Museu automóvel da Jordânia, uma colecção das arábias

Clássicos 14 Fev 2021

Museu automóvel da Jordânia, uma colecção das arábias

Por Tiago Patrício Gouveia

O Royal Automobile Museum, em Amã, na Jordânia, foi criado para expor os veículos históricos utilizados pelos reis da Jordânia, Abdullah I (1946-1951), Talal (1951-1952), Hussein (1952-1999), Abdullah II (1999) ou usados para receber chefes de estado.
 
Inaugurado em 2003 por ordem do actual rei, foi construído num complexo turístico que agrupa outros museus e locais de interesse turístico, como o Museu das Crianças, mesquita e jardins públicos. Com um planeamento arrojado e arquitectura moderna, este complexo, e especificamente o museu automóvel, reúnem uma qualidade que surpreendem o visitante e dignificam as exposições.
 
Com valores de bilhetes baixos, utilizando uma prática corrente no país de cobrar valores mais altos aos estrangeiros, este museu e as restantes atracções locais, assumem uma posição clara de captação de turismo para a cidade, não só de visitantes nacionais, mas especialmente de visitantes internacionais, com enfoque nos países vizinhos do Médio Oriente, como o Líbano, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Egipto.
 
Os cerca de 110 veículos históricos ali expostos, dos quais 80 são automóveis e 30 motos, estão organizados por ordem cronológica e segmentados por tipos de veículos ou uso em alguns casos. Mal entramos vemos um espectacular conjunto de duas motos e automóvel, uma Brough Superior SS 80 de 1936, uma Vincent Black Shadow de 1952 e um Cadillac Type 53 de 1916, com um motor V8, que pertenceram ao rei Abdullah I. Em seguida, apresentam um primeiro núcleo de veículos militares, com um espectacular cenário de deserto, que dá mote para o resto da visita. À medida que vamos visitando o museu, vamos tendo uma ideia de como é que estes automóveis e motos foram utilizados na sua altura, pela elaborada cenografia que o museu exibe. Fotos da altura na parede, luz ambiente baixa e projectores a realçarem os objectos em exposição, chegando mesmo a simular uma pequena cidade com as casas antigas e ateliers dos artesãos e oficina.
 
Ao percorrer este caminho que nos é traçado, vemos os automóveis de desfile, veículos utilitários da polícia e exército, onde estão duas fantásticas Harley-Davidson dos anos 30, passamos pelo núcleo de motos, que inclui a moto do Tron, até uma tenda típica do deserto e um Mercedes W123 cortado ao meio. Já para o final da visita, passamos aos automóveis mais actuais, onde se pode ver um Mercedes SLR Stirling Moss, Porsche Carrera GT, Ferrari F40 e F50. A exposição termina com os automóveis de competição, utilizados pelo rei Hussein, que chegou a ganhar provas de rampa e também os utilizados pelo actual rei Abdullah II, que correu extensivamente. O actual rei também inclui no seu palmarés condução tanques de guerra, onde foi comandante de uma brigada de tanques de combate, e pilotar helicópteros, onde chegou a ser instrutor de helicópteros anti-tanque Cobra.
 
Para quem for ao Médio Oriente e tiver a oportunidade de visitar a Jordânia, este museu em Amã é, sem dúvida, uma visita incontornável.
 

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
previous arrownext arrow
Slider

TAGS: Royal Automobile Museum


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment