O Mercedes-Benz 300 D Cabriolet de Ella Fitzgerald está à venda

Mercado 18 Nov 2020

O Mercedes-Benz 300 D Cabriolet de Ella Fitzgerald está à venda

A cantora e compositora Ella Fitzgerald era uma em um milhão e o seu Mercedes-Benz 300 D Cabriolet é quase tão raro, sendo um de 65 exemplares.

A lenda do Jazz conhecida por êxitos como “Mack the Knife” e “Won’t You Come Home Bill Bailey” comprou o Mercedes com zero quilómetros e este ficou na sua posse durante 37 anos até à morte de Ella aos 79 anos, em 1996. O automóvel está à venda por 465,000 dólares no concessionário de automóveis clássicos Scott Grundfor Co., na Califórnia.

“Este luxuoso modelo alemão tem uma lista de características que o tornam ainda mais desejável e ainda se apresenta com a pintura original e com o registo de propriedade de fábrica”, lê-se na listagem. “Pronto para dar uma excelente experiência de condução, este automóvel é uma oportunidade única de ser dono de uma mistura bastante rara da elegância Mercedes-Benz e de história americana”.




Ella Fitzgerald, conhecida como a “Rainha do Jazz”, vendeu mais de 40 milhões de álbuns durante a sua carreira de 60 anos, e recebeu 14 Grammy Awards.

No pico da sua lendária carreira, Fitzgerald encomendou o personalizado 300 D pela Mercedes-Benz norte americana no Outono de 1959. O automóvel foi entregue na sua casa de Los Angeles no dia 9 de Novembro do mesmo ano, enviado directamente da fábrica Mercedes-Benz na Alemanha. O custo total, incluindo despesas de envio, foi de 35,541 Deutsche Marks, ou 8500 dólares – cerca de 76,000 dólares nos dias de hoje. Este preço incluía ainda um “Desconto de Celebridade” de 10%, indicado no recibo que vinha com o automóvel.

O Type 300 era um modelo de luxo de quatro portas construído para atender aos desejos dos mais ricos e famosos. O 300 D foi produzido pela Mercedes entre Agosto de 1957 e Março de 1962. O chassis era alimentado por um motor de 3.0 litros de cilindrada com seis cilindros em linha e uma transmissão automática de três velocidades. Era capaz de chegar a uma velocidade que excedia os 160 km/h.


Apesar de cerca de 3100 modelos sedan terem sido construídos, apenas 65 cabriolets personalizados foram fabricados, sendo que estes vinham com um soft top em tecido preto.

Fitzgerald encomendou o seu 300d cabriolet em 166 G blaugrau com bancos em cabedal vermelho e um rádio Becker Mexico. O seu odómetro marca 144,840 km.

Surpreendentemente, segundo o vendedor, por muito que Fitzgerald gostasse do automóvel, era muito raro ser ela a conduzir, preferindo ter um chauffer. Ella participou também numa campanha publicitária para o American Express com o seu 300 D. A foto foi tirada pela célebre fotógrafa Annie Leibovitz e agora reside no Museu Nacional de História Americana. Uma cópia desta fotografia vem com o exemplar.


Depois da morte da compositora a 15 de Junho de 1996, o seu adorado Mercedes-Benz foi adquirido pelo famoso coleccionador alemão Rolf Meyer, que o teve na sua posse até 2003, quando o vendeu a outro entusiasta da marca. O 300 D chegou ao seu quarto dono, o Dr. Gottfried Gothe, em 2006. Dez anos mais tarde, o automóvel chegou ao seu actual proprietário.

O automóvel mantém os seus selos originais na carroçaria, chassis e motor. O interior tem alguns sinais de uso nos bancos de cabedal e nos manómetros e um acabamento na madeira da consola e das portas que lhe confere um ar quase novo. O espaço da bagageira contém as suas ferramentas originais e a caixa de peças sobressalentes de origem.

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

TAGS: Mercedes-Benz 300d


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment