Jaguar XJS V12 com uma época fantástica e a vitória no Troféu GROUP 1 2021

Competição 01 Dez 2021

Jaguar XJS V12 com uma época fantástica e a vitória no Troféu GROUP 1 2021

André CP partilhou este ano a condução do seu bonito e potente Jaguar XJS V12 com Ernesto Silva Vieira, piloto que se estreou em competição este ano e logo com uma vitória no Troféu Group 1, classe H81-Max.

A época arrancou em Maio no Autódromo do Algarve, no fim-de-semana a seguir à Fórmula 1, e o resultado para o Jaguar XJS V12 e a estreante dupla não podia ser melhor, arrecadaram o quinto e sexto lugar à Geral nas duas corridas deste evento.

Saídos do Algarve, com a pontuação máxima no Troféu, menos de um mês depois já estava o Jaguar XJS V12 pronto para enfrentar as curvas do circuito ‘old school’ de Jarama. Um encontro com os rails na rápida e desafiante curva da entrada da recta, logo no Qualifying, condicionou as duas corridas e o resultado possível foi um 15º e 11.º lugar à Geral, mas com pontuação máxima na Classe H81-Max.




Ainda antes da paragem de Verão, de 10 a 11 de Julho, o Troféu Group 1 voltou à acção, desta vez no Autódromo do Estoril para duas corridas de sprint, cada uma disputada por um dos pilotos. André CP garantiu o quinto lugar da grelha com a melhor volta de 2:01.623, que corresponde a uma média de velocidade acima de 122 km/h e a uma velocidade máxima, no final da recta, de 208km/h. Já na corrida, um lugar no TOP 3 da geral e a vitória na classe H81-Max foi o desfecho de um excelente fim-de-semana.

O fim-de-semana do Estoril foi abrilhantado pela celebração dos 60 anos do Jaguar E-Type. O Jaguar Clube Portugal juntou 20 exemplares deste icónico modelo e proporcionou aos seus proprietários umas voltas ao traçado do Autódromo do Estoril, acompanhados pelo Jaguar XJS V12 e por dois fantásticos F-Type 2.0 300cv da Auto-Sueco Automóveis. A presença destes magníficos Jaguar no Paddock e o desfile pelo circuito foi um dos pontos altos deste evento.

André CP referiu que “foi uma honra ter tantos Jaguares e Jaguaristas a acompanharem-me nesta prova do Estoril e um enorme gosto partilhar a pista com estes fantásticos Jaguar E-Type.”

Aproveitando a longa pausa de Verão de quatro meses, o Jaguar XJS V12 juntou-se em Setembro aos mais de 1100 mil automóveis, motos e aviões que participaram no Caramulo MotorFestival. O imenso público pôde ver este magnífico automóvel inglês a subir a Serra do Caramulo, com André CP ao volante. Esta participação teve um sentimento especial, pois a única vez em que um Jaguar XJS V12 tinha subido o traçado desta mítica rampa foi em 1983, quando Francisco Sande e Castro participou com um automóvel igual e causou tanto furor na época.


André CP referiu que “desde o início deste projecto que o Francisco Sande e Castro tem sido de um apoio e simpatia inexcedíveis, verdadeiramente inspirador para mim, que tenho uma paixão enorme pela marca e que me levou a concretizar este sonho e projecto de competir com um Jaguar. Foi um enorme gosto subir a rampa com o Jaguar XJS V12, quase 40 anos depois de ele o ter feito com um automóvel igual”.

Já no Outono, nos dias 6 e 7 de Novembro, foi altura do Jaguar XJS V12 rumar ao Sul de Espanha, para a prova no circuito de Jerez de la Frontera. A grande surpresa desta prova foi a participação do conhecido piloto Steve Soper, uma lenda do desporto automóvel dos anos 80 e 90 com vitórias nas 24 Horas de Nurburgring, nas 24 Horas de SPA, em Macau e várias participações em Le Mans. O veículo com que competiu foi o não menos famoso Ford Capri RS3000, que foi campeão do BTCC e pilotado por Niki Lauda. Em termos desportivos, mais um sexto lugar à Geral e a pontuação máxima na classe foi o resultado conseguido.

Passadas duas semanas, no dia 21 de Novembro, realizaram-se os 250km do Estoril, a última prova do ano que se distingue pela sua duração de duas horas, uma verdadeira prova de resistência para a mecânica destes veículos clássicos. A qualificação foi realizada às 8h40 da manhã, com a pista molhada e muito escorregadia. O quarto melhor tempo, entre 36 concorrentes, que significou partir da segunda linha da grelha, foi um excelente resultado face às difíceis condições da pista que nada beneficiavam o peso e tamanho deste potente Jaguar XJS V12.


As corridas de resistência são sinónimo de muitos percalços e mudanças ao longo do seu desenrolar e esta não foi excepção. Após um arranque e início de corrida cauteloso, por causa das condições de pista molhada, Ernesto SV entrou nas boxes aos 30 minutos de corrida, em oitavo lugar, e passou o volante do Jaguar a André CP. A estratégia desta primeira paragem para troca de pilotos e o forte ritmo imposto levou a que rapidamente André CP alcançasse o terceiro lugar da Geral, posição em que entrou nas boxes a meio da corrida, para nova mudança de piloto e reabastecimento do sôfrego motor V12.

A partir desse momento começou a sorte inverteu-se, uma fila desmesurada para o local de abastecimento levou a que a equipa perdesse quase quatro minutos a mais nesta paragem, perdendo sete posições e regressando à pista num modesto décimo lugar. Iniciou-se então uma nova recuperação em pista e, quando o imponente Jaguar XJS V12 já se encontrava em sétimo lugar e com ritmo para continuar a subir posições, a avaria numa das bombas de gasolina impediu a correcta alimentação do motor, sendo André CP forçado a reduzir significativamente o ritmo e a baixar de novo para o nono lugar da Geral e segundo da classe H81-Max, posição em que terminou a prova.


Este segundo lugar na última prova, a juntar às vitórias na classe conseguida nas restantes provas do calendário levou à vitória no Troféu Group 1 H81-Max de 2021.

Mas o projecto vai muito para além da componente meramente desportiva, abraça uma paixão grande pela marca Jaguar, pelo heritage das marcas tradicionais e pelo gosto por algumas das ‘coisas boas da vida’. A juntar-se a este projecto estiveram a Auto-Sueco Automóveis, concessionário oficial
da marca Jaguar e Land Rover, e a Quinta do Portal, uma casa portuguesa, familiar e independente que abraçou com toda a paixão o conceito de “Boutique Winery”.

André CP terminou afirmando que “A participação no Caramulo Motorfestival e a presença em outros acontecimentos deram sentido a este projecto, que só foi possível com a parceria da Auto-Sueco Automóveis e da Quinta do Portal, a quem muito agradeço não só o apoio mas também a forma como abordamos juntos o projecto. O apoio técnico da FUCHS Lubrificantes e o interesse e carinho com que o Jaguar Clube Portugal nos trata foram também importantes para o sucesso deste ano”.

IMG_1155
IMG_1235
IMG_1242
IMG_1419
IMG_1437
IMG_1451
IMG_1470
IMG_2992
IMG_3470
IMG_3899
previous arrow
next arrow
IMG_1155
IMG_1235
IMG_1242
IMG_1419
IMG_1437
IMG_1451
IMG_1470
IMG_2992
IMG_3470
IMG_3899
previous arrow
next arrow


TAGS: Jaguar Jaguar XJS V12


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment