Estoril Classics regressa já este fim-de-semana

Eventos 06 Out 2022

Estoril Classics regressa já este fim-de-semana

O Estoril Classics realiza-se já no próximo fim-de-semana e, com trezentos automóveis em pista que cobrem seis décadas de automobilismo, será novamente um evento a não perder para os verdadeiros adeptos do desporto automóvel.

Uma vez mais o evento organizado pela Associação de Turismo de Cascais, tendo como promotores a Race Ready, a Peter Auto e o Automóvel Club de Portugal (ACP), promete marcar o calendário mundial de corridas de clássicos, sendo inúmeras as máquinas de relevo histórico presentes no Autódromo do Estoril de 7 a 9 de Outubro.

A Peter Auto traz até nós diversas corridas, sendo uma delas a 2,0 litros Cup. Esta é uma competição reservada aos Porsche 911 de dois litros preparados de acordo com o regulamento da FIA até 1966, uma garantia de grandes corridas ao longo do fim-de-semana do Estoril Classics.



Serão vinte e três as máquinas de Zuffenhausen presentes em pista, permitindo o ecoar do entusiasmante ronco do ‘flat-six’ de alta rotação da Porsche pelo Autódromo do Estoril e ver a destreza dos seus pilotos aos comandos de um automóvel que exige uma constante atenção, com ‘powerdrifts’ de encher o olho.


A competição Classic Endurance Racing 1 proporciona-nos a um regresso uma das épocas mais emblemáticas das provas de resistência. Estes carros são especialmente acarinhados pelo público português que se recorda das primeiras corridas disputadas no Autódromo do Estoril, em Vila Real, mas também em Angola e Moçambique, onde os Lola e Chevron levavam ao rubro os espectadores.

A diversidade que todos os que se deslocarão ao autódromo poderão observar será inebriante, sendo os Ford GT40 e os Lola T70 excelentes estandartes desta competição da Peter Auto e farão as delícias dos entusiastas, transportando-os até Le Mans nos anos 1960 e 1970. Uma das estrelas será o Porsche 908/3 com as cores da Martini, automóvel que venceu em Nurburgring e na Targa Florio.

O Classic Endurance Racing 2 dá seguimento cronológico à categoria anterior, dando cor aos anos 1970 e início dos anos 1980.

Serão muitos os protótipos que formarão a grelha de partida, desde os Lola, até ao Osella, passando pelos Chevron. Para além destes, poderão ser ainda seguidos em pista os impressionantes BMW M1 Procar, Ford Capri Zakspeed e Porsche 935 K3, que darão um colorido diferente a uma prova que entusiasmará os adeptos que pintarão as bancadas e o paddock.

O desfilar de máquinas que passaram por Le Mans e pelas provas de endurance continua com as Endurance Racing Legends, que exibe GT e protótipos dos anos 1990 e do início do presente século quando o Autódromo do Estoril regressou aos calendários internacionais das provas de resistência.


Nesta competição é possível ver algumas das máquinas que fizeram história, como é o caso do Ferrari 430 GTC ou das diversas versões do Porsche 911 que defenderam as cores da marca alemã. Igualmente impressionante será o MG Lola EX257, um automóvel de cockpit aberto que se mostrou muito rápido na sua época, ao ponto de incomodar o domínio dos Audi R8.

Nesta categoria estarão também em competição os extraordinários Grupo C, podendo assim ser possível ver um confronto directo entre os impressionantes protótipos dos anos 1980 e os seus descendentes das duas décadas seguintes, que procuravam elevar a performance em vez da restritas regras de consumo de combustível.

O The Greatest’s Trophy, anteriormente conhecido como Troféu Nastro Rosso, é uma competição com automóveis excepcionais que marcaram as grandes corridas de resistência nos anos de 1950s e 1960s. Tendo o respeito e o fair-play como as palavras chave, esta é uma competição que reúne viaturas exclusivas de valor incalculável, e que um dia foram candidatos à vitória geral nas 24 Horas de Le Mans.

Nesta categoria os fãs podem deleitar-se com máquinas como os Alfa Romeo Giulietta SZ e Giulia TZ, assim como os imponentes Bizzarini 5300 GT. Mas será o Ferrari 250 GT SWB, um carro que vale mais de dez milhões de euros, o alvo das atenções, sem desprimor para os adversários que encontrará em pista.

