Automóveis e vinhos

Clássicos 21 Abr 2021

Automóveis e vinhos

Por Irineu Guarnier

Automóveis e bebidas alcoólicas não combinam, certo? De fato, não. Se beber, não dirija. Nunca. Álcool e direção jamais se harmonizam. Mas, nos rótulos de alguns bons vinhos brasileiros, imagens de automóveis clássicos têm sido muito apreciadas pelos enófilos que também curtem automobilismo. Esses vinhos inovadores, irreverentes, modernos, autorais, possuem uma qualidade a mais para os petrolheads: os rótulos com temática automotiva. Neste caso específico, vinhos e automóveis se harmonizam perfeitamente.


Um dos pioneiros neste segmento foi o ReD, da vinícola Routhier & Daricarrère, de Rosário do Sul (RS), que traz no rótulo o desenho de uma antiga Kombi “saia-e-blusa”, vermelha e branca. Os irmãos uruguaios de origem francesa Jean Daniel e Pierre Daricarrère, donos da vinícola, desbravaram a região da Campanha Gaúcha, no Sul do país, na década de 1970, a bordo de uma Kombi bicolor. Por isso, decidiram homenagear a velha guerreira estampando a sua imagem no rótulo de um de seus vinhos mais conhecidos. Blend de Cabernet Sauvignon com Merlot, o ReD ficou conhecido entre os enófilos como o “Vinho da Kombi”.



Dois outros vinhos gaúchos muito conhecidos são o Malbec e o Torrontés Vintage, da Vinícola Don Guerino, de Alto Feliz, que exibem nos seus rótulos a imagem de um Fiat 600 argentino de 1973. Malbec e Torrontés são castas emblemáticas da vitivinicultura Argentina. O carrinho, cujo original se encontra em exposição na vinícola, é um tributo do enólogo Bruno Motter à sua formação em Mendoza, quando o pequeno Fiat era o seu meio de transporte para ir à Universidade.


O sempre criativo vinhateiro gaúcho James Martini Carl, da Negroponte Vigna, deixou de lado o corte tradicional de Chardonnay, Pinot Noir e às vezes Riesling da Serra Gaúcha, e elaborou o seu espumante Estrada Antiga 2020 com a uva Viognier. Mas, para além da abordagem enológica inusitada, chama a atenção o rótulo com uma pegada retrô: o painel de um Oldsmobile 1955, em foto preto e branco de Eduardo Scaravaglione. Um dos rótulos mais bonitos da Negroponte Vigna.


Outra vinícola brasileira que utiliza o tema automotivo em um de seus rótulos é a Casa Venturini, de Flores da Cunha, na Serra Gaúcha. Seu Merlot Reserva – um ícone da vinícola – traz na etiqueta o desenho estilizado de um Ford Model T. O carro teria sido utilizado, no passado, por um mágico que marcou a história da pequena cidade serrana. Elaborado com uvas cultivadas nos Campos de Cima da Serra, na divisa do Rio Grande do Sul com Santa Catarina, o vinho estagia por 12 meses em barricas de carvalho francês (50%) e americano (50%). A safra 2018 foi premiada com medalha de ouro no concurso Wines of Brazil Awards 2020.


Certamente existem muitos outros vinhos pelo Brasil e o mundo com rótulos alusivos a carros. Ficamos com esses quatro apenas – todos brasileiros – porque eles dão uma boa ideia de que, pelo menos na iconografia dos rótulos, automóveis e vinhos sempre comporão uma bela parceria.

Fotografias de Fiat 600: Anderson Martins


Irineu Guarnier Filho é brasileiro, jornalista especializado em agronegócios e vinhos, e um entusiasta do mundo automóvel. Trabalhou 16 anos num canal de televisão filiado à Rede Globo. Actualmente colabora com algumas publicações brasileiras, como a Plant Project e a Vinho Magazine. Como antigomobilista já escreveu sobre automóveis clássicos para blogues e revistas brasileiras, restaurou e coleccionou automóveis antigos.



PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment