Chrysler CCV, o pequeno automóvel inspirado no Citroën 2CV

Modernos 17 Mar 2022

Chrysler CCV, o pequeno automóvel inspirado no Citroën 2CV

O Chrysler CCV, siglas que significam Composite Concept Vehicle ou, como inicialmente foi apelidado, China Concept Vehicle, foi um protótipo desenvolvido para mercados emergentes, com o objectivo de ter uma produção barata e fácil nesses países, com um preço de venda a rondar os 6000 dólares. Além disso, a sua simplicidade fazia com que tivesse um baixo custo de manutenção e as suas reparações eram fáceis, não esquecendo que era 100% reciclável.

O seu desenho esteve a cargo de Bryan Nesbitt, inspirado no Citroën 2CV, mas de uma forma mais moderna. Como curiosidade, o nome CCV pode ser lido como “dois C V” ou seja, 2CV, não se sabe se foi propositado ou não.

O CCV tem umas dimensões compactas, no entanto, é bastante alto, para assim poder transportar quatro passageiros. A sua carroçaria é produzida em plástico PET moldado por injecção na Ticona, com um tejadilho em lona, que pode ser aberto, tal como no modelo francês. Os painéis são colados entre si e ao chassis construído em aço. São bastante resistentes devido à adição da resina Impet Hi 430, que foi produzida especificamente para o CCV. A estrutura tem um peso de apenas 95 quilos e o peso total do automóvel é de 544 quilos.


Para locomover o CCV está um motor Briggs & Stratton V-Twin arrefecido a ar e com 800cc de cilindrada, que desenvolve 25cv e 49Nm de binário, enviando a potência para as rodas da frente através de uma caixa de quatro velocidades manuais, operada por uma alavanca junto à coluna de direcção. A sua velocidade máxima era de pouco mais de 110km/h e atingia os 100km/h em 23 segundos. No entanto, o seu consumo de combustível é baixo, principalmente para a época, com 4,7 litros aos 100km.

O desenvolvimento do CCV iniciou-se no final de 1993 por Bob Lutz, em parceria com a Cascade Engineering e com cooperação com a China para a sua produção. O projecto foi apresentado no Salão de Frankfurt em 1997, no entanto, problemas logísticos com a produção dos painéis da carroçaria, assim como a racionalização da Chrysler após a compra desta pelo Grupo Daimler-Benz, em 1998, fez com que o projecto fosse cancelado.

Mesmo com o projecto terminado, a Chrysler ainda fez algumas demonstrações com o CCV. Ainda assim, nem tudo foi perdido, pois as técnicas utilizadas na produção dos painéis da carroçaria foram aplicadas na produção dos hardtops para o Jeep Wrangler.

Vários exemplares do CCV e das carroçarias foram construídos, não se sabendo quantos sobreviveram até hoje.

chrysler_ccv
1996_Chrysler_CCV_Concept_05
China-car-1
China-car-2
CHRYSLER CCV CONCEPT 1997 02
CHRYSLER CCV CONCEPT 1997 03
CHRYSLER CCV CONCEPT 1997 04
CHRYSLER CCV CONCEPT 1997 05
CHRYSLER CCV CONCEPT 1997 06
Chrysler-2CV-1
Chrysler-2CV-3
Chrysler-2CV-4
Chrysler-2CV-5-e1645195676187
gtDlxRn
M7ktzLS
TOZEbOt
tumblr_nqsv7wpJZi1ti77kbo4_640
previous arrow
next arrow
chrysler_ccv
1996_Chrysler_CCV_Concept_05
China-car-1
China-car-2
CHRYSLER CCV CONCEPT 1997 02
CHRYSLER CCV CONCEPT 1997 03
CHRYSLER CCV CONCEPT 1997 04
CHRYSLER CCV CONCEPT 1997 05
CHRYSLER CCV CONCEPT 1997 06
Chrysler-2CV-1
Chrysler-2CV-3
Chrysler-2CV-4
Chrysler-2CV-5-e1645195676187
gtDlxRn
M7ktzLS
TOZEbOt
tumblr_nqsv7wpJZi1ti77kbo4_640
previous arrow
next arrow

TAGS: Briggs & Stratton Chrysler CCV Citroen 2CV


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment