Mitsubishi 500, o primeiro automóvel de passageiros da marca no pós-Guerra

Clássicos 13 Dez 2021

Mitsubishi 500, o primeiro automóvel de passageiros da marca no pós-Guerra

Por Tiago Nova

O Mitsubishi 500 foi, tal como o título indica, o primeiro automóvel produzido após a Segunda Guerra Mundial, pela então designada Shin Mitsubishi Heavy-Industries Ltd, a “mãe” do que se viria a tornar a Mitsubishi Motors em 1970. Com o desenvolvimento iniciado em 1957 e uma produção apenas de 1960 a 1962, o 500 iria formar a base do que se tornaria o primeiro automóvel de volume da Mitsubishi, o Colt 600.

Apresentado no Salão Automóvel de Tokyo de 1959, o Mitsubishi 500 seria lançado em 1960, com o código de chassis A10, equipado com o motor NE19A de dois cilindros, um carburador, válvulas à cabeça, montado na traseira e arrefecido a ar, com 493cc de cilindrada produzindo 21cv às 5000rpm. A potência é enviada para as rodas traseiras através de um caixa manual de três relações. A velocidade máxima de 100km/h é um valor fantástico para um motor pequeno.

O chassis é monocoque, de modo a ser mais leve e resistente, com uma carroçaria de duas portas “suicidas” podendo transportar quatro ocupantes. O desenho arredondado da carroçaria foi ajudado por um túnel de vento, sendo este o primeiro automóvel japonês submetido a tal desenvolvimento. Na frente era onde se encontrava o depósito de combustível e o pneu suplente. A limpeza do para-brisas era assegurada por uma única escova e, outra curiosidade é que, os indicadores de mudança de direcção situavam-se a meio do automóvel.


Devido ao enorme sucesso de vendas, em Agosto de 1961 é lançado o 500 Super DeLuxe, com o código de chassis A11. Para uma melhor aceleração, este modelo estava equipado com o motor NE35A, idêntico ao anterior, mas agora com 594cc de cilindrada e 25cv de potência.

Ao contrário do que se possa pensar, o 500 nunca foi concebido para ser um kei car, pois na época, as restrições era de ter um motor no máximo com 360cc, ficando assim até ao dia 1 de Janeiro de 1976, quando a cilindrada foi aumentada para os 550cc. O Mitsubishi 500 era destinado, maioritariamente, para o mercado interno, apesar de algumas unidades terem sido exportadas.

O 500 Super DeLuxe foi também o primeiro modelo “especial de homologação” da Mitsubishi. Esta preparou vários exemplares para competir no Grande Prémio de Macau de 1962, de modo a promover as vendas do seu automóvel. Com o piloto nipónico Kazuo Togawa a vencer a categoria, perseguido por outros três automóveis idênticos, ou seja, quatro Mitsubishi 500 ficaram nos primeiros lugares da categoria A, até 750cc, um feito glorioso para a primeira vez da marca em competição.

mitsubishi_colt_500
a413855aebed
Explore500_2
Explore500_4
Explore500_5
mitsubishi_colt_500_3
mitsubishi_colt_500_92
Mitsubishi-500-1962-Macau-GP-02
previous arrow
next arrow
mitsubishi_colt_500
a413855aebed
Explore500_2
Explore500_4
Explore500_5
mitsubishi_colt_500_3
mitsubishi_colt_500_92
Mitsubishi-500-1962-Macau-GP-02
previous arrow
next arrow

TAGS: Mitsubishi 500


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment