A extraordinária Lisboa do anos 50 e 60 em imagens

Arquivos 06 Nov 2021

A extraordinária Lisboa do anos 50 e 60 em imagens

Portugal saiu da II Guerra em melhores condições financeiras do que a maior parte dos países europeus. Lisboa continuava a ser a montra de um regime que já haviam visto melhores dias, mas que persistiria num modelo ideológico com os dias contados. Todavia, quem visitasse a capital, seria presenteado com a visão de uma cidade bela, organizada e imponente, mais pela história do que  pela dimensão. 

 

Os automóveis ocupavam as avenidas e as praças, com as suas formas diversas e, em muitos casos, facilmente identificáveis. Os transportes públicos operavam de modo eficiente, emprestando colorido e mobilidade às artérias de uma capital europeia periférica, mas inesquecível.

 

Viaje connosco pela galeria de imagens que seleccionámos para recordar este período importante da história de Lisboa.

 


TAGS: Anos 50 Anos 60 Lisboa


PARTILHAR:

6
Deixe um comentário

Please Login to comment
5 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors
André TouzetNuno Garrido deFigueiredoJosé AntunesdunoJoão Veloso Recent comment authors
André Touzet
Visitante
André Touzet

Quando Lisboa era harmoniosa

Nuno Garrido deFigueiredo
Visitante
Nuno Garrido deFigueiredo

Que saudades! Na última fotografia da Alameda D. Afonso Henriques, naquele prédio de gaveto para a Av. Almirante Reis, morei eu até aos meus 33 anos!! E precisamente na varanda da esquina esteve pelo menos um jornalista a tirar fotografias da célebre manifestação conjunta de todos os que queriam pôr fim à ditadura comunista-gonçalvista. Eu andava na rua, na chamada “manifestação da Alameda”, que não foi só do Mário Soares e muito menos só do PS. Tomara eu tantas notas de 5 € como de PSDs, CDs e MRPPs lá estavam!! Quem deixou entrar o jornalista foi uma pessoa de… Read more »

José Antunes
Visitante
José Antunes

Imagens muito interessantes demonstrativas, já nessa época, de bastante desenvolvimento. Há no entanto algumas incorrecções nas legendas das fotos. Onde se vê uma carruagem suspensa sobre um navio, trata-se do desembarque de uma carruagem para o Metro. Existiram imagens semelhantes, mas de exportação de carruagens, fabricadas na extinta Sorefame na Amadora. Onde se lê “Centenário da AEFML”, seria mais correcto indicar que são imagens do Hospital de Santa Maria, na fase final de construção.

duno
Visitante
duno

FOI O PALHAÇO JOAO SOARES QUE DEU CABO JÁ NOS ANOS 80 DOS LINDOS ANÚNCIOS DO ROSSIO…….

José Antunes
Visitante
José Antunes

Já que entrou nos epítetos, muito pior do que os anúncios, foi a autêntica decisão criminosa de destruir o Cine-teatro Monumental que delapidou o patrimonio arquitectónico de Lisboa. Era o mais belo e imponente edifício e dos anos 50 existente em Lisboa, na Praça Duque de Saldanha. A demolição deste autêntico monumento foi autorizada por Nuno Krus Abecassis, presidente da câmara de Lisboa.

João Veloso
Visitante
João Veloso

… é com agrado e nostalgia que vejo estas fotos e recordo com saudade a época em que lá vivi…mas encontro erros associados a cada foto, tal como chamarem avenida Frei Tomé de Jesus, quando na verdade é Rua, pois morei exactamente nessa rua… enfim…a rever…