Os 10 automóveis mais estranhos de sempre que correram em Le Mans

Competição 28 Mai 2022

Os 10 automóveis mais estranhos de sempre que correram em Le Mans

Com mais uma edição da mítica prova francesa, realizada no Circuit de la Sarthe, quase a acontecer chegou a hora de conhecer os dez automóveis mais estranhos de sempre que participaram nas 24 Horas de Le Mans.

 

10) Nascar

763437645115871380

 

Este Ford Torino de ’75 participou no Circuit de la Sarthe em 1976, era um automóvel surpreendentemente rápido, mas não foi concebido para corridas de resistência.

 

9) Mazda 787b

utsphhv8unbiqwvnsmv2

 

O seu design não era inovador comparado com os automóveis com componente aerodinâmica mais avançada. O 787b continua a ser o único automóvel com motor de combustão não convencional a vencer Le Mans e o único automóvel japonês a vencer a prova.

 

8) Howmet TX

763437645396899220

 

Correu em Le Mans em 1968, não sendo o primeiro automóvel equipado com um motor com turbina a competir nas 24 Heures foi o mais bem sucedido.

 

7) Rondeau M482

763437645552542356

 

A Rondeau continua a ser uma das duas únicas equipas independentes a vencer as 24 Heures du Mans em 1980, ao volante do M379B estava o mesmo homem que dá nome ao automóvel. Em ’82 Rondeau equipou o M482 com uma traseira incrivelmente bizarra que nunca funcionou.

 

6) Chaparral 2F

oqadgwfqegblnxkcsi6l

 

A marca oriunda do Texas mudou o mundo do automobilismo tal como o conhecíamos, foram inovadores no que ao teste e modelagem de pneus diz respeito e os primeiros a explorar a força descendente. O Chaparral 2F participou em Le Mans em 1967 estava equipado com transmissão automática, deste modo o terceiro pedal podia ser usado para mudar o ângulo da grande asa.

 

5) Panoz Esperante GTR-1

tnnyh8ztper77yolljlr

 

Quando voltou a  Le Mans em 1997 era um automóvel, o seu motor não estava situado na parte de trás do cockpit mas atrás do eixo dianteiro para dar-lhe um layout equilibrado, o que se reflectiu nas proporções incomuns que apresenta, como uma longa dianteira. Porém foi incrivelmente rápido e passou a ser alvo de admiração. Em 1998 foi desenvolvida uma versão híbrida do V8 designada por Q8 mas que falhou a qualificação para a corrida.

 

4) Le Monstre

pilfdhbleaorh8loeh9f

 

Em 1950 Briggs Cunnigham participou em Le Mans ao volante de um Cadillac preparado pelos aerodinâmicos da Grumman Aircraft, graças à sua aparência imponente o automóvel foi apelidado de “Le Monstre” pelos locais.

 

3) Ardex S80

xjqwrbryooytrpwuakqv

 

Foi concebido por Rondeau para a edição de 1981 das 24 Heures du Mans, estava equipado por um motor MBW de 6 cilindros situado a meio do automóvel, ao lado do piloto. Dada a classe em que estava inserido o Ardex falhou a qualificação para a prova, embora estivesse longe de ser o carro mais lento em pista.

 

2) Nardi Bisiluro Damolnar 

rnrizhxqebcbjp9jkaba

 

Foi desenvolvido em 1955 por Carlo Mollino e Enrico Nardi, a dupla de italianos pretendia criar um automóvel aerodinâmico ultra-leve para competir em Le Mans. O Bisiluro Damolnar era assimétrico, não tinha banco de passageiro e o motor estava montado no lado esquerdo, para contrabalançar o peso do motorista sentado à direita, pesava apenas 450 Kg.

 

1)  Deltawing

iycsvnr57k9vqbxlgdkq

 

Foi concebido por Ben Bowlby para competir na Indycar Series, após ter sido recusado por ser demasiado radical estreou-se na edição de 2012 do Circuito de la Sarthe, acabou fora de pista após um golpe de um Toyota.

Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube