlos Fernandes/ Pedro Afonso, levou a melhor, sobre Daniel Ferreira/Rodrigo Ferreira (ambos num Mitsubishi) por menos de dois segundos, completando o pódio o Ford Escort de Pedro Leone/Bruno Ramos. Ainda entre os Sprint, mas na categoria Históricos, Gonçalo Pimpão, venceu com o seu bonito Ford Escort RS, batendo Daniel Rolo (Datsun 1200) e Joaquim Teixeira (Citroën Saxo Cup).

Rui Madeira


Nas categorias reservadas à Regularidade, pela primeira vez houve a presença dos “Eléctricos”, com a dupla campeã nacional da modalidade, Nuno Serrano/Alexandre Berardo a vencer, aos comandos do seu Kia EV 6, enquanto entre os automóveis mais convencionais, foi desta feita, Sergio Viana/Afonso Viana a triunfar (BMW 325) à frente da dupla até então crónica vencedora Nuno Veiga/Tânia Duarte (Peugeot 106 GTI) e de Jorge Azevedo/Claudia Azevedo (Peugeot 106 XSI).

Todo este espectáculo seria entretanto completado pelas actuações e demonstrações de lindíssimos automóveis que desfilaram pelo percurso da prova, que incluíram inúmeros clássicos, os lindíssimos Legends, as exibições de Marco Martins, no endiabrado Metro, ou o imponente camião de Artur Fidalgo.

E seria obviamente a intensa colaboração e empenho de Rui Madeira, com toda a sua classe, a levantar por diversas vezes o público entusiasta de Almada, que também não se fez rogado nas homenagens que foram prestadas ao grande campeão, Joaquim Santos, a quem esta edição da prova foi dedicada. A sua simpatia e presença disponível, são bem o espelho de que ele é como homem e do que foi como grande piloto.

A organização deixa a seguinte mensagem, “Resta-nos agradecer a presença de todos, a colaboração inestimável de todos, os apoios de todos os nossos patrocinadores e garantir que estamos prontos para a quinta Edição do Almada Extreme Sprint, que acreditamos muito, poder acontecer em 2023”.


TAGS: Alexandre Berardo Almada Extreme Sprint Datsun 1200 Ford Escort RS 2000 Joaquim Santos Nuno Serrano Rui Madeira


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment