As dez motos mais caras vendidas no leilão Indy 2020

Mercado 03 Ago 2020

As dez motos mais caras vendidas no leilão Indy 2020

No passado dia 10 de Julho iniciou-se o leilão Indy 2020, organizado pela Mecum, e que se prolongou até ao dia 18. Além das centenas de automóveis presentes, também houve lugar para as duas rodas, com várias motos de diferentes fabricantes, desde americanos a japoneses, a serem levadas a leilão e, na sua maioria, vendidas. Seguem-se as dez motos mais caras vendidas no leilão Indy 2020.

Harley-Davidson Knucklehead Chopper (1947)


O motor Knucklehead, nome dado ao motor da Harley-Davidson devido ao seu desenho das tampas, é um dos motores mais valiosos do mercado das motos clássicas e quando este é montado numa Chopper é uma combinação perfeita, do trabalho artístico com o motor. Este motor V-Twin está equipado com duas válvulas em cada cilindro à cabeça. Esta Chopper foi vendida por 14.300 dólares, cerca de 12.100 euros.

Honda CBX (1979)


Esta moto é a combinação de um dos melhores sons de motor produzidos com o estilo das naked dos anos 70, sendo um dos modelos mais conhecidos da marca nipónica. O valor das CBX está a começar a subir consideravelmente, com o interesse cada vez maior por parte dos coleccionadores, que procuram os melhores exemplares, principalmente sem modificações no motor de 1.047 cc de seis cilindros em linha, que produz 105 cv. Esta CBX de 1979 foi vendida por 14.850 dólares, cerca de 12.600€.

Harley-Davidson Servi-Car (1952)


Estas Servi-Car foram construídas pela Harley-Davidson para servir de veículos utilitários e para a polícia, daí terem três rodas. Este exemplar de 1952 conserva a patina original, dos tempos e da sua utilização, estando guardada sem andar durante anos. Foi vendida por 15.400 dólares, cerca de 13.000€.

Ridley Autoglide Classic Trike (2007)


A Ridley foi uma pequena fabricante motos com caixa automática, nomeadamente com caixa de variação contínua. Este exemplar foi submetido a uma conversão Roadsmith Trike, para ficar com três rodas. Devido à sua raridade, os valores mantêm-se elevados, como é o caso deste Autoglide Classic Trike de 2007, equipado com um motor de 750 cc, vendido por 18.700 dólares, cerca de 15.800€.

Harley-Davidson Dyna Super Glide (2001)


Esta Harley-Davidson Dyna Super Glide foi propriedade de, nada mais, nada menos, que Jay Leno, logo deixa antever o seu valor elevado. Esteve em exposição durante 30 anos no estúdio do The Tonight Show e foi autografada por cada convidado presente. Posteriormente, Leno levou-a a leilão, com os fundos a reverterem ao Twin Towers Fund, sendo vendida por 360.200 dólares. Neste leilão, ficou-se pelos 19.800 dólares, cerca de 16.800 euros.

Kawasaki Z1 (1975)


A Z1 foi a resposta da Kawasaki à Honda CB750, sendo melhor em vários aspectos. Agora que as motos nipónicas estão a receber o seu devido respeito, os valores começam claramente a aumentar. As primeiras Z1 de 1973 valem sempre mais, mas as seguintes Z1A e Z1B acompanham um pouco mais abaixo. Estão equipadas com um motor de quatro cilindros em linha, de 903 cc, dupla árvore de cames à cabeça, refrigeração a ar e debitam 82 cv às 8.500 rpm. Este exemplar de 1975 é uma Z1B e foi vendida por 20.350 dólares, cerca de 17.275€.

Norton Commando 850 (1975)


Nos anos 60 e 70 as fabricantes de motos britânicas tentavam acompanhar o desenvolvimento das suas rivais japonesas e assim a Norton lançou a Commando 850, com um motor maior. Hoje, as motos britânicas têm um lugar de culto nos coleccionadores. A Commando 850 tem um motor de 828 cc de dois cilindros paralelos e válvulas à cabeça. Esta Commando 850 bateu o recorde ao ser vendida por 24.200 dólares, cerca de 20.500 euros.

Triumph X-75 Hurricane (1973)


A Triumph Hurricane é considerada A Mota dos anos 70, com o seu estilo psicadélico, de cor laranja e desenho de Craig Vetter. A Hurricane foi limitada a 1.200 exemplares e foi lançada na altura em que a BSA entrou em falência. O motor que as equipava era de três cilindros transversal de 740 cc, debitando 58 cv às 7.250 rpm. Actualmente, o seu design único e a sua produção limitada elevam os valores, como é exemplo este exemplar vendido por 27.500 dólares, cerca de 23.300 euros.

Indian Board Track Racer (1918)


Esta moto é um museu vivo das competições Board Track. Os valores destas motos variam sempre um pouco, devido às peças reproduzidas aplicadas e à sua história. Este exemplar preserva a sua patina original e está muito bem preservado, com praticamente todas as peças originais. Foi vendida por 40.700 dólares, cerca de 35.550 euros.

Pierce Four (1911)


A Pierce-Arrow concebeu dos automóveis mais fascinantes do início da história e as motos não foram excepção, com a empresa parente Pierce Motorcycle Company. A Pierce Four vinha com um motor de quatro cilindros, daí o nome, e 696 cc, sendo a primeira moto americana de quatro cilindros. Podia atingir quase os 100 km/h o que era bastante para a época. Os primeiros exemplares tinham uma caixa de uma velocidade, sem embraiagem, mas esta, de 1911, já tem uma caixa de duas velocidades e embraiagem. Devido à sua raridade, esta foi a moto mais cara do leilão, com um valor de venda de 225.500 dólares, cerca de 191.300€.


TAGS: Craig Vetter Harley-Davidson Dyna Harley-Davidson Knucklehead Harley-Davidson Servi-Car Honda CBX Indian Board Track Racer Jay Leno Kawasaki Z1 Mecum Norton Commando Pierce Four Ridley Autoglide Triumph X-75


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment