Steinwinter Supercargo 20.40, o camião do futuro construído nos anos 80

Clássicos 16 Nov 2021

Steinwinter Supercargo 20.40, o camião do futuro construído nos anos 80

O Steinwinter Supercargo 20.40 é um camião protótipo, desenvolvido pelo alemão Manfred Steinwinter e apresentado no Salão de Frankfurt de 1983, com vista para o futuro destes veículos. Era extremamente baixo, a sua altura cifra-se em apenas 1.170 mm, para assim ficar debaixo do semi-reboque, podendo mesmo transportar um contentor em cima, e a sua cabine situa-se na zona mais frontal possível.

O grande objectivo deste protótipo era diminuir os consumos e, ao mesmo tempo aumentar o volume de carga. Chegou a estar em exposição e a circular na Exposição Internacional de Automobilismo, em 1987, mas a sua produção nunca aconteceu, pensa-se que terá sido por problemas de legislação e algumas falhas na concepção, como a falta de visibilidade e o sobreaquecimento do motor. No entanto, era extremamente inovador para a época, com suspensão independente a ar, ABS, diferencial autoblocante e ar condicionado.

Hoje, existe muito a construção de estruturas modulares nas marcas, para uma grande diversidade de automóveis, mas o Supercargo já previa isso para os camiões, pois poderia ser adaptado para todo o tipo de uso, inclusivamente de autocarro.



O interior é bastante espaçoso, com três bancos desportivos Recaro, tendo ainda uma zona destinada ao descanso. Como curiosidade, o símbolo pode parecer idêntico ao da Ferrari, mas desengane-se, tal como o emblema da Porsche, este é o cavalo do brasão da cidade de Estugarda. Outra curiosidade, é que foi utilizado para as gravações do filme “Power Rangers: Força do Tempo”, em 2001 e 2002.

O motor a diesel foi montado na traseira e era um V8 Daimler-Benz OM 442 LA de 14,6L de cilindrada, que desenvolvia 400 cv às 2.100 rpm e 1.020 Nm de binário às 1.100 rpm. A Daimler-Benz foi a única empresa que apoiou este projecto, fornecendo a mecânica, outras empresas mostraram interesse, mas desistiram, como a Isuzu e a DAF. O motor estava acoplado a uma caixa ZF Ecosplit de 16 velocidades. O peso deste camião situava-se nos 9.450 kg. Para travar este colosso, estão à disposição discos de 362 mm e pinças de seis êmbolos na frente e discos de 343 mm e pinças de quatro êmbolos na traseira, tudo da AP Racing.

Manfred parou o desenvolvimento do Supercargo, após percorrer mais de 3.000 km. Infelizmente, segundo mostra umas fotografias recentes, o protótipo encontra-se “abandonado” num parque de camiões, já com algumas peças em falta e num estado decadente. Uma pena uma peça única como esta estar assim.

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

TAGS: Daimler-Benz Manfred Steinwinter Steinwinter Supercargo


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment