O único exemplar do Ford Sierra RS Cosworth produzido em vermelho

Clássicos 01 Fev 2022

O único exemplar do Ford Sierra RS Cosworth produzido em vermelho

A Ford sempre foi uma marca muito presente no desporto motorizado, tanto em ralis como em pistas. No entanto, no início dos anos 80, as provas de velocidade estavam um pouco esquecidas, pois a marca concentrava todas as suas energias para desenvolver uma máquina para o Grupo B dos ralis. Em 1983, Stuart Turner foi escolhido como presidente da Ford Motorsport e um dos seus objectivos era trazer de novo a Ford para a competição e da velocidade.

Aproveitando o sucesso da colaboração entre a Ford e a Cosworth, no desenvolvimento dos motores DFV de Fórmula 1, Turner contactou a Cosworth, que já tinha desenvolvido um protótipo com base no motor Pinto, com cabeça de duas árvores de cames e 16 válvulas, o motor YAA. Este motor demonstrou ser o ideal para aplicar na versão de competição do Sierra, já que o próprio trazia de fábrica uma versão com o motor Pinto, mas atmosférico. Pouco tempo depois, a Cosworth adicionou o turbo ao motor YAA que já tinha desenvolvido, nascendo o YAB.

A Ford acordou com a Cosworth a compra de 15 mil motores, apesar de só precisar de produzir cinco mil unidades para homologação. Assim nasceu o Ford Sierra RS Cosworth, equipado com o motor YBB de 2,0 litros e quatro cilindros, com turbo Garrett TO3, para desenvolver 204cv na sua versão de estrada, ultrapassando os 350cv nos exemplares de competição. Acoplado ao motor está uma caixa manual de cinco velocidades da Borg-Warner. O Sierra RS Cosworth foi o primeiro automóvel de produção a ultrapassar a barreira dos 100cv por litro de cilindrada.


Exteriormente, foram várias as alterações elaboradas para melhorar a aerodinâmica e reduzir a elevação da traseira, sendo este o objectivo da icónica asa traseira, desenhada por Frank Stephenson.

O Sierra conseguiu obter o sucesso desejado nas pistas mas não no mundo dos ralis, culminando no desenvolvimento do Sierra RS500 e do Sierra RS Cosworth 4×4. No entanto, o Sierra RS Cosworth presente neste artigo é muito mais especial. É de 1986, o primeiro ano de produção, encomendado pelo Duque de Bedford na cor Rosso e foi o único exemplar que saiu de fábrica em vermelho, pois o Sierra RS Cosworth só estava disponível em preto, azul acinzentado e branco.

No entanto, sem haver qualquer razão que assim o indique, o Duque nunca foi levantar o automóvel, o que fez com que este voltasse para a Ford UK, sendo enviado para a SVE de modo a ser utilizado como veículo de desenvolvimento de suspensões e de estabilidade. Posteriormente, foi vendido ao piloto Vince Woodman, que o utilizou como automóvel do seu dia-a-dia.

No passado dia 12 de Dezembro, este Sierra com o chassis número WF0EXXGBBECB43909, foi levado a leilão pela plataforma da Collecting Cars, sendo vendido por 51.500 libras, cerca de 60.500 euros.

DSC07399
DSC07631
DSC07443
DSC07612
DSC07526
DSC07577
DSC07593
DSC07396
DSC07592
DSC07425
DSC07507
DSC07634
DSC07457
DSC07541
DSC07622
WhatsApp-Image-2021-11-19-at-01-46-54
WhatsApp-Image-2021-11-19-at-01-46-57
previous arrow
next arrow
DSC07399
DSC07631
DSC07443
DSC07612
DSC07526
DSC07577
DSC07593
DSC07396
DSC07592
DSC07425
DSC07507
DSC07634
DSC07457
DSC07541
DSC07622
WhatsApp-Image-2021-11-19-at-01-46-54
WhatsApp-Image-2021-11-19-at-01-46-57
previous arrow
next arrow
Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube