Byers SR-100, o automóvel mais bonito do mundo (em 1957)?

Clássicos 01 Set 2022

Byers SR-100, o automóvel mais bonito do mundo (em 1957)?

Na edição de Fevereiro de 1957 da revista americana Road & Track, John Bond fez uma reportagem do Byers SR-100, com o título “The Most Beautiful Car in The World”. Sem dúvida que gostos não se discutem, mas o design deste automóvel era belo para a década de 50, tendo em conta também o seu baixo preço, visto que este era um automóvel que poderia ser adquirido em kit e montado em casa. O próprio John Bond adquiriu um e montou-o em sua casa, com a ajuda de Jim Byers, fundador da empresa.


Jim Byers iniciou-se na indústria de automóveis montados em casa em 1952, quando começou a desenvolver o Victress, um automóvel produzido em fibra de vidro. Em 1953, entrava em colaboração com Dick Jones, para em conjunto produzirem o Meteor SR-1. Em 1955, Byers fundou a sua própria empresa e aperfeiçoou o conceito do Meteor, nascendo o Byers SR-100. 


O nome Byers SR-100 é bastante técnico, com o SR a significar Sports Roadster e os 100 é a distância entre eixos, em polegadas, ideal para o chassis utilizado na montagem do automóvel. Havia também o SR-90, que como o nome indica tinha 90 polegadas de distância entre eixos.


Byers vendia os seus automóveis em kit ou completos, através de anúncios nas revistas da especialidade. Quem adquiria o SR-100 em kit, só tinha de encontrar um chassis com 100 polegadas ou 2,54 metros de distância entre eixos, para poder montar a nova carroçaria construída em fibra de vidro.


Cerca de 25 kits do Byers SR-100 foram vendidos de 1955 a 1963, não se sabendo quantos foram vendidos já montados, o que torna este automóvel bastante raro. Posteriormente, a fabricante de fibra de vidro Kellison, adquiriu os direitos e os moldes do SR-100, vendendo-os durante os anos 60.  


Presente neste artigo está um Byers SR-100 de 1957, que foi construído sob um chassis de um Kaiser Henry J de 1953 e equipado com um motor Ford V8 302, com 5,0L de cilindrada, acoplado a uma caixa manual de três velocidades T-4. A sua mecânica original não é conhecida, permanecendo um mistério, pois a que está montada é de um Ford Mustang de 1968. Tem ainda equipado suspensão independente na frente, eixo rígido na traseira e travões de tambor nas quatro rodas.


Em 1973 este SR-100 foi guardado, permanecendo no mesmo local até 2012, quando foi adquirido pelo anterior proprietário, que efectuou um restauro ao automóvel. Durante esse processo de restauro, foi aplicado um para-brisas do Chevrolet Corvette, assim como o interior em pele, escapes laterais e as jantes de raios com aperto central. Conta ainda com instrumentação da Stewart Warner, volante de madeira e moca do selector da caixa de velocidades da Nardi.


No passado dia 19 de Julho, este Byers SR-100 foi levado a leilão, através da plataforma da Bring A Trailer, sendo vendido por 71 mil dólares, cerca de 68.800 euros.


Byers-SR-100-Car-1
Byers-SR-100-Car-13
Byers-SR-100-Car-5
Byers-SR-100-Car-7
Byers-SR-100-Car
Byers-SR-100-Car-2
Byers-SR-100-Car-6
Byers-SR-100-Car-3
Byers-SR-100-Car-4
Byers-SR-100-Car-8
Byers-SR-100-Car-9
Byers-SR-100-Car-10
Byers-SR-100-Car-11
Byers-SR-100-Car-12
Byers-SR-100-Car-14
previous arrow
next arrow
Byers-SR-100-Car-1
Byers-SR-100-Car-13
Byers-SR-100-Car-5
Byers-SR-100-Car-7
Byers-SR-100-Car
Byers-SR-100-Car-2
Byers-SR-100-Car-6
Byers-SR-100-Car-3
Byers-SR-100-Car-4
Byers-SR-100-Car-8
Byers-SR-100-Car-9
Byers-SR-100-Car-10
Byers-SR-100-Car-11
Byers-SR-100-Car-12
Byers-SR-100-Car-14
previous arrow
next arrow
Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube