A automotora mais rápida do mundo em 1934 inspirada no Bugatti “Tank”

Arquivos 24 Set 2020

A automotora mais rápida do mundo em 1934 inspirada no Bugatti “Tank”

Por Ricardo Grilo

Um veículo ferroviário alcançar os 196 km/h em 1934 era algo de outro mundo. Ainda para mais quando a marca foi alcançada por uma automotora equipada com motores a gasolina, excedentes de produção do famoso Bugatti Royale.

Este recorde seria batido dois anos depois (por curta margem) por uma automotora dos caminhos-de-ferro alemães.


Mas durante um par de anos o recorde do mundo de velocidade sobre carris esteve na posse destas sofisticadas automotoras concebidas pelo próprio Ettore Bugatti, com a forma inspirada nos modelos Bugatti “Tank” de competição e equipadas com dois ou quatro motores de oito cilindros em linha e 12,7 litros de cilindrada, capazes de debitar 800 cv de potência em conjunto. Da centena de unidades que foi produzida, apenas sobrevive um exemplar na actualidade. Um absurdo que revela quão incipiente era a consciência museológica ferroviária nos anos 50, 60 e 70.



PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment