O Chevrolet Camaro que foi ressuscitado duas vezes

Clássicos 09 Jan 2021

O Chevrolet Camaro que foi ressuscitado duas vezes

Este Chevrolet Camaro, do primeiro ano de produção da segunda geração 1970, foi comprado nos anos 80 pelo pai do actual proprietário, com muito mau aspecto e sem interior. Mas a mãe dele não gostou e tentou vender o automóvel por 100 dólares. Por sorte encontraram o interior que precisavam abandonado num celeiro, foram buscá-lo e montaram-o no seu Camaro. Posteriormente, passou a ser o meio de transporte da mãe para a faculdade, mas quando o primeiro filho nasceu, as coisas complicaram-se e tiveram de vender o automóvel.
 
Anos mais tarde, um primo viu o Camaro em Phoenix, descobrindo-o devido à cor pouco comum em que tinha sido pintado, no entanto, estava em muito mau estado. Esse primo comprou-o, levando-o para El Paso e, após sete anos, o Camaro estava de volta a casa. O pai guardou-o na garagem, para um dia mais tarde o devolver à estrada.
 
Posteriormente, o irmão mais velho ficou com o Chevrolet Chevelle, que também tinha sido do seu pai e o actual dono ficou com o Camaro, sendo submetido a um profundo restauro. O motor foi todo reconstruído, foi instalada uma caixa de quatro velocidades, os carburadores foram alterados e o eixo traseiro foi afinado para uma melhor condução.
 
O Chevrolet Camaro Z-28 de 1970 está equipado com o motor V8 LT-1, que provém do Corvette, com 5.7L debita 360 cv, com um carburador quadruplo Holley 780 cfm.
 

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
previous arrownext arrow
Slider

 
Fotografias: Nikki Martinez e Chris Luthi


TAGS: Chevrolet Camaro


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment