Raro Cunningham C-3 Cabriolet vendido por mais de um milhão de euros em leilão

Mercado 04 Abr 2022

Raro Cunningham C-3 Cabriolet vendido por mais de um milhão de euros em leilão

A B. S. Cunningham Company foi fundada em 1950 pelo empresário e piloto Briggs Cunningham, após a aquisição da Frick-Tappett Motors, com o objectivo de produzir automóveis para competir nas 24 Horas de Le Mans. Briggs iniciou a sua jornada na prova francesa com dois Cadillac Series 61, um deles praticamente original, mas o outro com a carroçaria completamente alterada, sendo conhecido pelo “Le Monstre”.

Após a sua experiência com os Cadillac, Briggs inicia a aventura das 24 Horas de Le Mans com os seus automóveis, de 1951 a 1955. Neste último ano, a equipa retirou-se após o desastre ocorrido durante a prova. No entanto, devido à produção de poucos exemplares, a empresa não conseguia obter lucros e acabaria por fechar nesse mesmo ano.

Dos seis modelos diferentes que a Cunningham produziu, apenas o C-3 foi destinado para estrada e foi o modelo com maior número de exemplares produzidos, tudo para a Cunningham se poder inscrever nas 24 Horas de Le Mans como um construtor, onde era necessária a produção de 25 automóveis.


O motor que equipa este modelo é o FirePower Hemi V8 331 da Chrysler, com 5,4 litros de cilindrada, mas com um colector de admissão diferente e quatro carburadores Zenith, para produzir uma potência de 220cv. Acoplado ao motor poderiam estar duas caixas de velocidades, uma manual de três relações da Cadillac, ou uma semiautomática Presto-Matic da Chrysler, com duas relações mais overdrive.

O desenho da carroçaria esteve a cargo de Giovanni Michelotti, enquanto trabalhava para a Carrozzeria Vignale, com a construção das carroçarias nas mesmas instalações, à excepção dos dois primeiros protótipos. No total, apenas 27 exemplares foram construídos e, segundo consta, 20 são da carroçaria coupé e cinco da carroçaria descapotável, a que se juntam os dois primeiros protótipos, um coupé e um descapotável.

O exemplar presente neste artigo é um dos cinco com carroçaria descapotável, tendo o chassis sido enviado para a Vignale a 3 de Fevereiro de 1953, retornando a Nova Iorque um mês depois com a carroçaria montada e pintado de vermelho. Foi adquirido novo em Agosto de 1954 por Irving Robbins, um piloto e coleccionador de livros raros, aparecendo com o automóvel em vários concursos de elegância nos anos 50. Ele adquiriu-o no stand de Alfred Momo, em Nova Iorque, dando como retoma o seu Cunningham C-2 de competição, danificado num acidente.

Ao longo dos anos, passou por diversos proprietários, incluindo três grande colecções, e foi submetido a um rigoroso restauro. Seria ainda adquirido por Lucie, filha de Briggs Cunningham, para passear com a mãe.

No passado dia 5 de Março, este Cunningham C-3, com o chassis número #5441, foi vendido em leilão, num evento no Amelia Island da RM Sotheby´s, por 1.215.000 dólares, cerca de 1.109.000 euros, ultrapassando o valor estimado inicialmente.

Cunningham-C-3-Car-1536x1040
Cunningham-C-3-Car-2
Cunningham-C-3-Car-1
Cunningham-C-3-Car-3
Cunningham-C-3-Car-4
Cunningham-C-3-Car-9
Cunningham-C-3-Car-5
Cunningham-C-3-Car-6
Cunningham-C-3-Car-11
Cunningham-C-3-Car-7
Cunningham-C-3-Car-8
Cunningham-C-3-Car-10
Cunningham-C-3-Car-12
Cunningham-C-3-Car-14
Cunningham-C-3-Car-15
previous arrow
next arrow
Cunningham-C-3-Car-1536x1040
Cunningham-C-3-Car-2
Cunningham-C-3-Car-1
Cunningham-C-3-Car-3
Cunningham-C-3-Car-4
Cunningham-C-3-Car-9
Cunningham-C-3-Car-5
Cunningham-C-3-Car-6
Cunningham-C-3-Car-11
Cunningham-C-3-Car-7
Cunningham-C-3-Car-8
Cunningham-C-3-Car-10
Cunningham-C-3-Car-12
Cunningham-C-3-Car-14
Cunningham-C-3-Car-15
previous arrow
next arrow

TAGS: Briggs Cunningham Cunningham C-3 Giovanni Michelotti RM Sotheby's Vignale


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment