Commer FC, a carrinha comercial com um design diferente

Clássicos 24 Jul 2020

Commer FC, a carrinha comercial com um design diferente

Por Tiago Nova

A Commer foi uma fabricante de automóveis comerciais, fundada em 1905 como Commercial Cars Limited, passando a Commer em 1906. Produziu vários veículos militares, para o exército britânico utilizar na Primeira Guerra Mundial. Em 1926, a Commer foi adquirida pela Humber e, em 1931, esta foi integrada no Rootes Group. Por sua vez, a Chrysler adquiriu o Rootes Group, formando a Chrysler Europe e a Commer foi integrada na Dodge, desaparecendo o seu nome em 1979.

Em 1960, a Commer lança a nova carrinha comercial, a FC, com um design cab-forward da Steel Fisher, bastante diferente do existente até então, devido à frente arredondada e uma largura de vias estreita. Estava disponível em diferentes tipos de carroçarias, 16 no total, passando a 21 em 1962, incluindo autocaravana. O motor inicialmente disponível era o 1,5 litros de quatro cilindros em linha a gasolina e 53 cv, retirado do Hillman Minx, acoplado a uma caixa de quatro velocidades da Commer Express. O charriot da frente foi retirado do Sunbeam Alpine, tendo suspensão independente na frente, uma solução que só se tornou comum nas carrinhas nos anos 80.  Os triângulos da suspensão frontal e eixo traseiro são do Humber Hawk.

Logo em 1961, a FC recebeu uma actualização no desenho frontal, com uma grelha diferente, para melhorar a refrigeração e um motor de 1,6 litros. Em 1965, a FC foi actualizada novamente, passando a ser designada de PA equipada com o motor de 1.724 cc e 58 cv, passando a designação para PB em 1967. Posteriormente, a sua última designação foi SpaceVan, em 1974. Após a aquisição do Rootes Group pela Chrysler Europe, a SpaceVan passou a ser vendida também pelas marcas Dodge e Fargo. A partir de 1976 e até ao final da produção, em 1983, a SpaceVan foi vendida exclusivamente pela Dodge. Em 1977 foi alvo de uma actualização, com um interior totalmente novo e um desenho frontal completamente diferente.

Estava também disponível com um motor diesel da Perkins de 1.621 cc e 42 cv às 3.600 rpm, sendo então a primeira carrinha do segmento com um motor diesel. Em 1965, o motor diesel passou para uma cilindrada de 1,8 litros. Todos os motores, vinham acoplados a uma caixa manual de quatro velocidades, a mesma do Hillman Minx e, a partir de 1973, passou a estar equipada com overdrive. No entanto, o motor 1.725 cc poderia estar acoplado a uma caixa automática Borg Warner Model 35 de três velocidades, com selector na coluna de direcção, mas esta foi uma opção pouco requisitada. O motor mais potente poderia atingir os 110 km/h e chega aos 80 km/h em 25 segundos.

Uma particularidade da Commer FC é que, estando equipada com travões de tambor nas quatro rodas, o travão de mão operava os tambores das rodas da frente. Outra particularidade é a largura de vias ser menor na frente que na traseira, tornando a FC mais fácil de conduzir na cidade. Uma das grandes desvantagens do design cab-forward é a manutenção do motor, bastante mais trabalhosa e, consequentemente, mais cara.

A Commer FC foi bastante popular por ter sido utilizada pela Post Office Telephones e, depois, pela British Telecom, sendo também responsável pela longa produção do modelo. Foi também produzida na Nova Zelândia, pela Todd Motors, até 1974.

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

TAGS: Commer FC Dodge SpaceVan Fargo Steel Fisher


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment