Alpina B12 Coupe, o GT de grandes prestações com base no BMW Série 8

Clássicos 27 Nov 2021

Alpina B12 Coupe, o GT de grandes prestações com base no BMW Série 8

Por Tiago Nova

A Alpina é conhecida por produzir automóveis de grandes prestações com base em modelos da BMW. Tem uma relação muito próxima com a marca, no entanto, não é uma preparadora, mas sim uma construtura com número de chassis próprio.

A Alpina foi fundada em 1965, por Burkard Bovensiepen, mas as suas raízes remontam a 1962, quando Burkard desenvolveu um sistema de dois carburadores Weber para o BMW 1500. Em 1964, a BMW certificou a qualidade desta alteração, mantendo a garantia de fábrica. As primeiras alterações elaboradas nos BMW eram os carburadores, assim como as cabeças do motor e cambotas, para extrair mais potência dos motores. De 1968 a 1977 os automóveis de competição da Alpina alcançaram bons resultados, um pouco por todo o mundo. Saiu da competição em 1988, para se dedicar aos automóveis de estrada.

Os B12 eram as versões de topo dos modelos Alpina, estando em produção de 1988 a 2001. Durante este tempo, utilizou o BMW Serie 7 E32 e E38, assim como o BMW Serie 8 E31, como base para as versões berlina e coupé, sempre com motores V12.



Em Junho de 1990 é então lançado o Alpina B21 Coupe 5.0 com base no BMW 850i e, posteriormente, no 850Ci, introduzido no mercado poucos meses após o lançamento do modelo Serie 8. Ao nível das alterações mecânica, o B12 5.0 conta com pistões Mahle de maior taxa de compressão, válvulas de admissão mais largas, cabeças do motor melhoradas, um novo sistema de escape e centralina do motor Bosch Motronic melhorada. Estas alterações fazem com que a potência aumente para os 350cv às 3500rpm e 470Nm de binário às 4000rpm. O redline do motor foi aumentado para as 6400rpm. Acoplado ao motor estava somente disponível uma caixa automática de quatro velocidades ZF 4HP24E, melhorada eletronicamente de modo a ter mudanças de relação mais rápidas. Além das alterações mecânicas, o B12 5.0 recebeu também novas molas e amortecedores Bilstein, para tornar o automóvel mais baixo e duro. A velocidade máxima é de 280km/h.

Exteriormente, estava equipado com as icónicas jantes Alpina de 17” com múltiplos raios, spoiler frontal e cores específicas, assim como a decoração tradicional da Alpina. O interior era elaborado consoante o pedido do cliente, totalmente feito à mão, com todos os exemplares a terem as soleiras das portas e o painel de instrumentos da Alpina, volante de três braços em pele e moca da alavanca da caixa em pele. Somente 97 exemplares foram produzidos do B12 E31 5.0 até Maio de 1994.

Em Novembro de 1992, a Alpina lança o B12 Coupe 5.7, agora com base no BMW 850CSi, utilizando o motor S70B56 desenvolvido pela BMW Motorsport com a cilindrada aumentada dos 5,6 para os 5,7 litros. Além disso, o motor também viu alterada a admissão, as árvores de cames, a cambota e um novo sistema de escape desenvolvido pela Alpina, todo em aço inoxidável e com catalisadores menos restritivos. O sistema de gestão electrónico do motor foi também afinado para, no conjunto, o motor passar a debitar 416cv e 570Nm de binário. A velocidade máxima é de 300km/h, sendo este um dos automóveis mais rápidos algumas vez produzidos pela Alpina.

O Alpina B12 5.7 recebeu uma caixa manual de seis velocidades da Getrag. Existia ainda a opção por um sistema de embraiagem electrónico, designado Shift-Tronic, desenvolvido em conjunto com a LUK GS e este foi o único modelo que recebeu este sistema, num total de 32 exemplares produzidos. Estes recebiam ainda um lettering Shift-Tronic na traseira.

Exteriormente, o B12 5.7 recebia um capô em fibra de carbono com aberturas para dissipar o calor do motor e as jantes de 18”. No interior, este podia ser alterado conforme o gosto do cliente, mas de série tinha os bancos em pele na cor antracite, com linhas em azul, painel de instrumentos específico, apontamentos em madeira e punho do comando da caixa em madeira. No total foram produzidas 57 unidades do Alpina B12 Coupe 5.7 até Novembro de 1996.

alpina_b12_5.0_31
alpina_b12_5.0_7
alpina_b12_5.0_15
alpina_b12_5.0_16
alpina_b12_5.0_20
alpina_b12_5.0_27
alpina_b12_5.0_53
alpina_b12_5.0_63
alpina_b12_5.0_72
alpina_b12_5.0_87
alpina_b12_5.0_92
alpina_b12_5.0_96
alpina_b12_5.7_1
alpina_b12_5.7_2
alpina_b12_5.7_4
alpina_b12_5.7_9
alpina_b12_5.7_28
alpina_b12_5.7_34
alpina_b12_5.7_53
alpina_b12_5.7_57
alpina_b12_5.7_88
alpina_b12_5.7_98
previous arrow
next arrow
alpina_b12_5.0_31
alpina_b12_5.0_7
alpina_b12_5.0_15
alpina_b12_5.0_16
alpina_b12_5.0_20
alpina_b12_5.0_27
alpina_b12_5.0_53
alpina_b12_5.0_63
alpina_b12_5.0_72
alpina_b12_5.0_87
alpina_b12_5.0_92
alpina_b12_5.0_96
alpina_b12_5.7_1
alpina_b12_5.7_2
alpina_b12_5.7_4
alpina_b12_5.7_9
alpina_b12_5.7_28
alpina_b12_5.7_34
alpina_b12_5.7_53
alpina_b12_5.7_57
alpina_b12_5.7_88
alpina_b12_5.7_98
previous arrow
next arrow

TAGS: Alpina B12 BMW E31 BMW Serie 8


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment