Porsche 911 GT2 RS: Um puro-sangue da marca de Estugarda

Modernos 06 Fev 2021

Porsche 911 GT2 RS: Um puro-sangue da marca de Estugarda

Por Hélio Valente de Oliveira

O Porsche 911 GT2 RS é simplesmente o 911 mais potente construído pela Porsche. Com um design extremamente cuidado e aerodinâmico, o GT2 RS combina estes predicados com um peso relativamente baixo.
 
Baseado na carroçaria larga do 911 Turbo, esta versão foi lançada para ser o pináculo das performances na linha 911. Depois da adopção da tracção integral na versão Turbo a partir de 1995, o que veio “domesticar” este modelo, até então considerado por muitos, selvagem e difícil de conduzir, a Porsche optou por lançar uma versão simplificada, só com tracção traseira, dirigida aos apreciadores de emoções fortes.
 
Mais leve e mais potente, o GT2 é dirigido ao entusiasta mais aguerrido, que gosta de tirar partido do motor generoso e, porventura, da utilização em pista.
Os guarda-lamas frontais e traseiros, o capot dianteiro, as grelhas de ventilação, a parte superior dos espelhos retrovisores e algumas peças da traseira são construídas em fibra de carbono. O tejadilho é em magnésio. Os vidros laterais e traseiros são de uma construção única e exclusiva. Embora sejam de vidro, têm o mesmo peso de policarbonato mas são extremamente resistentes.
 
O motor, com uma capacidade de 3.8 Litros, produz uns impressionantes 700 cv às 7000 rpm e 750 Nm de binário a somente 2500 rpm. A faixa de utilização acaba às 7200 rpm. O sistema de sobrealimentação compreende dois turbos de geometria variável e de dimensões muito generosas, ajudados por dois intercoolers instalados na traseira deste 911.
 
O chassis utiliza triângulos sobrepostos, com um elemento McPherson, na dianteira e multilink na traseira. A altura, camber e convergência são totalmente reguláveis, o que permite a sua optimização para o utilizar em estrada ou pista.
 
O diferencial autoblocante variável é ajudado pelo sistema PTV Plus (Porsche Torque Vectoring) a partir de uma série de parâmetros que melhoram a motricidade e o comportamento em curva. Este sistema aplica também pressão nos travões traseiros conforme necessário para manter a estabilidade. Os travões são em cerâmica e os discos têm 410 e 390mm de diâmetro e as pinças de travão são, respectivamente, de seis e quatro êmbolos para a frente e traseira.
 
Com prestações de excelência, merece a inclusão em qualquer comparativo de supercarros. Com uma velocidade máxima de 340 km/h e acelerações de 0-100 km/h em 2.8 segundos e talvez mais impressionante, de 0-200 km/h em 8.3 segundos, o GT2 é um puro-sangue na verdadeira acepção da palavra.
 
Veja a galeria em baixo com algumas das melhores imagens do Porsche 911 GT2 RS.
 

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
previous arrownext arrow
Slider

 
Fotografias: Joel Araújo


TAGS: Museu do Caramulo Porsche 911 GT2 RS


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment