Este Toyota Shelby 2000GT é o automóvel japonês mais caro de sempre vendido em leilão

Mercado 01 Abr 2022

Este Toyota Shelby 2000GT é o automóvel japonês mais caro de sempre vendido em leilão

O Toyota 2000GT é um dos mais icónicos automóveis desportivos nipónicos alguma vez construídos. Com uma produção limitada a 351 exemplares, produzidos entre 1967 e 1970, resultado de um projecto conjunto entre a Toyota e a Yamaha, sendo estes produzidos nas instalações da última. Este modelo foi o responsável pela mudança de visão que os mercados externos tinham em relação aos automóveis produzidos no Japão, pois eram quase todos pequenos e com motores de baixa cilindrada.

O motor que equipa o 2000GT é o 3M de seis cilindros em linha oriundo do Toyota Crown, com 2,0 litros de cilindrada onde a Yamaha procedeu ao melhoramento do mesmo, com uma nova cabeça de duas árvores de cames e três carburadores duplos Mikuni-Solex 40 PHH, para desenvolver 150cv às 6600rpm e 175Nm de binário às 5000rpm. Acoplado ao motor está uma caixa manual de cinco velocidades que envia a potência para as rodas traseiras, através de um diferencial autoblocante, que pode ter três relações distintas.

Como um automóvel desportivo que é, era óbvio que a Toyota o iria utilizar em provas de velocidade. Além de competir no seu país de origem, o 2000GT também competiu nos EUA, através de Carroll Shelby a pedido da própria marca, que preparou três 2000GT para competir no SCCA, na categoria C-Production, de 1968. Apenas dois exemplares competiram, sendo que o terceiro era o automóvel de reserva. Apesar de não ter conseguido o título, os Toyota 2000GT foram bastante competitivos, vencendo várias corridas.


Estes Toyota 2000GT da Shelby American extraíam o maior partido dos componentes originais dos automóveis, com alterações na suspensão, pneus e, claro está, no motor, com este a produzir uma potência entre 200 a 210cv às 7000rpm, agora com três carburadores Weber de duplo corpo e um escape de maior diâmetro. A travagem também era melhorada, com discos nas quatro rodas da Girling, assim como a suspensão, onde foram montados amortecedores Koni ajustáveis. O exterior era colmatado pelas jantes produzidas em magnésio da Halibrand.

O automóvel presente neste artigo é um dos dois que competiram pela Shelby American, mas é ainda mais especial, pois foi o primeiro Toyota 2000GT de produção a sair de fábrica, com o chassis número #MF10-10001, sendo terminado no dia 27 de Setembro de 1966, pertencendo ao restrito grupo dos quatro exemplares de pré-produção produzidos nesse ano.

Quando saiu de fábrica estava pintado na cor Solar Red com o volante à direita, sendo enviado para os EUA para servir de automóvel de demonstração. Quando foi decido que a Shelby iria desenvolver os 2000GT para competir no SCCA, este foi um dos automóveis escolhidos. Enquanto esteve em uso pela equipa da Shelby, foi conduzido pela dupla Ronnie Bucknum, que tinha sido piloto de Fórmula 1 pela Honda, e Dave Jordan.

Após a sua vida de competição, este 2000GT ficou de novo sob a posse da Toyota, para eventos promocionais. O mesmo proprietário tinha-o desde 1980 até agora. Este 2000GT foi levado a leilão no passado dia 4 de Março, num evento organizado pela Gooding & Company em Amelia Island, sendo vendido por 2.535.000 dólares, cerca de 2.200.000 de euros, fazendo com que seja o automóvel japonês mais caro vendido em leilão.

1967-Toyota-Shelby-2000-GT_4
1967-Toyota-Shelby-2000-GT_54-1024x683
1967-Toyota-Shelby-2000-GT_1-1024x683
1967-Toyota-Shelby-2000-GT_28-1024x683
1967-Toyota-Shelby-2000-GT_6-1024x683
1967-Toyota-Shelby-2000-GT_12-1024x683
1967-Toyota-Shelby-2000-GT_14-1024x683
previous arrow
next arrow
1967-Toyota-Shelby-2000-GT_4
1967-Toyota-Shelby-2000-GT_54-1024x683
1967-Toyota-Shelby-2000-GT_1-1024x683
1967-Toyota-Shelby-2000-GT_28-1024x683
1967-Toyota-Shelby-2000-GT_6-1024x683
1967-Toyota-Shelby-2000-GT_12-1024x683
1967-Toyota-Shelby-2000-GT_14-1024x683
previous arrow
next arrow

TAGS: Gooding & Company SCCA Shelby Toyota 2000GT Yamaha


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment