Seis automóveis dos anos 80 que valem a pena recordar

Clássicos 24 Jun 2022

Seis automóveis dos anos 80 que valem a pena recordar

No início deste mês partilhámos consigo uma lista de nove automóveis de estrada que marcaram a década de 80. No entanto, existem mais automóveis que por serem inesquecíveis merecem ser recordados. Apresentamos-lhe mais seis modelos que marcaram a produção da indústria automóvel nos anos 80.

Porsche 959


O Porsche 959 apresentou várias novidades pioneiras, incluindo um turbocompressor sequencial, jantes de raios ocos e um sistema de tracção às quatro rodas de última geração da marca. Estas características fizeram do 959 um dos automóveis mais avançados da sua época e o rival, mais significativo, do Ferrari F40. Tudo neste 911 era simplesmente perfeito, tornando-o num dos modelos que definiu a década de 80.

2. Dodge Omni GLH


Nos anos em que a indústria americana automóvel sofreu um declínio em todos os seus sectores, Detroit teve que pensar fora da caixa para oferecer um automóvel de alto desempenho para os seus consumidores ávidos por velocidade e potência. A Dodge foi a mais criativa ao apresentar o primeiro “hatchback” americano, o Dodge Omni GLH.

Este não era um modelo comum, foi desenvolvido pelo famoso Carroll Shelby, GLH significava “Goes Like Hell”, leia-se em português “anda como o inferno”. O automóvel está equipado com um motor de quatro cilindros em linha, 2,2 litros de capacidade e 150cv de potência. A versão mais potente era o GLH-S, modificado pela Shelby Automobiles, e limitado a 500 exemplares, cuja sigla significava “Goes Like Hell S’more”.

3. DeLorean DMC-12


Independentemente da idade, dificilmente, há alguém que não reconheça o DeLorean DMC-12. O processo de concepção deste automóvel foi complicado desde a ideia inicial até à linha de produção final. Este processo resultou num automóvel com pouca potência e que trazia muitos problemas para os proprietários. No entanto, o DMC-12 tinha um charme inacreditável.

O chassis do modelo era em aço inoxidável escovado, com portas de asa de gaivota, chegando a ser “protagonista” da trilogia cinematográfica “Regresso ao Futuro”. O DMC-12 era considerado o automóvel dos anos 80 que todos queriam ter, a isto juntou-se a controvérsia gerada à volta do criador da marca, que fez aumentar a popularidade do modelo.

4. Aston Martin V8 Zagato


A ressurreição da Aston Martin sob o comando de Victor Gauntlett, veio de mãos dadas com vários automóveis exclusivos construídos à mão pela Zagato. A ligação histórica entre as duas marcas foi revivida quando Gauntlett comprou 10% das ações da Zagato. A participação na empresa italiana resultou no primeiro automóvel com carroçaria Zagato desde o Aston Martin DB4 GT.

O novo Aston Martin V8 Zagato foi construído anos luz à frente do veículo que lhe serviu de base. O tejadilho em forma de bolha dupla, patenteado pela Zagato, não se encaixava na fórmula, já que o novo modelo era radical, geométrico e completamente oposto a qualquer outro modelo que já usasse o emblema da Aston Martin. Este “brutamontes” britânico trajado com um fato italiano não é um dos automóveis mais conhecidos dos anos 80, mas de certeza que é um dos mais interessantes.

5. Audi Sport Quattro 


O Audi Quattro Sport foi uma homologação especial do icónico carro de rally do Grupo B e, mesmo na versão de estrada não deixa de ser incrível.

Mesmo que não seja tão radicalmente diferente do Quattro em que foi baseado, o Sport Quattro foi completamente reprojectado, com um chassis encurtado, de forma a minimizar a subviragem e com a potência a ser aumentada para 300cv provenientes de um motor de cinco cilindros em linha sobrealimentado e com uma capacidade de 2,1 litros.

Numa década em que o desempenho andava de mãos dadas com a aparência extravagante, o Sport Quattro foi um pouco contido, com detalhes subtis, com três entradas de ar horizontais logo acima da grelha frontal agraciadas com os quatro anéis entrelaçados da Audi.

6. Vector W8


Por último, mas não menos interessante, apresentamos o supercarro esquecido mais conhecido da América, o Vector W8. Este automóvel apresenta um design em cunha é uma criação inigualável em muitos aspectos, desde logo o motor Rodeck V8 de 6,0 litros todo em alumínio com um turbocompressor duplo.

O modelo ainda contém écrans CRT montados dentro de um enorme painel, semelhante a um cockpit, que mostra informações vitais. Por fim, todo o corpo é feito de Kevlar e fibra de carbono e rebitado numa estrutura espacial de alumínio.

O W8, uma evolução do protótipo Vector W2 de 1976, foi inspirado em caças e no Alfa Romeo Carabo, o concept-car de Marcello Gandini concebido em 1968. Ainda assim, muitos problemas na indústria automóvel e na própria Vector Aeronautics levaram a produção até o final dos anos 80, bem a tempo de o W8 se tornar um dos automóveis mais interessantes dessa mesma década.


TAGS: Aston Martin V8 Zagato Audi Sport Quattro DeLorean DMC-12 Dodge Omni Porsche 959 Vector W8


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment