Bugatti Type 68

Clássicos 22 Fev 2021

Bugatti Type 68 “Mini-Atlantique”, um dos mais belos mini-carros

Por Ricardo Grilo

Em 1942, durante a ocupação alemã, Ettore Bugatti que então vivia em Paris, projectou um pequeno Bugatti com um extraordinário motor de 318cc com 4 válvulas por cilindro e compressor. Este mini motor, verdadeira peça de relojoaria, deveria rodar a 12.000 rotações por minuto e equipar um pequeno e inédito modelo. Nascia assim o Type 68, construído num único exemplar “roadster”, que ainda existe na colecção Schlumpf, em Mulhouse.

O seu filho Roland, iria em seguida realizar esboços para o que poderia ser um Type 68 coupé, com portas tipo “asa de gaivota” e inspirado nas formas do Type 57 “Atlantique”. Mas nunca chegou a ser construído no tempo de Ettore ou Roland Bugatti.

Não obstante, a história do Type 68 “Mini-Atlantique” não terminaria com os papéis a amarelecer dentro de uma gaveta. Avançando rapidamente para a década de 1970, encontramos um alemão apaixonado pela Bugatti, de seu nome Uwe Hucke, que começou a recuperar e coleccionar tudo sobre a grande marca francesa. Incluindo a recriação de modelos que apenas tinham existido em projecto.


Orientado por Hugh Conway Snr, um guru da Bugatti que era amigo próximo do alemão, Hucke começou a resgatar desenhos de fábrica, que incluíam os fascinantes esboços de Roland Bugatti para carroçar o pouco conhecido projeto T68. Além dos planos, Conway forneceu a Hucke um grande lote de peças do T68, incluindo um chassis, um eixo traseiro e um motor incompleto.

A partir daqui Hucke começou a reconstruir o motor e decidiu recriar o coupé de Roland inspirado no “Atlantique” desenhado pelo falecido irmão Jean Bugatti. Para o efeito contratou Steeve Bernaud-Heyd, um jovem estilista francês que trabalhava para Romano Artioli na Bugatti Automobili SpA e que adorou a ideia de reinterpretar as linhas a partir dos incipientes esboços de Roland Bugatti para criar uma forma elegante onde coubesse um adulto sem descurar o espírito Bugatti.

Durante a construção, Michel Bugatti, filho de um segundo casamento de Ettore, visitou Hucke e adorou o “Mini Atlantique”. No entanto o projecto iria ser interrompido com a morte de Hucke, em Abril de 2002. O inacabado T68 foi herdado pela sua filha Angela, que compartilhava a paixão pela marca e prosseguiu a obra com o apoio do “The Bugatti Trust”.

O resultado final desta recriação seria muito provavelmente do agrado de Ettore, Jean e Roland Bugatti. Diria mesmo que talvez seja o mais belo mini-carro do planeta.


TAGS: Bugatti Type 68


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment