Renault 4L: Um amigo para o dia-a-dia

Clássicos 29 Mai 2022

Renault 4L: Um amigo para o dia-a-dia

Por José Sebastião

É crescente o número de clássicos saídos das garagens nos Domingos de passeio pelas ruas da cidade. Cada vez mais, a paixão pelos clássicos está a sair à rua, sendo possível admirar verdadeiras obras de arte do passado, fazendo rodar mais cabeças que os últimos modelos lançados pelas marcas. O clássico tem uma identidade, e traz consigo uma liberdade associada a um prazer de condução sem “ajudas” electrónicas. É sentir o que o automóvel nos dá num asfalto que percorremos.
 
E, se esse prazer de Domingo fosse extensível ao corre-corre do dia-a-dia. Levar crianças à escola e à natação, ir trabalhar, conseguir um lugar para estacionar e no final do dia, ainda passar pelo supermercado e fazer umas últimas compras. Como seria bom fazer tudo isso a bordo de um clássico.
 
A escolha poderá recair sobre muitos modelos, a preferência vai de cada um de nós e dos elos que nos ligam ao passado.
 
Se ter um clássico está na moda, poder-se-á dizer que ter uma 4L está ainda mais. Este pequeno veículo, apresentado em Setembro de 1961 no salão de Frankfurt, viria revolucionar o modo de locomoção mundial. Tendo por base uma ideia de oferecer a França um transporte para a época de pós guerra que a França atravessava, assim, esse veículo tinha de ser robusto, fiável, que se pudesse conduzir nas estradas degradadas da altura ou na ausência destas. Assim foi, este era o ano em que tudo seria diferente. Por toda a França, a Renault transportou 200 R4L que colocou à disposição das pessoas para “pegarem” no volante e experimentarem. Um test-drive em massa.
 
Os pontos fortes são mesmo esses, é robusto, um motor fiável e potente para a altura, com uma boa altura ao solo, tracção dianteira, cinco portas e uma bagageira considerável.
 
No fundo, tinha tudo por um super preço. Não serão estes os atributos que procuramos num citadino? Quase, que se pode atrever dizer, que foi um primeiro SUV, onde se pode ir um pouco fora de estrada.
 
Não é um automóvel de se morrer de amores pela sua beleza, a manete das mudanças requer alguma habituação, adorna nas curvas… mas fora isso, a sua simplicidade torna-o fácil de utilizar.
 
Este podia ser o seu automóvel do dia-a-dia, uma simples e versátil Renault 4L, fazendo parte de um dos proprietários dos oito milhões construídos em todo o mundo.


TAGS: Renault 4L


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment