Chevrolet Corvette Challenge, o automóvel que foi banido pela SCCA

Competição 23 Jun 2022

Chevrolet Corvette Challenge, o automóvel que foi banido pela SCCA

Quando a Chevrolet lançou a quarta geração do Corvette, em 1984, entrou logo em competição na categoria Showroom Stock do SCCA, de modo a promover o modelo. Esta categoria obrigava a que todos os automóveis estivessem de origem, com excepção feita nos sistemas de segurança obrigatórios, como o rollbar, o extintor e as baquets.

De 1984 a 1987 os Corvette C4 foram imparáveis na sua categoria, muitas vezes monopolizando os primeiros oitos lugares da classificação. No entanto, isto fez com que os outros construtores fizessem pressão ao SCCA para banir os Corvette da categoria, o que acabou por acontecer. Para dar a volta a isso, a SCCA passou a organizar um campeonato monomarca com a ajuda de John Powell, o Corvette Challenge, que aconteceu entre 1988 a 1989, cumprindo as mesmas especificações do Showroom Stock, com a adição de um escape mais desportivo, sendo também transmitido em directo para a televisão.

Para a temporada de 1988, foram contruídos 56 Corvette Challenge, equipados com a caixa de 4+3 velocidades Doug Nash, suspensão desportiva Z51, jantes Dymag e um escape menos restrito da Desert Driveline. Para termos segurança, eram adicionados baquets com cintos de quatro pontos, rollbar e extintor. Para 1989, e como houve algumas queixas na temporada anterior de que nem todos os motores debitavam a mesma potência, a Chevrolet retirou todos os motores dos automóveis e preparou-os de igual forma na Powell Development, selando-os de seguida. Também em 1989 os Corvette passaram a contar com um escape completamente directo, assim como uma caixa manual de seis velocidades. Como curiosidade, todos os Corvette Challenge são conhecidos pelo seu código de opção de fábrica R7F.



Presente neste artigo está um Corvette C4 que participou no Corvette Challenge em 1989, sendo um dos 60 exemplares construídos para competir na última temporada do campeonato. Mantém, ainda hoje, a sua decoração da época com o patrocínio do concessionário Hutchings Chevrolet of Alaska e o motor original ainda selado pela marca.

No passado dia 19 de Maio, após estar na colecção de Ed Foss e com apenas 3.144 milhas percorridas, cerca de 5000 mil quilómetros, foi levado a leilão pela Mecum, num evento organizado em Indianapolis, sendo vendido por 39.600 dólares, cerca de 37 mil euros.

Corvette-Challenge-Car-1536x864
Corvette-Challenge-Car-6
Corvette-Challenge-Car-1
Corvette-Challenge-Car-3
Corvette-Challenge-Car-2
Corvette-Challenge-Car-4
Corvette-Challenge-Car-7
Corvette-Challenge-Car-5
Corvette-Challenge-Car-8
Corvette-Challenge-Car-10
Corvette-Challenge-Car-14
Corvette-Challenge-Car-11
Corvette-Challenge-Car-13
previous arrow
next arrow
Corvette-Challenge-Car-1536x864
Corvette-Challenge-Car-6
Corvette-Challenge-Car-1
Corvette-Challenge-Car-3
Corvette-Challenge-Car-2
Corvette-Challenge-Car-4
Corvette-Challenge-Car-7
Corvette-Challenge-Car-5
Corvette-Challenge-Car-8
Corvette-Challenge-Car-10
Corvette-Challenge-Car-14
Corvette-Challenge-Car-11
Corvette-Challenge-Car-13
previous arrow
next arrow

TAGS: Chevrolet Corvette Hutchings Chevrolet of Alaska Mecum Powell Development SCCA


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment