AC Cobra de Van Riet e Bouvy vencem as 3 Hours of SPA

Competição 30 Jun 2021

AC Cobra de Van Riet e Bouvy vencem as 3 Hours of SPA

As 3 Horas de SPA tiveram a sua quinta edição no passado sábado, 26 de Junho. Marcada pelas restrições da pandemia, foram 44 os inscritos que tiveram qualificação para a quinta edição das 3 Horas de SPA, na mítica pista belga. Se normalmente conseguir terminar esta longa prova já é por si só uma vitória, este ano devido às restrições impostas com viagens e testes, só conseguir estar presente à partida já era motivo de orgulho.

A qualificação de sexta-feira definiu a grelha de partida com o AC Cobra dos Belgas Christophe Van Riet e Frédéric Bouvy ,preparado pela Gipimotor, a fazer o melhor tempo, tal como aconteceu na última edição em 2019, mas determinados que desta vez iriam conseguir materializar a velocidade em resultados final. Os grandes rivais seriam os Porsche 3.0 RS, assim como os Lotus Elan e os Marcos 1800, que não iriam precisar de reabastecer.

A prova teve o seu início como habitualmente às 18 horas e 55 minutos de sábado e como esperado o AC Cobra da Gipimotor começou a construir uma vantagem face aos seus opositores. Na perseguição iam a formação Dinamarquesa com os dois Porsche 911 Carrera RS da família Rolner. O interesse da prova focava-se então na luta pelo quarto lugar onde quatro carros de corrida lutavam entre si. Por um lado os potentes Mustang e Falcon da família Davis e dos holandeses de Bijleveld, Van der Ende e Deenik, ganhavam na subida, no primeiro sector do circuito. Por outro lado, os mais eficazes Lotus Elan da família Graf Von Wedel e Ford Escort RS 1600, ex-Wooding, recuperavam a vantagem na descida, no segundo sector. Já na categoria H-1971 o Mustang Boss 302 de Weerdt e Branckaerts surpreendia e colocava-se na liderança.


No entanto, a prova era uma longa resistência e a primeira das 2 paragens obrigatórias começava aos 50 minutos de corrida, baralhando a classificação. O líder aproveitava para fazer o seu abastecimento, caindo para a 14º posição. Eram agora os Porsche Dinamarqueses que lideravam a prova e assim aconteceu durante a totalidade do segundo turno de condução. Todavia, também os Porsche teriam de parar para abastecer e era a vez do Mustang da família Regis passar para a liderança, quando faltavam 50 minutos para terminar. Também eles teriam de abastecer e a 30 minutos do final, era o Lotus Elan da família alemã Graf Von Wedel que liderava com 1minuto e 30 segundos de vantagem sobre o AC Cobra, o líder inicial, que tinha recuperado de 14º até segundo.

Parecia uma vitoria simples para o Lotus Elan, mas havia um problema. O Circuito de SPA tem sido muito rígido com os track limits e a prova tinha um sistema de penalização por tempo acumulativo em função do número de Track limits. Assim o Cobra tinha 15 segundos de penalização adicional no final da prova, mas o Lotus tinha 2 minutos e 15 segundos o que colocava o Cobra na liderança virtual. Até ao final não existiram alterações significativas, com a família Graf Von Wedel a ser a primeira a ver a bandeira de xadrez, mas caindo logo para a quarta posição. Christophe Van Riet e Frédéric Bouvy acabaram por vencer a prova, seguidos pelos dois Porsche 911 Carrera RS, o primeiro com Lars e Andreas Rolner e o segundo com Anette Rolner e Michael Holden.

De destacar a categoria H-1971, onde após a vantagem inicial dos belgas do Ford Mustang 302, a meio da prova foram os portugueses Dal Maso e Carvalhosa que passarem para a liderança no seu Porsche 2.5 S/T, terminando na frente do Alfa Romeo GTAm do Alemães Hichert e Ebsen e do fiável BMW 1600 Ti da dupla Ibérica Vasco Nina e António Castro.

A categoria mais importante do Iberian Historic Endurance, o Index Performance Cuervo y Sobrinos, foi bastante disputada, já que os favoritos Lotus Elan tiveram um fim-de-semana para esquecer. Assim, foi o AC Cobra dos holandeses Armand Adriaans e Ad Verkuijlen que levou para casa o fantástico relógio da Cuervo y Sobrinos, secundado pelo Alfa Romeo GTAm de Hichert / Ebsen e pelo BMW 1600ti Ibérico.

Entre os portugueses, os melhores classificados acabaram por ser Piero Dal Maso e José Carvalhosa com a oitava posição, depois de uma liderança inicial da equipa Carlos Brizido, Pina Cardoso e Carlos Matos em Porsche 911 3.0 RS. Vasco Nina conseguiu terminar na 20º posição e muito bem classificado na categoria e o Escort Twin Cam de Manuel e Diogo Ferrão foi obrigado a desistir com problemas elétricos.

Concluída esta prova, o Historic Endurance fará uma pausa de verão por três meses. A próxima ronda será nos dias 8 e 10 de Outubro e logo para a maior prova desportiva de clássicos da Península Ibérica, o Estoril Classic, que espera receber mais de 400 equipas num evento que se espera inesquecível.


TAGS: 3 Hours of SPA AC Cobra Iberian Historic Endurance


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment