O mais importante Ford Bronco de competição da sua época vai a leilão

Mercado 02 Abr 2021

O mais importante Ford Bronco de competição da sua época vai a leilão

A Ford está agora a lançar, no mercado americano, o seu novo modelo Bronco, mas, apesar de este estar ausente dos concessionários por diversos anos, foi um modelo extremamente importante para a marca e, até mesmo, para o próprio segmento dos todo o terreno americanos. Além do sucesso de vendas, o Bronco também teve bastante sucesso na competição.

O sucesso da competição teve como responsável primordial este exemplar do artigo, designado por Big Oly, que dominou as grandes provas americanas no início dos anos 70, como a Baja 1000, a Baja 500 e a Mint 400. Como curiosidade, o nome dado ao automóvel veio do seu maior patrocinador, a Olympia Beer.

Hoje em dia, a construção de automóveis para provas todo o terreno é, na sua maioria, assente num chassis tubular, onde é montada uma carroçaria em fibra a assemelhar-se com o desenho do automóvel de estrada. No entanto, no final dos anos 60, quando o Big Oly estava a ser desenhado, isso era um conceito bastante pioneiro.


Construído por Parnelli Jones, Dick Russel e Bill Stroppe, estes ao invés de partir da base do chassis de longarinas do Bronco, fizeram um chassis tubular em aço crómio-molibdénio, onde iria assentar a carroçaria semelhante ao Bronco construída em fibra de vidro e alumínio e uma grande asa que serviria também de tejadilho.

Este automóvel competiu pela equipa Parnelli Jones Racing, piloto bastante diversificado, vencendo provas como o Pikes Peak International Hill Climb, assim como a Indianapolis 500, tanto como piloto como em equipas. Em conjunto com Bill Stroppe, eles construíram várias máquinas vencedoras, até que surgiu a ideia de competir em provas de todo o terreno no deserto, decorria o Natal de 1967, apesar de Stroppe não ser de acordo em desenvolver uma máquina para essas provas. Com todo o conhecimento adquirido na construção de automóveis de competição, eles revolucionaram por completo o todo o terreno, apesar de Jones o ter feito em secretismo, tendo para isso contratado o mecânico Dick Russel.

Este Bronco levou tudo do melhor que havia da época, desde suspensão com molas helicoidais, travões de disco nas quatro rodas e o motor Ford Windsor V8 351, de 5,8 litros de cilindrada e 390cv, para um peso de quase 1200 kg. O motor está acoplado a uma caixa automática Ford C6 B&M. Na primeira Baja 1000 em que participou, partiu um eixo, com Jones a admitir que estava a puxar em demasiado pelo automóvel. Voltou à mesma prova em 1971, trazendo uma vitória à geral, vencendo novamente no ano seguinte. Em 1973 venceu a Baja 500 e a Mint 400.

Pela primeira vez na sua história, o Bronco Big Oly vai estar disponível numa venda pública, tendo passado as últimas décadas na colecção de Parnelli Jones. Agora a Mecum leva-o a leilão, num evento em Indianapolis de 14 a 22 de Maio.

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

TAGS: Ford Bronco Mecum Parnelli Jones


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment