BMW 503, o automóvel que quase levou à extinção da marca

Clássicos 31 Mar 2021

BMW 503, o automóvel que quase levou à extinção da marca

Tanto o BMW 503 como o 507, marcaram uma época da marca germânica, sendo hoje considerados um dos automóveis mais bonitos da gama. No entanto, nem tudo foi bom, pois estes dois modelos quase levaram ao fim da BMW, ou aquisição por parte da Mercedes-Benz, devido aos seus custos avultados de produção. Estes modelos deveriam ser vendidos a preços entre o mais luxuoso Mercedes-Benz 300SL e os mais baratos desportivos ingleses, mas os seus custos ultrapassaram, e muito, o limite estipulado, sendo vendidos ao dobro do preço que inicialmente estava pensado.
 
A ideia da criação de dois modelos desportivos, com base nas berlinas 501 e 502, partiu de Hanns Grewenig, após os vários pedidos feitos por Max Hoffman, o importador da marca em Nova Iorque. Além disso, os Mercedes-Benz 300SL e 190SL foram bem recebidos pelo público, o que ajudou a que o quadro de administração da BMW aprovasse a ideia.
 
O engenheiro Fritz Fiedler ficou responsável pelo desenvolvimento da plataforma, criando duas versões a partir dos chassis dos BMW 501 e 502, isto para baixar os custos. Os desenhos iniciais foram desenvolvidos por Ernst Loof, no entanto, Albrecht von Goertz foi recomendado por Hoffman, para enviar os seus desenhos para a BMW, que prontamente o convidou a ingressar na equipa, sendo então o responsável pelos desenhos do 503 e 507.
 
O motor que equipa o 503 é um V8, com válvulas na cabeça, de 3168 cc de cilindrada. Este motor era o mesmo utilizado pelas berlinas, mas aqui viu a sua potência aumentar, devido à adição de dois carburadores e um sistema de lubrificação melhorado, usando uma bomba de óleo operada por corrente. Com uma taxa de compressão de 7,5:1, o motor produz 140 cv às 4800 rpm, mais 30 cv que o motor das berlinas. Acoplado ao motor, está uma caixa de quatro velocidades manual que envia a potência para as rodas traseiras. A suspensão frontal é de triângulos sobrepostos, com barra de torção, e na traseira é de eixo com barra de torção. A travagem está a cargo de travões de tambor nas quatro rodas, com a opção de poder vir com travões de disco na frente. O peso do 503 fica na ordem dos 1500 kg, o suficiente para fazê-lo chegar aos 185 km/h.
 
O exemplar presente aqui, tem a sua história conhecida desde de novo, toda documentada, inclusivamente tem o manual original. Tem presente todo o interior original, assim como as jantes e o extra mais valioso, os travões de disco. Só foram produzidos 273 exemplares do BMW 503 e somente dois foram equipados com o banco traseiro que se pode ver neste modelo, disposto lateralmente. Foi levado a leilão, pela RM Sotheby’s, no Fort Lauderdale, no final de Março, tendo sido leiloado por 137.500 dólares, cerca de quase 123.000 euros.
 

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
previous arrownext arrow
Slider

TAGS: BMW 503


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment