Museu das 24 Horas de Le Mans o legado da prova rainha

LifeStyle 23 Ago 2021

Museu das 24 Horas de Le Mans o legado da prova rainha

Por Pedro Cegonho

Existem certos locais no mundo cujo único propósito é imortalizar determinados objectos, pessoas ou eventos. São sítios que transcendem as expectativas de quem os visita, donos de uma aura especial, quase considerados máquinas do tempo. Localizado cerca de 6 km a sul do centro de Le Mans, junto ao mítico Circuito de La Sarthe, o Museu das 24 Horas de Le Mans, ou “Le Musée des 24 Heures – Circuit de la Sarthe”, conta a história da prova rainha do desporto automóvel, a evolução do automóvel em si e os inúmeros desenvolvimentos alcançados através da participação na corrida das corridas. Quase que é possível reviver as alegrias e tristezas dos que participaram na prova ao longo dos anos.

Ao entrar no museu, o visitante é brindado com um espólio que agrega várias décadas de evolução técnica e um vasto património cultural desta área. É possível descobrir mais de 100 automóveis de competição, motociclos e muitos objectos ligados ao automobilismo, bem como dezenas de filmes e fotografias de arquivo. Ter a oportunidade de contemplar alguns dos modelos vencedores das 24h de Le Mans é, sem dúvida, um momento especial para qualquer entusiasta das competições automóveis.

Os veículos expostos no Museu pertencem às colecções do conselho departamental de Sarthe, do “Centre Culturel de la Sarthe” e do “l’Automobile Club de l’Ouest”, bem como a diversos proprietários privados.


O Museu conta com uma exposição permanente de 4.000 m², para além de 350 m² de exposições temporárias que complementam o tema principal. A visita ao espaço começa nas origens do “movimento” automóvel de Le Mans e continua pelas personalidades e máquinas que escreveram a história do circuito, culminando na evolução do automóvel no século XX. É também possível ao visitante ficar a conhecer o mítico circuito.

Em 2021, ano em que “Le Musée des 24 Heures – Circuit de la Sarthe” completa 60 anos de existência, fique a conhecer um pouco deste espaço através da fantástica galeria do fotógrafo Stéphane Abrantes, que acompanha este artigo.

A origem do Museu

Desde o ano de 1923, com a edição inaugural das 24 Horas de Le Mans, a localidade que dá o nome à prova ficaria para sempre ligada ao automóvel e às corridas. De forma a celebrar esta herança, o “l’Automobile Club de l’Ouest”, em conjunto com coleccionadores locais, criaram o “Musée Automobile de la Sarthe” em 1961. Inicialmente localizado dentro do circuito, perto da aldeia, teve várias actualizações ao longo dos anos até que, em 1991, foi mudado para a localização actual, perto da entrada principal do circuito.

O Museu sofreu uma profunda remodelação no ano de 2009 e reabriu com uma apresentação ainda mais marcante, uma verdadeira homenagem ao seu foco principal que são os automóveis e a sua ligação à lendária corrida de resistência. Com esta remodelação, torna-se assim no “Le Musée des 24 Heures – Circuit de la Sarthe”, tal como o conhecemos até aos dias de hoje.

A génese da prova

Considerada a principal corrida do Campeonato Mundial de Endurance da FIA WEC, as 24 Horas de Le Mans são o ponto alto desta competição e a corrida mais aguardada. Ano após ano, a prova de resistência por excelência atrai pilotos e equipas de todo o mundo, para além de milhares de espectadores.

A primeira corrida foi realizada entre 26 e 27 de maio de 1923 e, segundo os seus criadores, teve como objectivo impulsionar e promover a inovação tecnológica e estimular o desenvolvimento da indústria automóvel.

Automóveis e Pilotos – As lendas de La Sarthe

Ao longo dos anos foram várias as marcas automóveis que se destacaram na lendária corrida, no entanto, nenhuma outra marca conseguiu alcançar o sucesso da Porsche, que obteve 19 vitórias à geral e 107 vitórias na classe. A Audi aparece em segundo lugar com 13 vitórias e tem sido dominante desde o início deste século, período no qual conquistou todos os seus triunfos. Outros nomes sonantes estreitamente associados à história da prova são a Ferrari, Jaguar, Bentley, Alfa Romeo e Ford.

Quanto aos pilotos, três destacam-se pelo número de vitórias. Jacky Ickx deteve durante vários anos o recorde com 6 triunfos. Derek Bell, piloto da mesma era de Ickx, ficava logo atrás com 5 vitórias. No entanto, na história mais recente da prova, Tom Kristensen bateu o recorde com 9 vitórias entre 1997 e 2013, 6 delas consecutivas. Nota ainda para Henri Pescarolo, que para além de ter vencido a corrida por 4 vezes, detém o recorde de mais participações em Le Mans com 33 partidas.

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Fotografias: Stéphane Abrantes / Deep Spirit Photo


TAGS: Le Mans Museu das 24h de Le Mans


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment