Schlörwagen, um dos automóveis mais aerodinâmicos da história

Clássicos 03 Jan 2022

Schlörwagen, um dos automóveis mais aerodinâmicos da história

Por Tiago Nova

O uso da aerodinâmica nos automóveis teve início quando alguns engenheiros começaram a implementar desenhos inspirados na aviação nos seus veículos, no entanto, a grande maioria deles, era só para efeitos estéticos e que na prática não traziam vantagem nenhuma, no que à aerodinâmica diz respeito.

Os primeiros automóveis com foco na aerodinâmica foram, possivelmente, o Scout Scarab e o Tatra 77, sem esquecer o ALFA 40-60HP Aerodinâmica de 1914. O alemão Karl Schlör, levou a aerodinâmica mais longe, quando começou a desenvolver o seu Schlörwagen nos anos 30, também conhecido por Göttinger Egg ou Pillbug.

Karl era engenheiro no Aerodynamischen Versuchsanstalt, conhecido também como AVA – Instituto de Pesquisa da Aerodinâmica – hoje em dia denominado de Centro Aeroespacial da Alemanha (DLR). Karl tinha dois grandes objectivos, ao desenvolver o seu automóvel, reduzir o consumo de combustível e, ao mesmo tempo, levar uma família completa, com o condutor a conduzir numa posição central.


O desenho de Karl partiu de um perfil de uma asa de avião, fundindo, basicamente, duas asas num desenho fluído em forma de uma gota de água. Karl fez com que o desenho não tivesse nenhuma protuberância e, inclusivamente, as rodas ficavam dentro da carroçaria, com espaço suficiente para as da frente virar.

O Schlörwagen teve por base um chassis de um Mercedes-Benz 170 H, que viu o seu motor a ser montado na traseira com uma carroçaria esculpida em alumínio pela Ludewig Brothers, em Essen. Com a ajuda do túnel de vento e com um coeficiente aerodinâmico de 0.186, o mesmo que o Volkswagen XL1. Mas, além de ser aerodinâmico, era também enorme, com 4,3 metros de comprimento e 2,1 metros de largura e pesava mais 250 quilos que o automóvel que lhe servia de base.

Quando foi terminado, em 1939, o Schlörwagen percorreu a nova autoestrada de Göttingen, em competição com um Mercedes-Benz 170 H. Enquanto o 170 H conseguiu atingir uma velocidade de 105 km/h, o Schlörwagen conseguiu atingir os 136 km/h, ao mesmo tempo que poupou cerca de 30% de combustível.

Após os testes, o automóvel foi apresentado ao público no Salão Automóvel de Berlim de 1939, para espanto de todos os que compareceram no evento. Apesar de toda a euforia em volta do automóvel, este nunca entrou em produção, pois a aerodinâmica tinha um custo muito elevado na segurança, porque além de ser difícil de conduzir, os ventos cruzados poderiam levar o automóvel a capotar.

Com o início da Segunda Guerra Mundial, o desenvolvimento do protótipo parou. Seria visto novamente em 1942, equipado com um motor de avião soviético, com 130cv, para testes. Até Agosto de 1948, o Schlörwagen ficaria nas instalações da AVA, sendo preservado aí, apesar de contar com algumas mazelas e várias peças em falta. Infelizmente, nessa mesma altura, o automóvel seria rebocado pela Administração Militar Britânica e nunca mais foi visto, possivelmente terá sido destruído. Hoje existem apenas os desenhos e o modelo à escala 1:5 utilizado para testes no túnel de vento na época, que estão guardados na DLR.

prochie_schloerwagen_pillbug_6
schloerwagen_pillbug_1
94d5b87e65b9a5fb8e30de0cdb991828
540819e3caad030577d1df89645d2af3
prochie_schloerwagen_pillbug_1
prochie_schloerwagen_pillbug_3
prochie_schloerwagen_pillbug_4
40ae92fa9e6f389e8376b30ded1cd1e1
7b48a2d7e38305e504517c635165ad1f
previous arrow
next arrow
prochie_schloerwagen_pillbug_6
schloerwagen_pillbug_1
94d5b87e65b9a5fb8e30de0cdb991828
540819e3caad030577d1df89645d2af3
prochie_schloerwagen_pillbug_1
prochie_schloerwagen_pillbug_3
prochie_schloerwagen_pillbug_4
40ae92fa9e6f389e8376b30ded1cd1e1
7b48a2d7e38305e504517c635165ad1f
previous arrow
next arrow

TAGS: Aerodynamischen Versuchsanstalt Karl Schlör Mercedes-Benz 170 Schlörwagen


PARTILHAR:

1
Deixe um comentário

Please Login to comment
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Francisco Caetano Recent comment authors
Francisco Caetano
Membro
Francisco Caetano

… mas o Mercedes-Benz 170 H já tinha o motor na traseira…
Um dos únicos 3 Mercedes ( MERCEDES-BENZ 130, 150 SPORTROADSTER, 170 H ) com este tipo de construção.