Também os anos cinquenta do século passado é o tema dos Fifties’ Legends, uma era em que os carros, apesar de ainda rudimentares, atingiam já velocidades elevadíssimas na mítica recta das Hunaudieres, então sem chicanes. Esta é a primeira visita da competição cujos carros marcaram a década em que a era moderna do automobilismo teve o seu arranque fulgurante.


Um dos automóveis que se destacou na época foi o Jaguar D Type, que venceu em Le Mans três vezes. Um destes ‘Big Cats’ estará presente no Estoril Classics, havendo exemplares avaliados em mais de vinte milhões de euros – só por si, já merece uma visita ao autódromo que este ano celebra cinco décadas de existência.

A Sixties’ Endurance será outro motivo de interesse para todos os entusiastas com corridas de duas horas dedicadas aos ícones de resistência da primeira metade dos anos sessenta do século passado.

Serão diversas as máquinas presentes no Autódromo do Estoril, contribuindo para a diversidade que se verificará ao longo de todo o fim-de-semana, mas os Jaguar Type E, Shelby Cobra – com a versão aberta e coupé – serão deleites especiais para todos os adeptos, que poderão ainda ouvir o cantar possante dos seus motores.

Claro que os automóveis de turismo, uma categoria popular desde os primórdios do automobilismo, não poderia ficar de fora da festa que será o Estoril Classics. A Heritage Touring Cup trará até ao ‘nosso Autódromo’ automóveis deste tipo desde 1966 até 1984.


Mais uma vez, são diversas as máquinas que poderão ser vistas, sendo seguro que qualquer adepto encontrará uma que o marcou de uma forma especial. O circuito do Estoril está também umbilicalmente ligado a estes carros, tendo recebido o Europeu de Turismos em 1977 e 1978. No entanto, dada a sua espectacularidade e interesse histórico, seria injusto não mencionar os Ford Capri – 2600 RS e 3100 Cologne – o BMW 3.0 CSL e o Alfa Romeo Giulia 1750 GTAm.

São quase 300 automóveis repletos de história e que evocam épocas gloriosas do automobilismo. Imperdível para qualquer verdadeiro adepto do desporto automóvel, uma vez que, para além, de poder vislumbrar máquinas únicas, terá ainda o prazer de as ver fazer aquilo para o qual nasceram – competir.

Mas o desfilar de competições não fica reduzido às inúmeras categorias da Peter Auto. O Iberian Historic Endurance terá também a sua prova no Estoril Classics, com a competição de clássicos da Península Ibérica a exibir carros de GT e Turismo de 1965 a 1976. Com 45 inscritos para a sua prova de cinquenta minutos a emoção será uma garantia, prometendo manter todos os adeptos nas bancadas até à bandeira de xadrez.

Por fim, fica um dos cabeças de cartaz do Estoril Classics, o Classic GP by Portugal Sotheby’s Realty. Durante o fim-de-semana todos os fãs que se esperam no autódromo terão a possibilidade de assistir a duas corridas de Fórmula 1 com monolugares que fizeram a história da categoria máxima do desporto automóvel entre 1971 e 1983.

Ao longo dos três dias, com dez categorias e mais de trezentos carros em competição, o Estoril Classics promete ser um evento único, em que o público poderá interagir de perto com os concorrentes e suas máquinas, para além do acesso à “Food & Brand Village”, uma área onde todos os aficionados poderão conviver e descobrir diversos itens de ‘memorabilia’.

O ACP Clássicos marca mais uma vez presença no Estoril Classics. Com uma exposição dedicada à história da Aston Martin com alguns dos modelos mais emblemáticos em que o DB5 celebrizado nos filmes do James Bond não poderia faltar. Um Darracq de 1901 marca também presença numa evocação que será feita aos 120 anos do Raid Figueira da Foz – Lisboa que se realizou a 27 de Outubro de 1902 e que esteve na génese da fundação do Real Automóvel Club de Portugal em 15 de Abril de 1903.

5
7
8
9
previous arrow
next arrow
5
7
8
9
previous arrow
next arrow



PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment