10 automóveis com nomes de ventos

Clássicos 24 Jan 2022

10 automóveis com nomes de ventos

O processo de dar o nome a um veículo pode ser considerado uma arte. Para além daqueles que têm inspiração em temas náuticos ou a referências mitológicas, existe uma maneira de referir e enaltecer a dinâmica e potência de um automóvel ao nomear os seus veículos com nomes de ventos exótico.

1 – Maserati Shamal

Começamos esta lista com um Maserati, uma marca conhecida pela tradição de nomear os seus veículos por ventos famosos. Este clássico, que está a ser muito apreciado recentemente, recebeu o nome de um forte vento árabe conhecido por causar tempestades no deserto, tanto no Inverno como no Verão.


Foram produzidos apenas 369 exemplares, de 1990 a 1996, percebendo-se assim o porquê de ser tão valorizado pelos coleccionadores de clássicos.


2 – Lamborghini Huracán

Tecnicamente, e para cumprir a tradição da Lamborghini, o sucessor do Gallardo recebeu o nome de um touro mas esse touro, na verdade, tem o nome de um vento. Em 2014, o Huracán substituiu o Gallardo como o modelo mais vendido da marca italiana e consegui-o com grande sucesso ao herdar um motor V10 de 5,2 litros.

Se lhe atribuído o nome de um touro feroz ou de um vento violento, este combina definitivamente com este automóvel.


3 – MG Maestro Turbo

Em 1989 a MG criou algo especial ao colocar um turbocompressor Garret T3 no Maestro de 2,0 litros. Foram produzidos 505 exemplares deste modelo até 1991 e o veículo conseguia atingir 60 mph em 6.7 segundos.

O seu nome provém de um vento do Noroeste do Mar Adriático, denominado como Maestro ou Mistral, o que significa que partilha o nome com o conhecido Maserati Frua de 1960. Apesar do Mistral ser a escolha óbvia para esta lista achamos que este modelo também merecia algum reconhecimento.


4 – Maserati Ghibli

Para referir outro Maserati temos de falar do Ghibli, o segundo nome mais antigo da marca, depois do Quattroporte. Apelidado de um vento do deserto da Líbia, o Ghibli tinha o nome perfeito para o mundo Ocidental que, na altura, estava obcecado pelo Oriente no que se tratava de Sheikhs ou Khans da Península Arábica.


5 – Tornado Typhoon

Este automóvel é mais reconhecido no mercado britânico ou por aqueles que nutrem uma paixão por veículos de fabrico inglês. Este modelo é único, pois tanto a empresa como o veículo têm um nome dedicado a vento. Fundada por Bill Woodhouse e Tony Bullen a Tornado Cars foi um fabricante britânico que esteve activo apenas nas décadas de 50 e 60.

O Tornado Typhoon foi o primeiro veículo da empresa, um automóvel com uma carroçaria em fibra de vidro construído numa estrutura tubular e com um chassis do Ford. A empresa acabou por produzir 400 exemplares alimentados pelo motor do Ford Sidevalve.


6 – GMC Syclone

Nem um deliberado erro de gramática consegue esconder o facto que este modelo foi baptizado com o nome de uma corrente de ar, e de maneira correcta, pois o Syclone esteve muito perto desta força da natureza imparável. Este nome enigmático deve-se à Mercury Cyclone fabricada pela FoMoCo, esta pick-up estava ligada ao impressionante SUV GMC Typhoon.

Devido aos seus 280cv e a um motor V6 de 4,3 litros, este modelo conseguia atingir as 60 mph em apenas cinco segundos, um feito impressionante para os automóveis desportivos de hoje em dia quanto mais para uma pick-up de 1990 com uma caixa automática de quatro velocidades. O que era ainda mais impressionante era a velocidade máxima de 124 mph que este veículo conseguia atingir.


7- Volkswagen Golf GTI

O nome deste automóvel pode, erradamente, levá-lo a pensar que o seu nome derivou do passatempo favorito dos bilionários de Wall Street mas, na verdade, é originário de uma corrente marítima no Golfo do México que atravessa o Oceano Atlântico e que influencia o clima de todo o planeta. Dado o impacto que este veículo teve na indústria automóvel o nome parece muito apropriado.

Durante oito gerações o Golf GTI tem sido um dos nomes mais conhecidos na gama de modelos da Volkswagen. Para aqueles que pensam que o GTI é um veículo pouco potente, existe uma versão mais eficaz, o Golf R que oferece quatro velocidade e mais potência do que os seus irmãos.


8- Pagani Zonda

O primeiro automóvel de Horacio Pagani não valorizou ao longo dos anos, mas o seu nome ainda é sinónimo para uma incrível performance e um som do motor inesquecível. Para aqueles que não sabem, o modelo Zonda deve o seu nome a um vento da Argentina, perto dos Andes, que consegue atingir as 150 mph de velocidade.

O Pagani Zonda é tão, ou mais impressionante, que esta corrente de ar e rapidamente nos faz esquecer que entrou no mercado há 23 anos atrás. O modelo original estava equipado com um motor M120 V12 com 400cv e as versões que vieram a seguir usavam motores AMG que sofriam alterações efectuadas na fábrica da Pagani em Modena.


9 – Rimac Nevera

O automóvel mais recente nesta lista provém da Croácia e vem em forma de um hipercarro, totalmente eléctrico, com o nome de uma tempestade do Mar Adriático. Da mesma forma que Mate Rimac surpreendeu o mundo automóvel ao subir ao topo e ao tornar-se o CEO da Rimac-Bugatti em 2021, a Nevera é uma tempestade marítima conhecida por aparecer de repente durante os dias quentes de Verão, normalmente acompanhada de trovoada.

É fácil de explicar o porquê de Rimac ter escolhido este nome. Consegue alcançar as 60 mph em 2.8 segundos, debita 1914cv dos quatro motores individuais, este modelo foi revolucionário no sector dos automóveis desportivos.


10 – Renault Wind

Este pequeno Renault é, em comparação aos outros automóveis nesta lista, um pouco decepcionante mas também demonstra que a alegria pode ser encontrada nas coisas mais simples da vida. Tem como base a mecânica do Twingo portanto está longe de ser um temível automóvel na estrada, mas é divertido e esconde alguns truques.

Está equipado com um motor de 1,6 litros que provém do Twingo RS, com 133cv, o suficiente para um animado passeio de Domingo, sem muitos custos.

Não foi só inspirado no 575M Superamerica como foi, de facto, a mesma patente que a Renault comprou à Ferrari, o que significa que este automóvel tem o mesmo ADN que um dos modelos mais cobiçados da marca do cavallino rampante.


TAGS: Lamborghini Lamborghini Huracán Maserati Maserati Ghibli Maserati Shamal MG Tornado Typhoon


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment