A extraordinária colecção de automóveis de Attilio Fantini

Clássicos 18 Abr 2021

A extraordinária colecção de automóveis de Attilio Fantini

A paixão de Attilio Fantini por automóveis clássicos surgiu muito cedo, durante a sua adolescência. Aos 18 anos, aquando da compra do seu primeiro automóvel, a sua mãe queria oferecer-lhe um Fiat 500, mas Attilio chegou a casa no Alfa Romeo Giulia SS 1600 e, a partir desse momento, tudo mudou e passados quase 50 anos, a sua paixão aumenta cada vez mais. Após ter andado uns tempos com o Giulia SS 1600, Attilio trocou-o por um Giulia 2000 GT Veloce.
 
Dos 25 aos 30 anos, Attilio participou em várias competições de montanha e ralis, mantendo ainda hoje as máquinas com que competiu na época. Durante esse período começou a coleccionar modelos Abarth e Lancia, tal como um 037, Stratos, um Fulvia e um Alfa Romeo Giulia GTA 1600 que o adquiriu no final dos anos 70, sem nunca o ter restaurado. Quem viu esse Giulia foi a mulher de Attilio, não tendo perdido tempo em falar com o dono e adquiri-lo. Além deste Giulia GTA, tem ainda mais dois GTA, sendo um deles um GTAm.
 
Attilio gosta particularmente de adquirir automóveis que estejam parados, esquecidos, mas também já fez más decisões. Por exemplo, comprou um Abarth 1000, em vez de um Lamborghini Miura pelo mesmo preço, pois este último não cabia no reboque. Não chegou a comprar um Alfa Romeo TZ2 ex-S.C.A.R. Autostrada, porque não sabia o que fazer com ele. Enfim, coisas da vida…
 
No final dos anos 80, Attilio adquire um Alfa Romeo Spider, que tinha pertencido à mulher de Fausto Coppi. Posteriormente vendeu-o a um comprador que, após saber deste pormenor, não desistiu enquanto não o levou para casa. Apesar de os automóveis de Attilio não poderem ser apelidados de banais, possuiu também alguns modelos únicos, como o Gilco 1100 MM e o Alfa Romeo Giulia GTA 1600 Gr. 5 Silhouette.
 
A colecção de Attilio é muito vasta e engloba grande parte da história automóvel italiana, vai desde o Ansaldo dos anos 20, até ao Lancia Delta HF Integrale dos anos 90, existindo também modelos de outras origens, mas em menor quantidade. Para além dos automóveis, a sua garagem está repleta de peças e automobilia.
 
Attilio passou a sua paixão ao filho Emanuele, que quando chegava da escola dirigia-se logo para a garagem, para ver o pai trabalhar nos automóveis. Conduziu o seu primeiro automóvel aos oito anos, um Porsche 911S 2.7 de 1974. Este automóvel foi o mesmo utilizado pelo seu pai no campeonato de montanha, onde tinha vencido. Aos 19 anos, Emanuele participou na sua primeira prova de montanha, num Fiat 124 Abarth Gr.4. Este mesmo automóvel também foi utilizado pelo seu pai na sua primeira prova de montanha.
 
Attilio é, desde 2017, membro técnico da Mille Miglia, convidado pela própria FIVA, devido a todo o seu conhecimento nos automóveis que participam nessa prova.
 

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
previous arrownext arrow
Slider

 
Fotografias: Rosario Liberti


TAGS: Attilio Fantini’s Collection


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment