Os oito Sirs mais rápidos da história

Competição 29 Jan 2021

Os oito Sirs mais rápidos da história

Após vencer sete Campeonatos do Mundo de Fórmula 1, Lewis Hamilton entrou em 2021 com mais uma vitória, sendo-lhe concedido o título de Sir, a maior honra que Sua Majestade pode oferecer. Mas apesar do reduzido número de pilotos com o título Sir, Hamilton não foi o único. De seguida iremos mostrar os oito Sirs mais rápidos de sempre.


Sir Henry Segrave


Veterano da Primeira Guerra Mundial, Segrave venceu a sua primeira corrida de longa distância em 1921 num Talbot-Darracq. Nesse mesmo ano, entra nos Grande Prémios e dois anos após é o primeiro britânico a vencer um Grande Prémio. Segrave gostava de velocidade, o que resultou em vários recordes batidos, primeiro no Ladybird Sunbeam Tiger, em 1926, atingindo os 245 km/h e, no ano seguinte, passou a barreira das 200 mph, ou seja 321 km/h, em Daytona Beach com o Mystery. Em 1929, com o Golden Arrow, atingiu os 372 km/h. Em 1930, quando tentava bater o recorde de velocidade na água, o seu barco virou, causando a morte de Segrave.


Sir Malcom Campbell


Tal como Segrave, Campbell também combateu na Primeira Guerra Mundial. Posteriormente, foi para as competições e, em 1927 e 1928, venceu o Grande Prémio de Bolonha num Bugatti. Entrou em disputa com Segrave, nos recordes de velocidade, tendo batido nove de 1924 a 1935, sendo o último a uma velocidade de 484 km/h, no Napier-Campbell Blue Bird. Também bateu recordes na água, atingindo os 227 km/h em 1939, no Blue Bird K4.

­
Sir Jack Brabham


Durante 50 anos mais nenhum piloto recebeu o título de Sir, sendo Jack Brabham o primeiro a recebê-lo após esse período. Brabham iniciou a sua carreira nos pequenos automóveis de Down Under, mas foi em 1955 que ganhou notoriedade, quando foi para o Reino Unido competir pela Cooper Formula 1 Team. Após quatro anos venceu a sua primeira corrida, no Grande Prémio do Mónaco. Em 1961 saiu da Cooper, para formar a sua própria equipa e, em 1966, passou a ser o único piloto de Fórmula 1 a vencer um campeonato com um automóvel desenvolvido pelo próprio.


Sir Frank Williams


Em 1966, Frank Williams fundou uma das equipas de maior sucesso de sempre no desporto motorizado, inicialmente competindo na Fórmula 2 e Fórmula 3. Só após uma década é que foi para a Fórmula 1 e, em 1980, a equipa venceu o título de construtores e de pilotos com Alan Jones. Nos 16 anos seguintes, a equipa conseguiria ainda mais seis títulos de pilotos e oito de construtores. Apesar do acidente grave que teve em 1986, que o deixou com bastantes lesões, continuou à frente da equipa até 2012, quando a sua filha Claire, assumiu esse papel. Teve bastantes honras, tanto britânicas como francesas, pelo seu envolvimento com a Renault.


Sir Stirling Moss


Um dos melhores pilotos de sempre da Fórmula 1, mas que nunca venceu um campeonato, apesar de ter conseguido chegar à linha de meta à frente em 212 corridas, das 529 em que participou. Era também um piloto bastante versátil, tendo vencido as 12 Horas de Sebring em 1954, ficou em segundo no Rallye de Monte Carlo de 1952 e venceu as Mille Miglia de 1955, aniquilando toda a concorrência. Moss continuou a competir em provas de clássicos até 2020, ano do seu falecimento.


Sir Jackie Stewart


O escocês Jackie Stewart era um desportista bastante talentoso, tendo iniciado a sua carreira com o tiro ao alvo, vencendo dois campeonatos europeus e competiu nos Jogos Olímpicos de 1960, com 21 anos. Em 1961 passou para as competições automóveis com um Marcos e um Aston Martin DB4GT. No ano seguinte assinou pela Ecurie Ecosse, competindo com os seus Cooper T49 e Tojeiro EE Mk2. As primeiras vitórias apareceram no ano seguinte e, em 1964, passou para a Fórmula 3 com a Tyrrell. Em 1965 chegou à categoria principal com a BRM, tendo como companheiro de equipa Graham Hill, vencendo a primeira corrida em Monza. Venceu o campeonato em 1969 com a Matra e em 1971 e 1973 com a Elf Team Tyrrell. Foi um dos mentores para o melhoramento da segurança na Fórmula 1.


Sir Patrick Head


Patrick Head foi o único engenheiro da Fórmula 1 a receber o título de Sir. Começou a sua carreira na Lola e foi cofundador da Williams Grand Prix Engineering, em 1977, juntamente com Frank Williams. Várias inovações foram postas na competição da autoria de Head, recebendo os seus frutos com as vitórias obtidas, mas também outras que nunca chegaram a competir como um automóvel de seis rodas, assim como outro com uma caixa automática de variação contínua.


Sir Lewis Hamilton


Hamilton foi, então, o último piloto a receber o título de Sir até à data, após atingir a marca de campeonatos de Michael Schumacher. Em 2013 foi para a equipa da Mercedes-AMG de onde nunca mais saiu, vencendo o campeonato em 2014, 2015, 2017, 2018, 2019 e 2020, só interrompido em 2016, com o título a fugir para o seu colega de equipa Nico Rosberg.


TAGS: Frank Williams Henry Segrave Jack Brabham Lewis Hamilton Malcom Campbell Patrick Head Sir Jackie Stewart Stirling Moss


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment