Group 1 Portugal abre ronda do Estoril sob calor intenso

Competição 14 Jul 2021

Group 1 Portugal abre ronda do Estoril sob calor intenso

Sábado, dia 10 de Julho, foi dia de realizar as duas sessões de qualificação que vão formar as grelhas de partida para as duas corridas de 20 minutos que se iriam realizar no dia seguinte, Domingo, no Autódromo do Estoril. Se os pilotos pensavam que a maior dificuldade que vinham encontrar era o trabalhoso traçado do do Estoril, o calor extremo rapidamente se tornou na maior dificuldade para todos: pilotos e os seus respectivos carros de corrida.


Primeira qualificação
 

Chegava o relógio às 16 horas e 40 minutos quando o semáforo do fim do Pit Lane passou de vermelho a verde e o pelotão do Group 1 Portugal foi liberto para qualificar. Nos Production Cup Pedro Reis veio mostrar que não pode ser descartado das contas e deixou para trás João R. Martins, superando este por umas escassas 4 décimas de segundo. A encerrar este top 3 desta competitiva categoria aparece o regressado Pedro Gordo.


Em 1052 foi Daniel Rolo em Datsun 100A a marcar o ritmo à frente de Francisco Cardoso em Peugeot 104ZS e Manuel Ferrão em Autobianchi A112 Abarth. Nos H71-1600 o estreante nos Group 1, Paulo Lima surpreendeu e deixou o Alfa Romeo de João M. Ribeiro à espera das corrida de domingo para discutir a vitória na categoria.  António Veiga Lopes em Ford Escort RS2000, liderou a  categoria H75-2000 bem assim como Luís S. Costa com o seu Datsun 1200 “Full” Group 1 o fez nos H71-1300, conseguindo o bólide nipónico um excelente décimo sétimo lugar entre os 42 automóveis inscritos.

 Passando aos H81-1600, Vasco Ferreira dominou os treinos Cronometrados 1 nesta categoria mas uns escassos quilos em falta aquando da pesagem, atiraram o piloto para o final da classificação. Assim Manuel M. Breyner herda a Pole Position seguido de Rafael C. Pinto.

Na sempre competitiva H81-2000 foi Paulo Vieira a ditar o ritmo e à quinta volta marcou o tempo canhão deixando Carlos D. Pedro e Francisco Freitas a partir atrás do experiente piloto de Matosinhos.

Na H81-MAX, André C. Pinheiro e o seu Jaguar XJS V12 estabeleceu o tempo mais rápido da sessão seguidos de Guilherme dal Maso, que sofreu problemas no turbo do seu Porsche 924 Turbo  e António Fresco em Ford Capri MKIII que sofreu um pequeno susto ao ficar sem travões na curva 1, devido às altas temperaturas, causando uma bandeira vermelha, interrompendo a sessão que devido ao trabalho incansável dos comissários de pista foi rapidamente retomada.


Segunda qualificação

Às 18 horas e 50 minutos a bandeira verde caiu e extenso pelotão do Group 1 Portugal partiram para a última sessão do dia de sábado. Esta sessão de treinos de qualificação decidia a grelha para a segunda corrida de 20 minutos do fim de semana. Rapidamente o foco da qualificação virou-se para os H81-2000 que constantemente ocuparam os tempos da frente.
Ricardo Pereira aos cinco minutos da qualificação estabeleceu um tempo verdadeiramente impressionante, sendo o primeiro piloto a fazer o traçado do Estoril em  menos de dois minutos, sendo o com a famosa curva do Tanque. Paulo Vieira queria repetir o resultado da primeira sessão e como tal nunca deixou o piloto e preparador totalmente descansado, rodando sempre a menos de meio segundo. Luís Pedro Liberal surge em terceiro lugar da categoria.

Nos Production Cup Tomás Pinto Abreu demonstrou um andamento categórico naquela que é a sua pista de  sua casa, permitindo apenas aos seus adversários lutar pelo segundo lugar na categoria. Rui Castro superou João Posser por apenas 7 décimas de segundo.  Relembrando que esta categoria é disputada por Datsun 1200 de especificações de troféu.
Em 1052, Daniel Rolo em Datsun 100A manteve o bom andamento da primeira sessão apesar do calor. O piloto de Sintra era seguido uma vez mais por Francisco Cardoso em Peugeot 104ZS. António Veiga Lopes levou o seu Ford Escort RS2000, inserido na H71-2000 ao limite colocou-se entre o Datsun 1200 de Luís Sousa Costa (H71-1300) e a batalha dos H71-1600 ferozmente disputada entre o Alfa Romeo Giulia e o BMW 1600Ti, sendo o exemplar alemão conduzido por Paulo Lima a levar a melhor sobre Miguel Ribeiro.

Nos H81-1600, Rafael C. Pinto começou por ser o mais rápido seguido por Manuel C. Meneses que a 12 minutos do fim da sessão ficou parado em pista com um problema mecânico a terminar a categoria, Madalena Mayer Gaspar que não teve sorte do seu lado com o cabo de acelerador partido impossibilitando a piloto de cumprir uma única volta.

Nos H81-MAX, o Jaguar de Ernesto Vieira continuou a liderar a categoria sendo também o sexto mais rápido em pista, seguido por José Fresco em Ford Capri MKIII e Piero dal Maso em Porsche 924 Turbo


TAGS: Autódromo do Estoril Group 1 Portugal


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment