O primeiro museu brasileiro de microcarros

Clássicos 11 Fev 2022

O primeiro museu brasileiro de microcarros

Por Irineu Guarnier

O Vale dos Vinhedos, na paisagem serrana do Sul do Brasil, é a primeira região vitivinícola demarcada do país – com uma Denominação de Origem (DO) para seus vinhos – e uma das mais famosas regiões turísticas brasileiras. O lugar recebe cerca de 500 mil visitantes por ano. Mas nem só de vinhos vive o Vale dos Vinhedos.

Entre as muitas atrações enogastrônomicas e hoteleiras locais, como o Spa do Vinho, restaurantes de alto padrão e até uma destilaria de uísque, desde meados do ano passado os petrolheads que visitam o Vale dos Vinhedos podem conhecer o primeiro museu de microcarros do país. O Cini MicroCars Collection exibe uma fantástica coleção de 27 microcarros (com mais dez na reserva técnica) do empresário César Cini, reunida ao longo dos últimos 20 anos. Os exemplares, produzidos entre as décadas de 1930 e 1990, foram adquiridos, principalmente, na Europa.

Cini morou alguns anos em Roma, onde se apaixonou pelos pequeninos Fiat 500 que via pelas ruas da capital italiana, pilotados por senhoras de idade ou por jovens estudantes. Quando retornou ao Brasil, trouxe consigo um belíssimo exemplar, que nem sequer necessitou de restauro. Rodava com ele no dia a dia pelas ruas de Bento Gonçalves, onde mora, e participava de rallies. Abalado, mais tarde, pela perda prematura da esposa arquiteta, pai de duas filhas pequenas, com uma extenuante carga de trabalho, foi aconselhado a cultivar um hobby para se distrair. E foi assim que encontrou nos microcarros um passatempo e uma verdadeira terapia.


Apaixonado por design e antiguidades, depois do Cinquecento não parou mais de caçar pequenos automóveis em revistas e sites especializados de todo o mundo. Com amigos em várias países europeus tornaram-se seus aliados nessas buscas. Viajou por muitos países para adquirir pessoalmente os simpáticos carrinhos. Enfrentou a complicada burocracia brasileira para internalizar no país as suas aquisições e para importar peças de reposição, principalmente pneus para rodas tão pequenas. Mas ficou conhecido no meio antigomobilista como “o colecionador de carros pequenos”. O acervo cresceu e a ideia de expor os veículos ao público ganhou força.

Contudo, a partir do momento em que decidiu inaugurar o museu, Cini concluiu que precisaria incorporar ao seu acervo modelos realmente raros, que fossem completamente desconhecidos do público brasileiro, ou conhecidos apenas através de fotografias e vídeos. Assim, a coleção se enriqueceu com exemplares que encantam os aficionados pelo design inusitado ou pela engenhosidade de suas soluções mecânicas – muitas delas surgidas das dificuldades econômicas enfrentadas por países europeus após o final da Segunda Guerra Mundial.

Entre as principais atrações do Cini MicroCars Collection estão: um inglês Austin Seven Box Saloon 1931, um italiano Fiat 500A Topolino 1947, um alemão Messerschmitt Roadster KR 201 1957, um francês Vespa 400 1959, um italiano Bianchina 500 Transformabile 1960, um alemão Gogomobil Coupe TS 250 1966, um checo Velorex 350/16 1966, um japonês Subaru 360 1970 (o primeiro Kei Car produzido em massa), um inglês Mini Cooper Sport 500 2000 zero km, o curioso inglês Bond Minicar Mark G 1963 de três rodas, e o estranho alemão Zündapp Janus 250 1957, com motor central, portas frontal e traseira e bancos opostos nos quais os quatro ocupantes viajam de costas uns para os outros. Mas há mais, muito mais, para se ver. E cada modelo é um capítulo importante da história automotiva mundial.

02
04
06
08
09
10
11
12
14
15
16
21
22
24
25
28
30
34
35
36
39
previous arrow
next arrow
02
04
06
08
09
10
11
12
14
15
16
21
22
24
25
28
30
34
35
36
39
previous arrow
next arrow

Fotografias: Eduardo Scaravaglione

Irineu Guarnier Filho é brasileiro, jornalista especializado em agronegócios e vinhos, e um entusiasta do mundo automóvel. Trabalhou 16 anos num canal de televisão filiado à Rede Globo. Actualmente colabora com algumas publicações brasileiras, como a Plant Project e a Vinho Magazine. Como antigomobilista já escreveu sobre automóveis clássicos para blogues e revistas brasileiras, restaurou e coleccionou automóveis antigos.

Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube