Os 60 anos de história do Volvo P1800

Clássicos 12 Jul 2021

Os 60 anos de história do Volvo P1800

Para muitos considerado como o modelo mais icónico da história da marca, este é um automóvel desportivo, de forte inspiração italiana, criado pelo designer sueco Pelle Petterson.

A sua produção iniciou-se em 1961. Nessa altura, a Volvo não tinha capacidade para o produzir isoladamente por isso, durante os primeiros anos do seu ciclo de vida, o fabrico foi subcontratado no Reino Unido com o chassis a ser produzido na Escócia e a montagem final realizada em Inglaterra.

Em 1963, a Volvo conseguiu transferir a montagem para Gotemburgo e, em 1969, também a produção do chassis para Olofström, na Suécia


O piso do Volvo P1800 foi baseado no modelo Volvo 121/122S. O automóvel apresentava um novo motor de 1,8 litros e 4 cilindros – o clássico motor Volvo B18 – inicialmente com 100cv que passaria posteriormente para 108, 115 e 120cv.

Ao longo dos anos, o 1800 foi testando várias alternativas de novos motores. No Outono de 1968, foi introduzido um novo motor de 2 litros, o B20, com uma potência de 118cv. Um ano mais tarde foi apresentada uma nova versão com injeção de combustível.

Em 1971, a Volvo apresentou uma nova versão do automóvel, o 1800 ES. Este modelo tinha um design traseiro completamente novo em relação às suas versões antecessoras. O teto foi estendido e o perfil assemelhava-se ao de uma carrinha desportiva pois tinha mais capacidade de bagagem. Esta nova versão foi produzida durante dois anos em 1972 e 1973.

Em 1973 acabaria o ciclo de produção deste automóvel histórico. Em boa parte, o final da sua produção deveu-se às exigências de segurança mais rigorosas no mercado norte americano que tornariam o seu fabrico demasiado caro para as tentar cumprir.


Sucesso mundial com a série “O Santo”

Este modelo ganhou sucesso mundial na série televisiva “O Santo”, que causou furor na década de 60.

De cor branco pérola este 1800S, era a viatura da personagem Simon Templar protagonizada por Roger Moore.

Este automóvel foi produzido na fábrica da Volvo de Torslanda, em Gotemburgo, em novembro de 1966 e vinha equipado com rodas Mini-Lite, faróis antinevoeiro Hella e um volante de madeira Volvo.

No seu interior, este modelo ainda possui alguns detalhes da série como um termómetro no painel e um ventilador localizado no habitáculo, que servia para refrescar os atores durante as filmagens.

Moore foi mesmo o primeiro proprietário deste famoso modelo. A sua matrícula londrina, NUV 648E, foi registada a 20 de janeiro de 1967.

Na Série “O Santo”, o automóvel detinha as placas de matrícula ST 1 e fez a sua estreia no episódio A Double in Diamonds, filmado em fevereiro de 1967. Seria conduzido pela personagem principal até ao final da série em 1969.

Anos mais tarde, Roger Moore venderia a viatura ao ator Martin Benson, que protagonizou a personagem Mr Solo no filme de James Bond ‘Goldfinger’. Seguiram-se mais alguns proprietários e, no início dos anos 2000 o carro foi restaurado à sua condição original.

Este modelo é atualmente propriedade da Volvo Cars.


Um P1800 com mais de cinco milhões de kms, a história de Irv Gordon

Um outro P1800 está na história da Volvo por se ter transformado num ícone: o automóvel vermelho de Irv Gordon, que quebrou recordes e que percorreu mais de 5 milhões de kms entre 1966 e 2018 numa distância superior a 127 voltas ao Mundo ou 6 idas à Lua.

Irv Gordon comprou a sua viatura numa 6ª feira e, logo na 2ª feira seguinte, estava à porta do seu concessionário para fazer a primeira revisão. O automóvel tinha já 2500 km percorridos.

Com um trajeto diário de 200km, uma dedicação à manutenção e uma paixão por conduzir, este professor de ciências norte-americano atingiu, em 10 anos, 800 mil kms. Em 1987, celebrou o seu primeiro milhão de milhas percorridas no Central Park, em Nova Iorque e, em 2002 celebrou em Times Square o segundo milhão, num evento que captou a atenção dos media internacionais.

Irv Gordon detém o recorde mundial da maior distância percorrida por um único proprietário numa viatura não comercial. Este recorde figura no Guinness Book of World Records.

O seu Volvo ainda mantém o motor e a caixa de velocidades originais.


TAGS: Volvo Volvo P1800


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment