RM Sotheby’s leva a leilão icónico Porsche 917K utilizado no filme Le Mans

Mercado 24 Jul 2021

RM Sotheby’s leva a leilão icónico Porsche 917K utilizado no filme Le Mans

Os Porsche 917 ficarão sempre na história, por terem sido dos automóveis de competição de maior sucesso e, também, pelo facto que ter sido o modelo que deu a primeira vitória à marca alemã nas 24 Horas de Le Mans, neste caso, na edição de 1970.

A versão 917K surgiu em 1970, para tornar o automóvel mais estável, pois tinha demonstrado não o ser a altas velocidades, tudo devido às formas da sua carroçaria e não ao desenho do chassis como os engenheiros da Porsche pensavam. A traseira foi completamente redesenhada, acentuando o desenho em forma de cunha, tendo apenas uma abertura para arrefecimento do motor e para a visibilidade traseira.

A letra K no nome provém da palavra alemã kurz, ou seja curto, pois o comprimento do 917 foi reduzido. A frente também foi alterada, aparecendo o desenho icónico da entrada de ar tripartida. Foi nesta versão que o motor de doze cilindros opostos de 4,9 litros de cilindrada e 600cv de potência apareceu pela primeira vez.


O Porsche 917K com o número de chassis 917-026 foi entregue em 1970 à equipa JW Automotive, para substituir os antigos Ford GT40, transferindo o icónico patrocínio da Gulf Oil para a Porsche. Nas primeiras seis corridas em que participaram, a equipa venceu cinco.

Para as 24 Horas de Le Mans de 1970, a equipa inscreveu três 917K, dois com o motor de 4,9 litros e um com o motor de 4,5 litros ( chassis #917-026), que seria conduzido por David Hobbs e Mike Hailwood. Estes conseguiram apenas o décimo lugar para a grelha de partida e, em apenas duas horas de corrida, já estava na quarta posição. Quando Hailwood estava aos comandos do 917K, começou a chover torrencialmente, sendo que este se recusou a parar nas boxes para trocar de pneus e, na curva Dunlop, perdeu o controlo do automóvel e embateu num Alfa Romeo T33/3. Os danos no 917K não foram muito extensos, mas foram o suficiente para colocar o automóvel foram de prova.


As 24 Horas de Le Mans de 1970 serviram também para Steve McQueen fazer filmagens para o filme Le Mans da sua produtora Solar Productions. Para esse efeito, ele inscreveu um Porsche 908, equipado com câmaras para fazer filmagens reais que seriam, depois, utilizadas no filme. Na história do filme, seria este Porsche 917K com o chassis 917-026 a vencer a corrida e foi o mesmo utilizado nas filmagens em estúdio.

Após Le Mans, o chassis 917-026 retornou às instalações da JW Automotive, para ser desmantelado e ser construído um novo automóvel, com um novo chassis, agora 917-031, ainda que, tenha sido renumerado para 917-026, para não haver confusões na documentação. Competiu pela mesma equipa em 1970 e 1971.

No entanto, o chassis original do 917-026 foi para a Porsche e foi renumerado como 917-031, onde foi totalmente reparado e posto no armazém de peças em stock. No início de 1971, este chassis foi utilizado para produzir o 917 Spyder, utilizando um motor de 5,0 litros de cilindrada, também com o número 917-031. Após estar construído foi dado à equipa Team Shell Heckersbruch para competir no Interserie Championship de 1971. A meio do ano de 1972 seria vendido à equipa de Georg Loos, a Gelo Team, fazendo a sua última corrida a 30 de Setembro de 1973, numa altura em que os automóveis turbo estavam a ser muito mais competitivos.

Em 1974, o chassis 917-031/026 seria vendido à família Chandon, conhecida pela produção de champanhe, que pouco o utilizou. Em 1987, a família vendeu o 917 ao coleccionador Porsche, Mike Amalfitano, que pediu à Bill Bradley Racing a reconstrução do automóvel. O motor foi reconstruído pelo antigo mecânico da marca Gustav Nietsche, que com 5,4 litros de cilindrada mediu 628cv no banco de potência da marca germânica. Em 2009, Mike faleceu e a sua família decidiu vender a colecção em 2010, tendo sido adquirido pelo actual proprietário em 2012.

Foi na posse do novo proprietário que o 917K recebeu o seu mais extensivo restauro, altura em que voltou a ser montada a carroçaria fechada do modelo original, além de serem aplicadas todas as especificações utilizadas nas 24 Horas de Le Mans de 1970, à excepção da mecânica, que mantém a cilindrada de 5,4 litros utilizada no campeonato Interserie. A carroçaria do 917 Spyder foi cuidadosamente mantida a par com o automóvel.

A RM Sotheby’s irá oferecer em leilão este Porsche 917K, na sua venda anual em Monterey, que decorre de 12 a 14 de Agosto. O modelo apresenta-se em leilão acompanhado pela carroçaria do 917 Spyder, assim como várias peças extra e ferramentas.

1970-Porsche-917-K-_0
1970-Porsche-917-K-_1
1970-Porsche-917-K-_2
1970-Porsche-917-K-_3
1970-Porsche-917-K-_4
1970-Porsche-917-K-_5
1970-Porsche-917-K-_6
1970-Porsche-917-K-_25
1970-Porsche-917-K-_45
1970-Porsche-917-K-_46
1970-Porsche-917-K-_61
1970-Porsche-917-K-_95
1970-Porsche-917-K-_97
1970-Porsche-917-K-_104
1970-Porsche-917-K-_111
1970-Porsche-917-K-_112
1970-Porsche-917-K-_132
1970-Porsche-917-K-_139
1970-Porsche-917-K-_140
1970-Porsche-917-K-_141
1970-Porsche-917-K-_142
previous arrow
next arrow
1970-Porsche-917-K-_0
1970-Porsche-917-K-_1
1970-Porsche-917-K-_2
1970-Porsche-917-K-_3
1970-Porsche-917-K-_4
1970-Porsche-917-K-_5
1970-Porsche-917-K-_6
1970-Porsche-917-K-_25
1970-Porsche-917-K-_45
1970-Porsche-917-K-_46
1970-Porsche-917-K-_61
1970-Porsche-917-K-_95
1970-Porsche-917-K-_97
1970-Porsche-917-K-_104
1970-Porsche-917-K-_111
1970-Porsche-917-K-_112
1970-Porsche-917-K-_132
1970-Porsche-917-K-_139
1970-Porsche-917-K-_140
1970-Porsche-917-K-_141
1970-Porsche-917-K-_142
previous arrow
next arrow

TAGS: JW Automotive Le Mans Porsche 917K RM Sotheby's Steve McQueen


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment