Seis dos melhores automóveis de competição clássicos da BMW

Clássicos 12 Abr 2022

Seis dos melhores automóveis de competição clássicos da BMW

Apesar das dificuldade que a marca alemã teve durante alguns anos ninguém pode duvidar ou questionar a herança de competição que a BMW apresenta.

Nos seus melhores momentos, a BMW criou um considerável número de automóveis incríveis, a lista abaixo mostra alguns dos melhores modelos que ajudaram a moldar a marca germânica, assim como toda a indústria automóvel.

1. BMW 328


O primeiro veículo desta lista não foi a primeira tentativa da BMW no mundo dos automóveis desportivos mas foi a mais bem sucedida. O BMW 328 provou a sua eficácia nas mãos dos pilotos da marca ao ganhar alguns dos eventos mais prestigiados da época.

O seu maior triunfo foi em 1940, na lendária Mille Miglia, onde este automóvel leve, de capota fechada, especialmente preparado colocou a BMW no mapa.

Apesar do 328 não ter um sucessor directo, ou pelo menos um bem sucedido, criou uma base importante para a marca como um fabricante de automóveis desportivos. A indústria mudou desde então mas nos seus cilindros em linha permanece no ADN de muitos veículos até aos dias de hoje.


2. BMW 507


Apesar do 507 ter sido, sem dúvida, o maior fracasso da BMW também foi um dos maiores veículos desportivos da marca. O aspecto impressionante do automóvel como o seu motor V8 de 3,2 litros fizeram deste modelo um veículo bastante exótico e ideal no final dos anos 50.

Mas sem reconhecimento, além do facto de o Elvis ter um, o 507 não foi adquirido por muitos clientes. Ao mesmo tempo que a BMW perdia dinheiro devido aos custos de produção por cada automóvel também se encontrava numa batalha contra a Mercedes-Benz e o 300 SL. Ao acrescentar outros factores desfavoráveis, o 507 acabou por levar a marca à falência. Este momento foi o que deu início à grande transformação da marca alemã.


3. BMW E10 2002 Turbo


Este charmoso e quadrado desportivo de duas portas eclipsou o resto da linha Neue Klasse ao destacar-se e tornar-se, praticamente, uma entidade própria. Quando a BMW começou a produzir as primeiras cinco series, em 1972, o Série 2 ainda estava presente e o desportivo 2002ti ainda era vendido com bastante sucesso na Europa e na América do Norte.

Durante a segunda metade dos anos 70, a indução forçada tornou-se a nova novidade na indústria de velocidade, e a BMW adoptou esta moda sendo pioneira ao turboalimentarem o seu venerável BMW M10 de 2,0 litros.

O 2002 Turbo foi o modelo do E10 mais potente produzido em fábrica com 170cv, 1080 kg e tracção traseira. Conduzir este automóvel era descrito com uma experiência assustadora devido ao seu notório turbo lag.

A versão mais extrema deste automóvel salvou e moldou a marca e é, definitivamente, um grande sucesso.


4. BMW E9 3.0 CSL


Além da linha dos Neue Klasse a BMW apresentou a sua nova gama, os New Six que eram equipados com motores de seis cilindros em linha. O coupé juntou-se à gama de luxo e a marca viu o potencial para começar a competir no Grupo 2. Para homologar o veículo a marca inspirou-se no luxuoso E9 3.0 CSi e projectou-o do zero, criando um verdadeiro automóvel desportivo denominado de 3.0 CSL.

Esta abreviação significa “Coupé Sport Lightweight”, devido ao baixo peso do automóvel, que foi alcançável através da utilização de painéis em alumínio e um chassis de monocoque perfurado estrategicamente. Na sua forma final o CSL ganhou um body kit aerodinâmico especial apelidado de “Batmobile”.

Nenhum destes esforços foi em vão tendo em conta que o 3.0 CSL dominou as pistas, primeiro na Europa e mais tarde nos Estados Unidos. Graças a este modelo a BMW gozou de um regresso triunfante ao desporto motorizado onde permanece até aos dias de hoje. O sucesso obtido na América do Norte fortaleceu a presença da marca e abriu caminho para o sucesso de vendas que o E24 Série 4 obteve.


5.BMW E26 M1


Fundada em 1972, a BMW Motorsport foi originalmente um departamento interno que preparava veículos para a competição, com um primeiro projecto ambicioso. Enfrentou várias dificuldades mas no fim o resultado foi incrível.

O M1 foi o primeiro supercarro da marca alemã e apresentava um chassis Dallara com a carroçaria a cargo de Giorgetto Giugiaro, vinha equipado com um motor M88 central em linha com 3,0 litros de capacidade.

Era suposto ser construído em cooperação com a Lamborghini, mas depois da marca italiana ter falido o desenvolvimento do modelo ficou nas mãos da  Italengineering, uma empresa fundada por um grupo de engenheiros de Sant’Agata Bolognese.

O M1 era suposto competir sobre as regras do Grupo 5, mas isso nunca chegou a acontecer. A BMW criou um breve mas memorável campeonato intitulado de M1 Procar Championship, uma competição de apoio que se realizou durante as temporadas de Fórmula 1 de 1979 e 1981. O M1 Procar Championship viu ex-pilotos de Fórmula 1 a conduzir estes automóveis na Europa enquanto a BMW cumpria os requisitos de homologação necessária para o Grupo 4.

Finalmente, este modelo competiu em Le Mans, em 1979, com a decoração de Andy Warhol conseguindo o respeitável segundo lugar na classe. Embora o M1 não tenha deixado herdeiros, abriu o caminho para a BMW Motorsport criar lendas a cada projeto subsequente, o que o torna uma parte inesquecível da história da BMW.


6. BMW E30 M3


O primeiro M3 foi produzido para cumprir as regulamentações de homologação do Grupo A e com um pára-choques alargados e uma nova mala era muito diferente do modelo E30 comum.

O chassis era mais duro, a suspensão e os travões foram melhorados e tinha uma transmissão S14 de quatro braços e dogleg. Na sua forma original tinha um motor de 2,3 litros de 16 válvulas com 190cv, no entanto, o Sport Evolution foi actualizado e disponha de 2,5 litros e debitava 235cv.

O E30 M3 conquistou vitórias atrás de vitórias no DT, BTCC, ETCC, WTCC, 24 Horas de Nürburgring e no Campeonato Australiano de Automóveis de Turismo. Além disso a versão de estrada era facilmente convertida num automóvel de corrida o que se veio a provar em diversos ralis e campeonatos locais.

Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube