Empreiteiro encontra clássicos esquecidos numa obra

Clássicos 20 Nov 2020

Empreiteiro encontra clássicos esquecidos numa obra

Os automóveis clássicos despertam, nos entusiastas, um sentimento único, que só eles o conseguem transmitir. Seja pelo cheiro, pelo barulho, ou simplesmente pela simplicidade e beleza, os clássicos são como uma “droga”, pois enquanto estamos ao volante deles tudo o resto desvanece.

Desse modo, qualquer pessoa que nutra um carinho especial pelos automóveis, sempre que vê um clássico deita um sorriso ou até acena ao seu condutor. Por isso, não é de estranhar que sempre que se vê um automóvel clássico esquecido em algum lado, a primeira vontade é de o trazer connosco e voltar a dar-lhe a glória do passado.

Tudo isto para dizer que um empreiteiro na Carolina do Norte, nos E.U.A, foi contratado para demolir um edifício e limpar o terreno. O que ele não contava era encontrar uma colecção de automóveis clássicos pré-Guerra, completamente ao abandono e ao sabor do tempo.


Quem deu o alerta foi a filha de David Mount, o empreiteiro, que viu o primeiro automóvel, totalmente coberto de detritos, dando só para ver a grelha, os faróis e pouco mais. Este era o mais interessante da colecção, um Plymouth Roadster de 1933, equipado com portas suicidas.

Isto fez com que os dois fossem à descoberta do local para ver o que encontrariam mais e encontraram cerca de dez automóveis e camiões. Dentro das descobertas, podemos encontrar um automóvel roadster construído nos anos 30 sob um chassis Ford e equipado com o motor V8 Flathead, assim como um Chevrolet Master Deluxe Sedan de 1939.

O dono da propriedade não tinha qualquer interesse em ficar com os automóveis, então Mount e a sua filha ficaram com eles. Ainda assim, muitos estavam num estado avançado de degradação que não conseguiriam ser salvos, mas outros irão ser restaurados.

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

TAGS: Chevrolet Master Plymouth Roadster


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment