Perana: o Ford Capri com poder V8

Clássicos 03 Out 2021

Perana: o Ford Capri com poder V8

É impossível falar da história motorizada sul africana e não mencionar o Ford Capri Perana V8.

A Ford revelou o modelo Capri no Brussels Motor Show de 1969, com o objectivo de este se tornar um pony car na Europa com tanto sucesso como o Mustang na América. Mecanicamente, o Capri foi baseado no Cortina, com algumas diferenças no motor. Na África do Sul era possível adquirir um com motor Kent de 1.6 litros ou com um Essex V4 debaixo do capot.

Antes da chegada do Capri, a Basil Green Motors em Johanesburgo já se tinha destacado na África do Sul por transformar modelos Ford comuns em automóveis para performances. O nome Perana, que foi escolhido pela esposa de Basil e que derivava das temíveis piranhas, foi usado pela primeira vez no Ford Cortina Perana Mk2 em 1967, e ao longo dos anos foi aplicado em vários modelos Ford modificados pela Basil Green Motors.



Inicialmente, Basil estava a incorporar motores Essex V6 no Capri, e acabou por construir cerca de 20 exemplares do modelo capaz de atingir uma velocidade máxima de 186km/h. Mas quando a Ford South Africa começou a oferecer a opção do Essex V6 de fábrica para o Capri em 1970, Basil decidiu dar um passo em frente e usar o motor Windsor V8 de 5.0 litros da Ford que pertencia ao Mustang, dando vida ao Capri Perana V8.

De acordo com os registos oficiais, o Capri Perana só era vendido em “Bright Yellow” e “Piri Piri Red”. Visualmente, o automóvel foi adornado com racing stripes e os distintivos V8 e no capot e na traseira. No que ao interior diz respeito, o cliente podia escolher qualquer cor, desde que fosse preto. Tudo era do original Capri XL, menos o volante que tinha o distintivo Perana.

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider


Fotografias: Stefan Kotzé


TAGS: Ford Capri


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment